conecte-se conosco

Cidades

Mural artístico Trilhos da História é inaugurado em Cachoeiro

Publicado

Na noite de quarta-feira (20), Cachoeiro de Itapemirim ganhou mais uma intervenção artística. Foi inaugurado o mural “Trilhos da História”, um painel com pinturas em homenagem a ícones cachoeirenses, que fica na Linha Vermelha, próximo ao Museu Ferroviário Domingos Lage, centro da cidade.

Na solenidade de inauguração, estiveram presentes diversas autoridades do município, representantes das artes e familiares de alguns dos homenageados. Além desses, Neném Doido, Dona Maria Laurinda e Zozô, figuras que ilustram o mural, também acompanharam a cerimônia, que contou com uma programação especial. Foram realizadas diversas apresentações musicais, instrumentais, de dança e de cultura popular e folclórica – roda de capoeira e Caxambu -, que exaltaram cada homenageado e encantaram o público.

Presente na inauguração, o prefeito Victor Coelho ressaltou a importância de mais uma ação artística em Cachoeiro. “É uma emoção muito grande. Cachoeiro continua sendo uma terra em que brotam artistas talentosos. Colorir nossa cidade com homenagens a esses ícones, com certeza, tem deixado nosso município mais belo e mais alegre. Nós sabemos do potencial de Cachoeiro de ser, cada vez mais, bonita. Começamos a demonstrar isso com as revitalizações dos canteiros e paisagismo, e, agora, com as pinturas e isso motiva a vermos nossa cidade mais cuidada e valorizada” completou.

“Este mural é mais ação de reconhecimento a nomes que fizeram e fazem Cachoeiro grande. E além de homenageá-los, podemos, ainda, investir na proposta de educação patrimonial e no sentimento de pertencimento, porque, acreditamos que os cachoeirenses e visitantes, quando virem essa arte maravilhosa, terão a curiosidade de querer saber, caso não saibam, quem foram essas pessoas e isso vai gerar mais amor e cuidado por nossa cidade e nossa história”, afirmou a secretária municipal de Cultura e Turismo, Fernanda Martins.

Formado por quatro telas e com, aproximadamente, 52 metros de extensão e 6 metros de altura, o mural recebeu intervenções dos artistas cachoeirenses Rudson Costa e Jeferson Braga Martins, além de Starley Bonfim Silva, de Vitória, que foram selecionados por meio do resultado do edital lançado pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult).

Responsável por retratar a tela com os ícones Roberto Carlos, Sérgio Sampaio, Raul Sampaio Cocco, Luz Del Fuego, Carlos Imperial e Arnoldo Silva, Rudson Costa avaliou que, além do valor visual que a arte trará para a cidade, o mural servirá, também, para despertar interesse do cachoeirense pelo município. “O cidadão se sentirá empoderado, porque verá a quantidade de ícones que saíram daqui, para marcar o mundo, cada um a sua maneira. Além disso, é um grande fomento à arte do grafite, tendo, como tela, esses painéis ao ar livre, isso mostra a valorização da gestão com todos os tipos de arte”, salientou. É de Rudson, também, a arte que homenageia as personalidades folclóricas Maria Gasolina, Maria Fumaça, Moringueiro, Delicioso, Neném Doido, Geraldo e Agulha.

“Esse painel é um diferencial para a cultura de Cachoeiro, como um dos maiores do estado. O mural veio somar em relação ao aspecto visual da cidade. Certamente, as novas gerações, ao verem essa arte, serão influenciadas a não somente conhecerem quem foram essas pessoas tão ilustres, mas, também, a desenvolverem habilidades artísticas. A arte, cultura e o turismo do nosso município ganham muito com isso”, declara Jeferson Braga Martins, artista que homenageou grandes nomes do cenário literário e cultural de Cachoeiro, como Jece Valadão, Levino Fanzeres, Rubem Braga, Newton Braga, Dedé Caiano e Evandro Moreira.

A terceira tela, composta por mestres da cultura popular, como João Inácio, Dona Canutinha, Dona Maria Laurinda, Dona Isolina, Mestre Salatiel e Mestre Volmir, foi criada por Starley Bonfim Silva. Além de tornar o painel mais uma atração para visitação, no corredor cultural formado pelo Museu Ferroviário, pela Casa de Cultura Roberto Carlos e pela centenária Ponte de Ferro, a intenção da Semcult é, também, valorizar e dar visibilidade ao trabalho dos artistas visuais contemporâneos do município.

Inauguração do painel contou com queima de fogos e cascata de luz

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Calçadão da Beira Rio terá mais acessibilidade e novos atrativos

Publicado


.
Rampas de acesso estão sendo construídas ao longo da via; projeto prevê instalação de mais equipamentos de academia
Foto: Projeto/PMCI

O calçadão da avenida Beira Rio, em Cachoeiro de Itapemirim, terá mais recursos de acessibilidade e novos atrativos de esporte e lazer. O local passa por reforma, desde novembro do ano passado, com o objetivo de proporcionar melhores condições para pedestres e praticantes de atividades físicas.

Estão sendo construídas quatro rampas de acesso, sendo três delas ao longo da via – em frente às faixas de pedestres – e uma na parte da calçada que faz cruzamento com a ponte Juscelino Kubitschek. Outra melhoria em acessibilidade é a colocação de piso tátil (faixa em alto-relevo que auxilia na locomoção) por toda a extensão do calçadão.

Nas últimas semanas, foram iniciadas intervenções em uma área em frente ao Teatro Municipal Rubem Braga, onde haverá bancos, equipamentos de academia e um espaço aberto para prática de exercícios físicos. Além disso, está sendo feita uma pequena plataforma elevada, na qual, profissionais de educação física poderão se colocar para dar instruções a alunos, durante atividades ao ar livre.

Em junho, também foi iniciada a aplicação de granilite no calçadão, material mais apropriado para a prática de caminhada que o antigo piso de pedras portuguesas. O projeto prevê, ainda, recuperação dos guarda-corpos e melhorias em iluminação e jardinagem.

A reforma é divida em dois trechos: o primeiro tem início na altura do acesso à rua Bernardo Horta e termina na ponte de pedestres Rosalina Despoli; o segundo, segue da ponte Rosalina Despoli até a altura do Teatro Rubem Braga. A expectativa é de que o trabalho de concretagem e de acabamentos estruturais nas duas partes seja concluído nos próximos 45 dias.

“A reforma do calçadão da Beira Rio é uma demanda de longa data da população cachoeirense. Nós estamos trabalhando, com responsabilidade, para entregar instalações de qualidade e mais acessíveis a todos. Enquanto as obras acontecem, pedimos às pessoas que passarem pelo local que respeitem a sinalização para não passar pela área das intervenções – e, de preferência, que evitem sair de casa durante a pandemia”, afirma o prefeito Victor Coelho.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana