conecte-se conosco


Estado

Passageiro morre em voo e avião pousa em aeroporto de Vitória

Publicados

em

 

 

source
O passageiro chegou a receber os primeiros atendimentos, mas não resistiu

O passageiro chegou a receber os primeiros atendimentos, mas não resistiu – Zurich Airport Brasil/Divulgação

Um avião da companhia aérea Azul fez um pouso de emergência no Aeroporto de Vitória, no Espírito Santo, após um passageiro morrer durante voo que tinha trajeto entre Porto Alegre e Recife. O caso ocorreu  nesta quinta-feira (13/1), às 0h43.

“A partir da informação, a equipe do serviço 24h de emergência do aeroporto imediatamente se colocou de prontidão para aguardar a aeronave e prestar o primeiro atendimento à vítima. A equipe confirmou o óbito do passageiro e acionou o Serviço de Verificação de Óbito (SVO) da Polícia Civil, que compareceu ao aeroporto para realizar o procedimento de remoção”, disse a Zurich Airport Brasil, administradora do aeroporto, em nota.

A Azul se posicionou dizendo que lamenta o ocorrido e que está prestando assistência aos familiares do homem, que não teve a identidade nem a causa da morte reveladas.

A empresa disse ainda que o passageiro chegou a receber os primeiros atendimentos, mas não resistiu.

“A Azul informa que a aeronave que fazia o voo AD2637, que partiu de Porto Alegre com destino ao Recife, precisou alterar sua rota para o aeroporto de Vitória por conta de um cliente passando mal a bordo. O cliente chegou a receber os primeiros atendimentos, mas, infelizmente, não resistiu e veio a óbito. A companhia lamenta o ocorrido e destaca que está prestando toda a assistência necessária aos familiares”, completou a nota da empresa aérea.

Comentários Facebook
Propaganda

Estado

Operação Verão: Sefaz intensifica fiscalização ao setor de bebidas

Publicados

em


A Secretaria da Fazenda (Sefaz) apertou o cerco contra a sonegação no setor de bebidas. Pelas próximas semanas, auditores fiscais da Receita Estadual vão realizar a ‘Operação Verão’, que tem como alvo as bebidas alcoólicas comercializadas sem a emissão de nota fiscal.

A operação teve início na última semana e já verificou a comercialização irregular de vinhos. A fiscalização resultou numa autuação de R$ 700 mil referentes à falta de recolhimento do imposto sobre a mercadoria adquirida em outro estado da federação.

No presente caso, o imposto deveria ter sido recolhido na aquisição feita pela empresa capixaba. Isso porque, para o vinho, o ICMS é recolhido por substituição tributária. Isto faz com que, na prática, a empresa pratique preços que outros comerciantes que fazem o recolhimento corretamente não poderiam praticar, explicou o auditor fiscal e gerente Fiscal, Arthur Carlos Teixeira Nunes.

“Continuaremos combatendo fortemente a sonegação neste setor, atuaremos por meio do cruzamento de dados, como o que possibilitou esta autuação, mas também atuaremos em campo, com operações especiais que nos possibilitarão realizar a apreensão das mercadorias desacompanhadas de documento fiscal”, acrescentou Teixeira Nunes.

Além da autuação, também será lavrada a Comunicação Fiscal para Fins Penais, instrumento que possibilita ao Ministério Público iniciar o processo criminal em relação ao crime de sonegação fiscal. “Fecharemos o cerco contra a sonegação fiscal em todos setores, estamos concentrando forças no setor de bebidas e avançaremos nos demais”, disse o auditor fiscal e subsecretário da Receita, Benício Suzana Costa.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sefaz
Alexandre Lemos / Giordany Bozzato
(27) 3347-5511 / (27) 3347-5128
[email protected] / [email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana