conecte-se conosco


Carros

Novo DeLorean DMC-12 deverá ser lançado como elétrico

Publicados

em


source
De Lorean DMC-12: imagem mostra apenas a silhueta do icônico modelo com portas abertas para cima
Divulgação

De Lorean DMC-12: imagem mostra apenas a silhueta do icônico modelo com portas abertas para cima

A volta do icônico DeLorean DMC-12 está sendo ensaiada desde o ano passado, quando chegaram a anunciar que 325 unidades seriam fabricadas nos mesmos moldes do modelo original dos anos 80, mas com uma série de melhorias, inclusive motor de 350 cv no lugar do antiquado V6, de apenas 130 cv.

Até sistema multimídia com GPS, aquecimento dos bancos, entre outros itens seriam incluídos nessa nova leva renovada do modelo idealizado por idealizado por John De Lorean , um ex-funcionário da GM que teve uma vida conturbada e faleceu em março de 2005.

Mas agora aparece outra história. O carro não tem mais data para reaparecer e será elétrico , de acordo com o que foi divulgado pelos atuais donos da marca, segundo os quais as réplicas tiveram problemas com as normas de emissões.

Você viu?

Movido apenas a eletricidade, não haverá nenhum risco do carro esbarrar nas cada vez mais rígidas normas antipoluentes que vêm sendo adotadas em vários países da Europa, nos EUA, Japão, entre outros. Porém, essa mudança vai exigir um projeto totalmente novo e, por isso, ainda não há data da estreia do novo De Lorean DMC-12 , imortalizado pela franquia “De Volta para o Futuro”.

DeLorean DMC-12 deveria ter tido réplicas fabricadas em 2021, mas esbarraram nas leis de emissões
Divulgação

DeLorean DMC-12 deveria ter tido réplicas fabricadas em 2021, mas esbarraram nas leis de emissões

A versão original foi desenhada pelo renomado designer Giorgetto Giugiaro , no final dos anos 70, para o carro ser lançado em 1981. Vinha com portas abertas para cima, carroceria de aço inoxidável (o que a tornava difícil de ser lavada) e desempenho fraco que não condizia com o visual futurístico. Apenas 9 mil unidades foram fabricadas até 1983, o que também o torna um dos clássicos mais valorizados hoje em dia.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Propaganda

Carros

Quatro em cada dez carros alemães foram vendidos na China em 2020

Publicados

em


source
Participação de marcas alemãs deve continuar crescendo na China, segundo especialistas
Divulgação

Participação de marcas alemãs deve continuar crescendo na China, segundo especialistas

Quatro em cada dez carros alemães novos foram vendidos na China em 2020, aponta um estudo do Centro de Pesquisa Automotiva (CAR) para o jornal Augsburger Allgemeine. As montadoras alemãs Volkswagen , Daimler e BMW venderam 14,16 milhões de veículos no mundo no ano passado, sendo que 5,4 milhões foram adquiridos na China. Para a indústria alemã, a China detém 38,2% do mix de vendas.

A participação da China cresceu significativamente em 2020. Segundo o Augsburger Allgemeine, o Grupo BMW vendeu 33,4% de seus carros novos na China; em 2019, o mix foi de 28,5%. A Daimler vendeu 30,6% de seus veículos na China, na comparação com 25,3% do mix em 2019. Para o Grupo Volkswagen, 40,1% de seus modelos novos fabricados em 2020 foram vendidos na China ao longo de 2020, na comparação com 38,6% em 2019.

“A participação da China entre as montadoras alemãs nunca foi tão alta – e continuará crescendo”, afirma Ferdinand Dudenhöffer, chefe do instituto que liderou o estudo. O executivo também destaca o fortalecimento das marcas alemãs em um ano de queda nas vendas da China, impulsionada pela pandemia do novo coronavírus.

Você viu?

O Grupo BMW e a Daimler viram suas vendas crescerem na China, enquanto o Grupo VW teve retração de 383 mil unidades. Apesar do resultado, o país continua sendo o mercado mais importante da Volkswagen no mundo.

Foco na China

Marcas alemãs continuam apostando alto na China para ampliar o faturamento global
Divulgação

Marcas alemãs continuam apostando alto na China para ampliar o faturamento global

A Smart , uma das fabricantes do Grupo Daimler, anunciou que irá lançar um novo SUV inédito com foco no mercado chinês. “O potencial é vasto, não apenas para a Europa, mas também na China, onde os SUVs são os meios de transporte mais populares”, afirmou Daniel Lescow, vice-presidente da Smart.

Também na China , a BMW iniciou a produção do novo SUV elétrico iX3, feito em joint-venture com a fabricante local Brilliance Automotive . O modelo chegará ao mercado em 2021, como parte do processo de eletrificação da marca na Ásia. 

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana