conecte-se conosco


Grande Vitória

Nasce o bêbe 1.000 do Hospital Materno Infantil da Serra

Publicados

em

Nasceu o bebê de número 1.000 do Hospital Municipal Materno Infantil (HMMI), localizado em Colina de Laranjeiras, na Serra.  É uma menininha, moradora do bairro Carapina Grande. Coincidências à parte, o primeiro parto no Materno também foi de uma menina, moradora de São Diogo.

Inaugurado há menos de três meses, o Materno Infantil destaca-se pelo seu atendimento humanizado que, agora, conta com a participação voluntária de doulas. O fato é que, durante 24 horas por dia, todos os dias da semana, as famílias serranas encontram, no local, um serviço de excelência, que vai desde a estrutura física até sua capacidade técnica.

Uma equipe que trabalha junto, que vibra, a cada nascimento. A chegada da pequena Liz Stella Santos da Cruz, às 17h52, de parto cesáreo, não poderia ser diferente. Além de ser o milésimo parto, o nascimento da Liz marcou, na vida do operador logístico Daniel da Cruz Santo, 24 anos, sua estreia como pai.

“A Liz é uma bênção de Deus. É indescritível a emoção que senti, quando vi minha filha pela primeira vez. Nunca tinha passado por isso. A família toda está muito feliz”, contou Daniel, logo após tocar o sino da vida, anunciando o nascimento da filha. O momento foi acompanhado de uma salva de palmas, da equipe técnica do hospital.

A mãe da bebê, Mikaele Santos Bastos, 18 anos, passa bem. Segundo Daniel, o pré-natal da Liz foi todo feito na Unidade Básica de Saúde de Carapina Grande. “Correu tudo bem. A Mikaele teve uma gestação tranquila”, salientou.

Serviços

Além da humanização do parto, com salas de parto privativas, com possibilidade de oferecer diferentes posições no trabalho de parto e anestesia para parto normal, o Hospital Municipal Materno Infantil agora conta com o serviço de ouvidoria e uma pesquisa de satisfação.

Por meio de preenchimento de formulários, as gestantes, puérperas e seus familiares participam da gestão do hospital, dando sugestões, fazendo elogios ou apontando alguma possível melhoria.

Estrutura

O HMMI conta com 50 leitos para alojamento de gestantes e puérperas de risco habitual; Centro Obstétrico com três salas cirúrgicas e sete quartos PPP (de Pré-Parto, Parto e Pós-Parto), isso sem contar com os exames de imagem e laboratoriais.

Quando estiver operando, na sua totalidade, no segundo semestre deste ano, o Hospital Municipal Materno Infantil terá a capacidade mensal para 638 internações obstétricas de risco habitual e 255 de risco alto, além de 51 internações de cirurgia pediátrica; 128 internações de ginecologia clínica e cirúrgica; 55 internações em Unidade de Terapia Neonatal (UTIN); 51 internações de Tratamento Intermediário Neonatal Convencional (UCINCO); 26 internações em Unidades de Tratamento Intermediário Neonatal Prematuro (UCINCA), ou leito-canguru; 51 internações em Unidade de Terapia Intensiva Adulta (UTI); isso sem contar com as 3.240 consultas de pronto-socorro e 2.304 consultas em ambulatório de especialidades.

Comentários Facebook
Propaganda

Grande Vitória

Vitória registrou recorde da menor temperatura dos últimos 93 anos com 11,6º C

Publicados

em

Na madrugada desta quinta-feira (19), Vitória registrou 11,6° C, na estação meteorológica automática localizada na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), campus Goiabeiras, constatando o recorde de temperatura mínima dos últimos 93 anos. O recorde histórico ocorrido na Capital foi de 10,3 °C, em 21 de julho de 1929, registrado na estação meteorológica convencional, em Ilha de Santa Maria.

Também na região Metropolitana, Vila Velha teve a madrugada mais fria com 9,1° C, o menor registro histórico desde a instalação da estação meteorológica, em 2017. A análise dos dados históricos foi realizada pela coordenação de Meteorologia do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).

Em Aracê, Domingos Martins, o registro foi de 1,5° C, a menor temperatura desde a instalação da estação meteorológica automática do Incaper, em 2010, na Fazenda Experimental Mendes da Fonseca. O registro representa a menor temperatura do Espírito Santo dos últimos 59 anos. De acordo com a série histórica, o recorde de menor temperatura do Estado é de -1,0° C, ocorrido em 14 de julho de 1963 e registrado pela estação meteorológica convencional instalada no mesmo local.

Na região Serrana, em Venda Nova do Imigrante, a estação meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), instalada na Fazenda Experimental do Incaper, no município, registrou a mínima de 3,9 °C, sendo o menor registro ocorrido desde a instalação da estação, em 2017. No entanto, o registro não superou o recorde da temperatura mínima de 2,6°C, ocorrido em 1º de junho de 1979.

“Conforme estava previsto pela Coordenação de Meteorologia do Incaper, a madrugada desta quinta-feira (19) foi a mais fria do ano, baseado nas medições das estações meteorológicas operadas pela rede de observações meteorológicas do Espírito Santo. A massa de ar de origem polar está avançando sobre o Estado e tem provocado um declínio acentuado nas temperaturas”, destacou Hugo Ramos, coordenador de Meteorologia do Incaper.

Confira as principais mínimas nos municípios registradas na madrugada desta quinta-feira (19), em estações meteorológicas operadas pelo Incaper e pelo Inmet.

  • Vila Velha (Inmet): 9,1°C
  • Vitória (Inmet): 11,6 °C
  • Venda Nova do Imigrante (Inmet): 3,9 °C
  • São Mateus (Inmet): 13,8 °C
  • Pres. Kennedy (Inmet): 16,5 °C
  • Nova Venécia (Inmet): 14,9 °C
  • Marilândia (Inmet): 14,7 °C
  • Linhares (Inmet): 14,9 °C
  • Ecoporanga (Inmet): 13,4 °C
  • Alfredo Chaves (Inmet): 11,8 °C
  • Alegre (Inmet): 10,3 °C
  • Afonso Cláudio (Inmet): 6,8 °C
  • Aracê, Domingos Martins (Incaper): 1,5 °C
  • Cachoeiro de Itapemirim (Incaper): 13,9 °C
  • Iúna (Incaper): 8,6 °C

Atualização do Aviso Meteorológico

O Aviso Meteorológico, emitido pela Coordenação de Meteorologia do Incaper, foi atualizado nesta quinta-feira (19), com indicação de nível de atenção devido às condições favoráveis para os baixos níveis de umidade do ar. Os índices de umidade relativa do ar deverão atingir valores entre 30% e 20% no período da tarde desta quinta-feira (19).

Entre esta quinta-feira (19) e sábado (21), o aviso permanece com o nível de atenção devido às condições meteorológicas favoráveis para ocorrência de declínio acentuado de temperatura, que podem resultar em temperaturas mínimas de até 5,0 °C, inferiores à média climatológica para o mês de maio. Durante esse período, as condições são favoráveis para o risco de formação de geada na vegetação. Acesse o Aviso Meteorológico.

Para os próximos dias, a tendência é que as temperaturas continuem amenas no Espírito Santo por conta da atuação da massa de ar polar. Mais detalhes sobre a tendência da previsão para os próximos dias podem ser acessados em: meteorologia.incaper.es.gov.br.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana