conecte-se conosco


Estado

Passageiro será avisado se viajar com infectado por Covid-19 no ES

Publicados

em

Em entrevista coletiva, realizada na manhã desta segunda-feira (22), o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, e o subsecretário em Vigilância de Saúde, Luis Carlos Reblin, falaram sobre o novo serviço de monitoramento a ser implantado no Espírito Santo. Em breve, quem viajar de avião ou de ônibus para outros estados será monitorado. Caso este seja testado positivo para a covid-19 após a viagem, todos os passageiros que estavam com ele serão comunicados.

De acordo com o secretário, a portaria que vai implantar a estratégia será publicada ainda nesta semana e valerá para o transporte aéreo e para o transporte terrestre intermunicipal e interestadual. “Nós iremos, a partir desse cruzamento de dados, poder identificar passageiros que tiverem resultado positivo para a covid-19 e comunicar, por meio de SMS, aos outros passageiros que viajaram com ele. Nosso objetivo é evitar que as pessoas se contaminem e fazer um diagnóstico oportuno”, disse.

Nésio Fernandes ainda reforçou que a medida vai permitir que o combate à covid-19 esteja presente no cotidiano. Para ele, ainda não é o momento de esquecer que estamos diante de uma pandemia. “Temos relatos de trabalhadores da saúde que se vacinaram e que pegaram a covid-19 poucos dias depois. É preciso aguardar a segunda dose e ainda mais uns dias para que haja efeito. É necessário garantir todas as medidas de segurança e reforçar nossa capacidade de enfrentar a pandemia”, afirmou.

Todas as empresas que operam serviços de transporte de passageiros no Espírito Santo já foram comunicados sobre a medida. Após a publicação da portaria, elas terão um prazo de uma semana a 10 dias, para implantar o sistema e dar início ao acompanhamento. “O Espírito Santo deve ser o primeiro estado do Brasil a implantar um acompanhamento inteligente dos passageiros”, comentou o secretário

O subsecretário Reblin explicou e deu mais detalhes sobre o monitoramento. “Se algum passageiro der positivo, vamos alertar os outros passageiros para que haja a interrupção da transmissão da doença. Não importa de onde o passageiro veio e nem qual a cepa que ele está identificado. Queremos monitorar os passageiros que estavam no mesmo voo. O monitoramento da nossa parte, especialmente, de quem vem de outros estados ou de outro país, é para controlar essa lógica de transmissão de pandemia. Se conseguirmos controlar, vamos reduzir a transmissão da doença até transformar, com nossa força e com as vacinas, numa endemia”, esclareceu Reblin.

Veja a coletiva completa:

Fonte: Folha Vitória

Comentários Facebook
Propaganda

Estado

Programa de incubação de empresas do Governo do ES lança editais de seleção com 42 vagas

Publicados

em

 

A Secretaria da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti) lança um edital de incubação e dois de pré-incubação para atender empreendedores que tenham ideias de novos negócios e pequenas empresas recém-criadas no mercado capixaba. Os editais fazem parte das Incubadoras Prosperas, localizada no Centro Estadual de Educação Técnica (CEET) Talmo Luiz Silva, em João Neiva, e Insight, localizada no CEET Vasco Coutinho, em Vila Velha.

Devido à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), o curso oferecido pela Prosperas será híbrido. Já os cursos oferecidos pela Insight serão presenciais podendo ser alterados para on-line. Ao todo, 42 vagas serão abertas nos editais, sendo:

  • 16 vagas no Edital de pré-incubação da Incubadora Prosperas;
  • 20 vagas no Edital de pré-incubação da Incubadora Insight;
  • 06 vagas no Edital de incubação da Incubadora Insight, sendo três para empresas residentes e presenciais dentro da Insight Incubadora, e três para empresas não residentes e remotas, onde a empresa terá endereço próprio.

Todos os editais podem ser acessados no site da Secti, assim como o link de inscrição: www.secti.es.gov.br. Basta o interessado acessar o site, clicar na aba do menu “Editais” e depois clicar no edital da incubadora que desejar.  As inscrições serão realizadas em períodos distintos de acordo com cada incubadora:

  • Edital Prosperas – de 26 de fevereiro a 08 de março, com resultado no dia 10 do mesmo mês;
  • Editais Insight – de 1º de março a 19 de março, com resultado no dia 22 do mesmo mês.

Edital de pré-incubação da Prosperas

O curso de pré-Incubação, na Modalidade Competências Empreendedoras, tem carga horária de 50 horas. O curso é dividido em quatro módulos: Desenvolvendo Uma Ideia; Validação da Ideia; Modelando o Negócio; e Pitch.

São objetivos da pré-incubação:

  • Estimular e desenvolver as capacidades empreendedoras dos pré-incubados para auxiliar no desenvolvimento do empreendimento ou negócio;
  • Potencializar o produto, serviço ou processos que se fizerem necessários;
  • Buscar melhorias do plano de negócio;
  • Promover condições que contribuam para potencializar o candidato aos processos de programas para Incubação de Empreendimentos.

Pessoas físicas ou jurídicas podem apresentar propostas para desenvolver seu potencial empreendedor, ou ainda, que desejam tornar seus projetos aptos a serem inseridos no mercado. De acordo com o edital, as propostas devem ter relação com uma ou mais áreas de atuação da Prosperas Incubadora, conforme listado abaixo:

  • Economia Criativa;
  • Tecnologias Educacionais;
  • Tecnologias de Informação e Comunicação;
  • Tecnologias de sustentabilidade;
  • Informática;
  • Social;
  • Cultural;
  • Diversos (mas que sejam de interesse das Instituições organizadoras).

Edital de pré-incubação e incubação da Insight

O curso de pré-incubação oferecido pela Incubadora Insight tem os mesmos objetivos, modalidade e carga horária que o curso da Prosperas, mas os temas abordados nos quatro módulos de estudos são diferentes: Ambientação; Modelo de Negócios; Planejamento do Negócio; e Insight Incubadora.

Diferentemente do edital da Prosperas, o público-alvo é formado por pessoas físicas ou jurídicas, com até 15 meses de existência, e os empreendedores devem apresentar ideias inovadoras com demanda no mercado. As áreas das propostas devem ser as mesmas do edital da Prosperas.

Já o edital de incubação, na modalidade residentes e não residentes, visa a apoiar a formação e consolidação de empresas, nos seus aspectos tecnológicos, gerenciais, mercadológicos e de recursos humanos no formato a distância e presencial. Os objetivos principais são:

  • Apoio na gestão do desenvolvimento e aperfeiçoamento dos processos relacionados ao negócio;
  • Apoio tecnológico para o desenvolvimento dos produtos e processos inovadores;
  • Apoio à promoção da rede de relacionamentos com instituições científicas, tecnológicas e entidades empresariais para a formação de parcerias estratégicas;
  • Apoio na identificação de pesquisadores e profissionais que possam aprimorar os produtos, processos e serviços do empreendimento incubado;
  • Apoio técnico na elaboração de projetos para a captação de recursos;
  • Apoio técnico quanto ao depósito de patentes e demais registros junto ao INPI;
  • Apoio técnico quanto às questões jurídicas que envolvam o empreendimento incubado.

Podem se inscrever no edital pessoas jurídicas, com CNPJ regularizado, com até 36 meses de existência, com plano de negócio atualizado, com no mínimo três clientes vinculados à empresa. As áreas de atuação das empresas devem ser a mesmas já citadas nos outros editais.

A Incubação acontecerá em um período de um ano, de 31 de março de 2021 a 31 de março de 2022, e as atividades das empresas incubadas serão acompanhadas pelos mentores e consultores da Insight Incubadora de segunda a sexta-feira, de 08h às 21h.

Caso de sucesso

A empresa Oh My Tese, atuante na área de assessoria para pesquisadores e cientistas em seus trabalhos científicos, foi criada em 2015, mas formalizada no mercado capixaba em 2018. Em 2019, a empresa foi pré-incubada pela Insight, e em 2020 participou do processo de incubação oferecido pela incubadora.

“Eu não era empreendedora, eu era uma técnica que sabia fazer muito bem uma atividade. Mas, o fato de eu ser uma boa técnica não significa dizer que serei uma boa empreendedora, eu precisei me educar para isso, porque eu também entendo que ser empreendedora é um processo de aprendizagem, e a incubação te educa nesse sentido”, afirmou a diretora da Oh My Tese, Joelma de Riz.

Para a diretora da empresa, a incubação de uma empresa se assemelha a internação em uma unidade de terapia intensiva (UTI): “Do mesmo jeito que existem as UTIs para as pessoas que estão com a saúde vulnerável e UTI dos bebês que nasceram prematuramente, eu vejo que a incubação proporciona esse cuidado que um empreendimento novo precisa. E um empreendimento novo que, na grande maioria das vezes, é tocado por pessoas que apenas são técnicas, como era o meu caso”, pontuou.

Joelma de Riz continua: “Com toda a certeza a incubação me abriu muitos horizontes. Eu remodelei muita coisa. Eu acho que me levou, realmente, a um outro patamar, e isso foi muito importante. Eu sou muito grata e torço para que muito mais pessoas tenham a oportunidade de vivenciar essa experiência. Para mim valeu e vale muito a pena. Realmente é uma política muito interessante e muito necessária.”

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana