conecte-se conosco


Cidades

Pai mata neném, após o agredir e deixar com quatro costelas quebradas e traumatismo craniano

O bebê Yago Lourenço, de 3 meses, foi morto pelo próprio pai nesta terça-feira, em Andradas, no Sul de Minas Gerais. O exame de necropsia indicou que o menino ficou com quatro costelas quebradas e teve traumatismo craniano. Os pais, Alexandre Montanholi, de 23 anos, e Ana Carolina Lourenço Cândido, de 19 anos, foram presos […]

Publicados

em

O bebê Yago Lourenço, de 3 meses, foi morto pelo próprio pai nesta terça-feira, em Andradas, no Sul de Minas Gerais. O exame de necropsia indicou que o menino ficou com quatro costelas quebradas e teve traumatismo craniano. Os pais, Alexandre Montanholi, de 23 anos, e Ana Carolina Lourenço Cândido, de 19 anos, foram presos em flagrante nesta quarta-feira.

Inicialmente, o casal foi conduzido à delegacia do município para prestar esclarecimentos. O hospital que atendeu o bebê tinha percebido lesões no crânio e no abdômem, indicando que sua morte não foi natural. Enquanto os pais de Yago tinham acesso a seus celulares, eles publicaram mensagens de luto em suas redes sociais.

“Gente, estou aqui para anunciar uma perda inestimável. Eu minha esposa estamos muito tristes hoje (quarta-feira). Com apenas 3 meses de vida perdi meu filho que faleceu esta manhã em Andradas com uma parada cardíaca”, escreveu Alexandre em seu perfil.

Ana Carolina, por sua vez, foi mais sucinta e afirmou: “Hoje o dia amanheceu muito triste. Acabei de perder meu filho”.

Pouco depois, começaram a receber uma enxurrada de comentários de pessoas revoltadas com a forma como a criança morreu.

Durante o interrogatório, a mãe, que estava em casa, revelou o que aconteceu. Ela foi presa por ter se omitido e, assim como o marido, foi autuada por homicídio qualificado. Fonte: Extra

Comentários Facebook
Propaganda

Cidades

Iema anuncia ações de melhoria para o Parque Estadual de Itaúnas

Publicados

em

O Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) anunciou, nesta quinta-feira (30), ações de melhoria para o Parque Estadual de Itaúnas (PEI), em Conceição da Barra. Na ocasião, foi assinado o acordo de gestão sustentável da pesca no rio Itaúnas com os pescadores da região. Além disso, foi feita a entrega da nota técnica e foram anunciados a revisão do plano de manejo e o programa de Educação Ambiental e Comunicação Social do PEI.

“Hoje estamos dando passos importantes na gestão do parque e na melhoria da relação com a comunidade de forma organizada e sustentável. São ações que precisam da participação e contribuição de todos, seja do poder público, seja da comunidade, e que promovem o uso ativos do parque por essa geração, sem comprometer o uso das gerações futuras. Esse é o nosso papel, como Governo do Estado, como Unidade de Conservação e como sociedade”, ressaltou o diretor-presidente do Iema, Alaimar Fiuza.

O acordo de gestão sustentável da pesca no rio Itaúnas regulariza a atividade na região e melhora a gestão, a fiscalização e garante a sustentabilidade do parque. “Todo o processo foi construído de forma participativa com a realização de oficinas envolvendo os pescadores e a Polícia Militar Ambiental. A ação vai beneficiar cerca de 100 pescadores de Conceição da Barra”, explicou a gestora do PEI, Juliana Coura.

“Estou muito agradecida, porque amo pescar e pesco desde criança. Esse acordo é um sonho realizado, para podermos pescar tranquilos, respeitando e preservando o rio”, disse a pescadora Petrolina dos Santos. O pescador Romildo Lopes também agradeceu pelo acordo. “Só tenho a agradecer por esta conquista. E que a gente, pescadores e comunidade, também atue na fiscalização, para cobrar e agir no cuidado do rio”, completou.

Já a nota técnica Vila de Itaúnas: Qualificação Urbana frente às melhorias de seu acesso viário, produzida pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), como condicionante do Departamento de Edificações e Rodovias do Estado do Espírito Santo (DER/ES), no licenciamento da obra de asfaltamento da rodovia que liga a sede do município ao distrito de Itaúnas, foi entregue à Prefeitura de Conceição da Barra.

O objetivo desse trabalho é dar subsídios ao poder público municipal na elaboração da revisão do Plano de Ordenamento da Vila de Itaúnas, medida essa que irá possibilitar uma melhor gestão do Parque em seus limites com a área urbano do distrito.

Foi anunciado ainda a revisão do Plano de Manejo do Parque de Itaúnas. O documento técnico que estabelece o zoneamento e as normas que norteiam o uso da Unidade de Conservação. “O plano é um instrumento que dá segurança para a equipe do parque e a comunidade para saber o que pode fazer e o que não pode e essa revisão é necessária, pois o atual já está defasado”, destacou o diretor-presidente do Iema, Alaimar Fiuza.

Por último, foi anunciado o programa de Educação Ambiental e Comunicação Social do PEI, que, com o Plano de Manejo, serão realizados como compensação ambiental. “São ações de suma importância e que contribuem para a gestão participativa, transparente e eficiente do parque”, explicou Juliana Coura, a gestora do parque.

Comentários Facebook

Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana