conecte-se conosco


Estado

ONG capixaba promove jantar em SP para arrecadar recursos e divulgar resultados

Publicados

em

O Instituto Ponte (IP) promoverá no próximo dia 15 de agosto, em São Paulo, um jantar para arrecadação e divulgação dos seus trabalhos. O evento será realizado numa parceria com a Associação Cactus, renomada ONG presente em 43 cidades de cinco Estados brasileiros e que atua com mais de 4.000 alunos semanalmente. Assim como o IP, a Cactus busca, por meio da educação, criar uma cultura de protagonismo e transformar a vida das crianças e jovens atendidos.

Estão confirmadas para o jantar as participações de Roberto Sallouti, CEO BTG e Chairman Inteli, e de Belisa Maggi, presidente da Fundação André, e Lúcia Maggi, do Instituto Signativo. A programação terá, também, testemunhos de histórias de vida de alunos da entidade capixaba.

Expansão

A escolha pelo Estado paulista para sediar o almoço está alinhada a um novo momento na história do IP. De acordo com a fundadora e diretora, Bartira Almeida (foto), o IP está em uma nova etapa de crescimento e atuação. “Atualmente, 29% dos nossos universitários estudam em faculdades fora do Espírito Santo. Estão em São Paulo (Unicamp, Insper, Inteli, USP), Minas Gerais (UFMG) e Bahia (UFSB). Estamos preparando talentos para o Brasil e temos como um dos desafios, agora, transpor a barreira dos limites geográficos na captação de recursos”, afirmou.

Segundo ela, a previsão de crescimento no número de alunos, neste ano, é da ordem de 12% e, por isso, a entidade precisa manter os patrocinadores atuais e conquistar novos. “A boa notícia é que dois fatores nos ensinaram que podemos buscar alunos em qualquer Estado do Brasil: com a pandemia aprendemos a ofertar aulas e atividades online, equipamos alunos e espaço físico do IP, com computador e, disponibilizamos acesso à internet para todos os alunos que não possuíam. E agora estamos criando uma trilha nova, o ‘IP Online’, que inclusive já está sendo testado, pois temos 24% dos alunos morando em cidades do interior capixaba ou em outros Estados e que participam das nossas atividades semanalmente de forma remota”, explicou.

O Jantar Anual edição 2022 da Cactus & Instituto Ponte será realizado em Itabim Bibi, São Paulo, e contará com pocket show do artista Léo Chaves.

Comentários Facebook

Estado

Recursos da Lei Paulo Gustavo para setor cultural capixaba serão discutidos em Vitória nesta terça (16)

Publicados

em

Por

Evento acontece nesta terça-feira (16), na Casa da Música Sônia Cabral, no Centro de Vitória, a partir das 18h30. Estão previstos cerca de R$ 40 milhões de repasse ao Estado e R$ 35 milhões para os 78 municípios.

A Lei Paulo Gustavo vai destinar R$ 75 milhões ao fomento do setor cultural capixaba. Para apresentar e debater os impactos, benefícios e oportunidades dos recursos no Estado, a equipe da Secretaria da Cultura (Secult) realiza um encontro aberto ao público, que acontece nesta terça-feira (16), às 18h30, na Casa da Música Sônia Cabral, localizada no Centro de Vitória.

Estão previstos cerca de R$ 40 milhões de repasse ao Estado e R$ 35 milhões para os 78 municípios. Esta divisão decorre de um mecanismo que calcula a população de cada local perante ao fundo de participação dos estados e municípios. Deste valor, aproximadamente 75% serão direcionados ao setor audiovisual e 25% para os demais segmentos da arte e cultura.

“Além da  presença dos empreendedores e fazedores de cultura em geral,  será importante que entidades de todo o Estado conheçam sobre a mobilização em torno da Lei”, afirmou o secretário de Estado da Cultura e presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura, Fabrício Noronha.

Lei Paulo Gustavo

Com o objetivo de auxiliar o setor cultural prejudicado pela pandemia da Covid-19, o  Projeto de Lei Paulo Gustavo (PLP 73/21) foi apresentado como recurso de ação emergencial no mês de novembro de 2021 no Senado e em julho deste ano foi promulgada como Lei Complementar 195/22. O nome da Lei homenageia o ator Paulo Gustavo, que faleceu em maio de 2021, devido à Covid-19.

O recurso total de R$ 3,86 bilhões é proveniente do superávit financeiro do FNC (Fundo Nacional de Cultura), e do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), recursos financeiros estes que não seriam utilizados no cronograma de pagamento dentro do exercício fiscal e que poderiam ser empregados como fonte de recurso adicional a ser operado diretamente pelos estados e municípios.

Serviço:

Encontrão Capixaba – Lei Paulo Gustavo e seu impacto no ES

Data: 16/08 (terça-feira)

Horário: 18h30

Local: Casa da Música Sônia Cabral, Centro de Vitória.

Aberto ao público.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana