conecte-se conosco


Cidades

No sapatinho, Câmara aumenta salário do prefeito de Castelo e dos vereadores

Em tempo recorde e na surdina, a Câmara Municipal de Castelo votou em regime de urgência o aumento do salário dos vereadores, secretários municipais, prefeito e vice-prefeito na última terça-feira. O projeto, segundo vereadores, não estava na pauta de votação. Após sessão ordinária, que contou com a presença da vice-governadora, foi iniciada a sessão extraordinárias para votação […]

Publicados

em

Em tempo recorde e na surdina, a Câmara Municipal de Castelo votou em regime de urgência o aumento do salário dos vereadores, secretários municipais, prefeito e vice-prefeito na última terça-feira.

O projeto, segundo vereadores, não estava na pauta de votação. Após sessão ordinária, que contou com a presença da vice-governadora, foi iniciada a sessão extraordinárias para votação da proposta que aumenta o subsídio para a legislatura 2021/2024.

O presidente da Casa, Domingos Fracaroli (PSDB) fez a leitura da proposta 12/2019, que aumenta o salário do prefeito e vice, e a 13/2019, que aumenta a remuneração dos parlamentares. “Iniciamos a sessão extraordinária para votar projetos de lei em regime de urgência”, justificou Fracaroli, em sessão que durou menos de cinco minutos e não citou de quanto seria os reajustes,
Nove vereadores votaram a favor da proposta. São eles: Celsinho Calegário (PV), Paulo Ivan Casagrande (PV), Vermelho (SD), Domingos Fracaroli, Mylena Pedruzi (PPS), Everton Zanúncio (PDT), José Renato Côgo (SD), Patrick Alledi (PSD) e Dimas Luzório (PSB). Fonte: Aqui Notícias

Comentários Facebook
Propaganda

Cidades

Sancionada a lei que autoriza agentes da GCM de Anchieta a portar armas de fogo

Publicados

em

Por

Foto: Divulgação

A Guarda Civil Municipal de Anchieta (GCMA) passará a atuar com porte legal de arma de fogo. O prefeito de Anchieta, Fabrício Petri, sancionou ontem (27) a lei que permite o porte de arma de fogo para a categoria. Na ocasião Petri sancionou mais três leis que estruturam e regulamentam a Guarda Civil Municipal de Anchieta. Parte da corporação participou do ato de assinatura, ocorrida no gabinete do prefeito.

O projeto de armar a Guarda Municipal de Anchieta foi elaborado desde 2021 pelo executivo municipal. Ao todo, 87 agentes serão treinados pela Polícia Federal para atuarem com as novas regras. Recentemente, o município criou uma ouvidoria e também uma corregedoria dentro da Guarda Municipal – consideradas instrumentos indispensáveis para a efetivação do projeto.

De acordo com o gerente da Guarda, Wander Nogueira, a aprovação da proposta é um marco histórico para o município e um avanço para as ações de segurança. “Armar a Guarda vai dar mais legitimidade para o trabalho da instituição, que passará a atuar de forma mais independente”, avaliou.

Para o prefeito, a Guarda é uma importante instituição que vem prestando valiosos serviços ao município. “Tenho orgulho da nossa guarda e dos nossos agentes que vêm fazendo um importante papel na segurança de nossa cidade. Essas novas lei irão dar mais respaldo para a corporação se tornar ainda mais organizada e estruturada”, disse.

Preparação e treinamento

Para armar os agentes, a Guarda Municipal de Anchieta firmou uma parceria com a Academia da Polícia Civil do Estado do Espírito Santo (Acadepol), que irá ofertar um curso de capacitação para os agentes. O treinamento vai capacitar os guardas na parte teórica e prática, incluindo o curso de tiro. Antes de utilizarem armas de fogo, os agentes deverão ser aprovados nesta formação.

A Lei autoriza o município a firmar convênios, acordos de cooperação técnica e instrucional com União, Estados, Municípios, bem como, com instituições, órgãos ou estabelecimentos de ensino aptos legalmente a ofertarem cursos de formação, aperfeiçoamento e utilização de armamento e tiro ao efetivo da Guarda Civil Municipal de Anchieta.

 

Comentários Facebook

Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana