conecte-se conosco

Entretenimento

Na quarentena, Grazi Massafera se rende ao laser para manter-se bela e saudável

Publicado


source
Fernando Macedo e Grazi Massafera
Divulgação

Fernando Macedo e Grazi Massafera


Na tarde desta terça-feira (28), Grazi Massafera foi vista na Human Clinic, na Vila Nova Conceição, na zona sul de São Paulo. Diferentemente da passagem anterior, em que fez harmonização facial com o dermatologista Ivan Rollemberg, a estrela da Globo foi até lá para conhecer o protocolo V Shape Lift, que é feito com a tecnologia do laser Fotona 4D. Criado por Fernando Macedo, o tratamento age na pele como um todo e é realizado com o auxílio de várias ponteiras.

Procurado para detalhar o procedimento, o profissional comentou que “são trabalhadas a derme bem profunda junto à gordura, em seguida, a média, logo após a superficial, e, por último, a epiderme. A ideia é manter e melhorar o turgor, a firmeza e a elasticidade, além de cuidar da qualidade da pele, como linhas finas, poros abertos, linhas de expressão, asperezas e luminosidade”.

Grazi se submeteu à primeira sessão do V Shape Lift e ficou de programar mais duas. Mas, além da questão estética, o dermato ressaltou que os cuidados com a pele estão relacionados com a saúde: “O bom é que sai da clínica sem inchaço, sem machucado, casquinhas ou vermelhidão. A única recomendação é a hidratação por alguns dias, já que ela pode ficar seca”. Questionado sobre a origem do nome, lembrou que “o V Shape Lift mantém o rosto triangular sustentado na região das maçãs, o olhar aberto e sem o acúmulo das ‘sobrinhas’, ou seja, fica mais quadrado”. Mais do que isso. Avaliou que a pele da Grazi não tem envelhecimento, mas o intuito é justamente este: mantê-la jovem e bonita.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

CCXP Worlds entrevista ator de O Poderoso Chefão sobre reedição de último filme

Publicado


source
poster do filme O Poderoso Chefão: A Morte de Michael Corleone
Divulgação

Ator de O Poderoso Chefão: A Morte de Michael Corleone fala sobre nova versão do clássico


No próximo dia 8 de dezembro, o  filme que encerra a franquia ‘O Poderoso Chefão’ ganhará para seu aniversário de 30 anos uma versão remasterizada, com novo nome e montagem. Trata-se de ‘ O Poderoso Chefão – Desfecho: A Morte de Michael Corleone’, que promete dar um novo tom ao encerramento da jornada vivida no cinema pelo personagem de Al Pacino.


“Você verá um novo filme, com um novo começo e com um fim diferente. Muitas cenas foram reposicionadas. O filme ganhou uma nova vida”, afirma o próprio diretor, Francis Ford Coppola, no painel da CCXP Worlds sobre o relançamento.

Para falar sobre a releitura feita pelo diretor, o evento recebeu nesta sexta-feira (04) o ator Andy Garcia, que vive Vincent Mancini-Corleone, para falar sobre a experiência de reviver o longa e participar de uma das séries cinematográficas mais famosas e importantes da sétima arte.

Garcia afirmou que não sabia o que Coppola planejava com o terceiro filme da franquia, mas era sabido que o diretor não estava satisfeito com a edição. “O filme estrearia no dia de Natal e Francis sentiu que nunca tinha tido tempo para organizar o filme da maneira como queria. Algumas decisões foram tomadas e, com o tempo, ele queria revisitar e entregar o filme que ele realmente queria ter feito”, contou o ator na CCXP Worlds.

A mudança do título também foi um diferencial, já que era um desejo do autor que sempre se chamasse “The Godfather Coda”, mas a ideia foi proibida pela Paramount, que esperava pela continuação da franquia.

Perguntado sobre o que deve mudar para seu personagem no filme, Garcia afirma que Francis conseguiu traçar uma narrativa mais clara e coesa sobre a história. Na versão original, algumas cenas foram cortadas e tiraram certos eventos de contexto, o que agora foi reparado.


Sobre a direção de Coppola, Garcia afirma que a experiência como um diretor de teatro o ajudou a causar o impacto que gostaria com seus filmes. “Ele é muito bom em se aproximar aos atores, seja para criar cenários ou improvisações, e ajustar o tom da cena. Não são muitos filmes ou diretores que têm o privilégio de ensaiar seus próprios filmes”, reflete o ator.

Por fim, perguntado sobre como foi trabalhar com Al Pacino , Andy afirma que o ator foi uma inspiração para uma geração de atores, incluindo ele mesmo. “O trabalho dele mudou minha vida. Tive a grande sorte de conhecê-lo socialmente. Al é um homem muito generoso, é um privilégio ter trabalhado com ele”, afirma.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana