conecte-se conosco


Cidades

Novo salário para atrair médicos para equipes de Saúde da Família de Cachoeiro

O prefeito de Cachoeiro, Victor Coelho, sancionou nesta terça-feira (26) a lei que reajusta o salário de médicos, odontólogos e enfermeiros da Estratégia Saúde da Família (ESF). Além de corrigir a defasagem salarial dessas categorias, que não eram contempladas com reajuste há mais de uma década, a medida visa atrair profissionais para reforço das equipes […]

Publicados

em

O prefeito de Cachoeiro, Victor Coelho, sancionou nesta terça-feira (26) a lei que reajusta o salário de médicos, odontólogos e enfermeiros da Estratégia Saúde da Família (ESF).

Além de corrigir a defasagem salarial dessas categorias, que não eram contempladas com reajuste há mais de uma década, a medida visa atrair profissionais para reforço das equipes de ESF, que atuam nos bairros e distritos.

O médico da família (generalista), que recebia R$ 6 mil, passa a ganhar R$ 10 mil. A remuneração dos odontólogos e enfermeiros passa a ser R$ 3,5 mil – antes, eram R$ 2,5 mil e R$ 2,4 mil, respectivamente. 

A carga horária desses profissionais é de 40 horas semanais, sendo 8 horas diárias, de segunda a sexta–feira, atendendo a demanda dos pacientes nas unidades básicas de saúde e em visitas domiciliares. 

“No caso dos médicos, principalmente, vínhamos tendo dificuldade para fazer contratações em função da remuneração considerada baixa na comparação com outros municípios. Com esse reajuste significativo, Cachoeiro se torna mais competitivo nesse cenário. Acreditamos que é um passo fundamental para trazermos novos profissionais e reforçarmos o atendimento à população”, avalia a secretária municipal de Saúde, Luciara Botelho.

Também nesta terça, foi sancionada a lei que atualiza a concessão do auxílio-alimentação aos profissionais participantes do programa Mais Médicos no município. O benefício é de R$ 550 mensais.

Comentários Facebook
Propaganda

Cidades

Defesa Civil Nacional repassa R$ 96,4 mil para o município de Alegre

Publicados

em

Por

Casa destruída após queda de muro em Alegre. Um homem morreu - Foto: Reprodução / Redes Sociais

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), autorizou o repasse de R$ 96,4 mil para ações de defesa civil na cidade de Alegre, no Espírito Santo. A portaria foi publicada nesta sexta-feira (24) no Diário Oficial da União. A cidade capixaba sofreu com chuvas intensas e usará o recurso para a reconstrução de uma ponte. A ação beneficiará cerca de 29,5 mil pessoas.

Em todo o País, estados e municípios atingidos por desastres e que já tenham obtido o reconhecimento federal de situação de emergência ou de estado de calamidade pública podem solicitar recursos do MDR para atendimento à população afetada. As ações envolvem restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de equipamentos de infraestrutura danificados.

A solicitação deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Com base nas informações enviadas, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com a especificação do montante a ser liberado.

Comentários Facebook

Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana