conecte-se conosco

Destaque

Novo aplicativo APP 190 ES é apresentado e já está disponível para a população

Publicado

O cidadão capixaba ganhou mais um canal de comunicação com as forças de segurança, aumentando a eficiência nos acionamentos ao Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes). Foi apresentado nesta quinta-feira (10), o novo aplicativo para celular APP 190 ES, que vai funcionar nos locais atendidos pelo Ciodes nas regiões Sul e Metropolitana. A novidade já está disponível para usuários da plataforma Android. Em breve, também será possível baixar em aparelhos com o sistema iOS.

O governador do Estado, Renato Casagrande, foi quem apresentou o aplicativo, cuja ideia principal é aumentar a eficiência no envio de viaturas para atender ao cidadão. Ele ressaltou ainda que o Governo do Estado vai seguir realizando investimentos na área tecnológica:

“Muitas vezes as pessoas que sofrem ou presenciam uma violência estão muito nervosas e assustadas. E quando ligam para o 190, não sabem a rua ou o bairro em que estão. Quem baixar o aplicativo e ligar, já vai aparecer o nome da pessoa e a localização. Isso já vai ajudar no despacho do atendente. Esse aplicativo facilita a vida de quem necessita do atendimento da Polícia Militar. Estamos levando mais efetividade ao trabalho dos nossos militares. Ao saber com exatidão a localização, a PM chega com muito mais rapidez e consequentemente tem mais eficiência a ação”, afirmou Casagrande.

Além da facilidade para chamar ajuda, com apenas dois toques na tela, o usuário não precisa informar a sua localização. Por meio da leitura do sistema de GPS, o endereço da solicitação já é repassado ao call center do Ciodes automaticamente, o que melhora o tempo de resposta dos recursos de segurança.

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Roberto Sá, destacou que esse novo dispositivo faz parte do investimento em tecnologia solicitado pelo governador, desde que assumiu a gestão em janeiro, e o objetivo é melhorar a eficiência policial dia a dia.

“Nosso projeto de modernização tecnológica não vai parar aqui. É uma entrega importante, que sempre foi um desejo do nosso governador, e mesmo em um momento de dificuldade financeira, a gente está realizando investimentos. É um aplicativo que busca melhorar e agilizar o atendimento ao cidadão”, afirmou Sá.

Inicialmente, o aplicativo se limita à realização de ligações, porém, deve contar futuramente com outros serviços, como o acesso aos boletins de ocorrência registrados nas delegacias, por exemplo.

Confira abaixo a lista dos municípios contemplados:

Região Metropolitana

Cariacica, Guarapari, Serra, Vila Velha, Viana e Vitória.

Região Sul

Cachoeiro de Itapemirim (distrito: Itaoca Pedra), Atílio Vivácqua, Castelo, Itapemirim (distritos: Itaoca Praia e Itaipava), Marataízes (distrito: Barra), Presidente Kennedy, Rio Novo do Sul, Muqui, Vargem Alta, Mimoso do Sul, Anchieta, Piúma e Iconha.

Comentários Facebook
publicidade

Destaque

Mercado financeiro prevê queda de 1,96% na economia este ano

Publicado

Com a pandemia de covid-19, o mercado financeiro tem piorado a estimativa para a queda da economia este ano. A previsão de recuo do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – passou de 1,18% para 1,96%. Essa foi a nona redução consecutiva.

A  previsão para o crescimento do PIB em 2021 subiu de 2,50% para 2,70%. As previsões de expansão do PIB em 2022 e 2023 permanecem em 2,50%.

Dólar

A cotação do dólar deve fechar o ano em R$ 4,60, contra R$ 4,50 na semana passada. Para 2021, a expectativa é que a moeda americana fique em R$ 4,47, contra R$ 4,40 da semana passada.

Inflação

As instituições financeiras consultadas pelo BC reduziram a previsão de inflação para 2020 pela quinta vez seguida. A projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) caiu de 2,72% para 2,52%.

Para 2021, a estimativa de inflação segue em 3,50%, assim como para 2022 e 2023.

A projeção para 2020 está praticamente no limite inferior da meta que deve ser perseguida pelo BC. A meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é de 4% em 2020, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo, ou seja, o limite inferior é 2,50% e o superior, 5,50%. Para 2021, a meta é 3,75% e para 2022, 3,50%, também com intervalo de 1,5 ponto percentual em cada ano.

Selic

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, estabelecida atualmente em 3,75% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

Para o mercado financeiro, a expectativa é que a Selic tenha mais uma redução e encerre 2020 em 3,25% ao ano a mesma previsão da semana passada.

Para o fim de 2021, a expectativa é que a taxa básica chegue a 4,50% ao ano. A previsão anterior era de 4,75% ao ano. Para o fim de 2022 e 2023, as instituições mantiveram a previsão em 6% ao ano.

Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica. Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Comentários Facebook

Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana