conecte-se conosco

Política Estadual

Pauta de votações desta terça traz 8 urgências

Publicado


.

A sessão ordinária desta terça-feira (28) traz na pauta a apreciação de oito matérias que tramitam em regime de urgência e, por isso, receberão parecer oral de comissões durante a reunião plenária. A maior parte dos projetos de lei (PL) tem relação com a epidemia do coronavírus. A sessão começa às 15 horas e terá transmissão ao vivo pela TV Assembleia e plataformas digitais da Casa. 

Entre os projetos sobre o coronavírus, está o PL 298/2020, que autoriza o uso de hidroxicloroquina, cloroquina, azitromicina e ivermectina para o tratamento da Covid-19. A iniciativa de Vandinho Leite (PSDB) institui um protocolo de utilização desses medicamentos em pacientes com diagnóstico clínico da doença, mesmo sem comprovação por exame. A proposição será analisada pelas comissões de Justiça, Saúde e Finanças, antes da votação pelo Plenário. 

Também sobre o coronavírus é o PL 378/2020, que aguarda parecer oral da Comissão de Finanças. De iniciativa de Sergio Majeski (PSB), a matéria obriga a realização de teste de Covid-19 quando da doação de sangue. Já o PL 358/2020, de Carlos Von (Avante), garante aos estudantes da área médica a continuarem e a concluírem os estágios curriculares obrigatórios durante a pandemia. A proposta passará pela análise dos colegiados de Justiça, Cidadania, Saúde e Finanças.

Na área do entretenimento, tramita em urgência o PL 415/2020, proposta de Gandini (Cidadania) que autoriza órgãos estaduais e municipais a expedirem alvarás de autorização e funcionamento para eventos culturais na modalidade drive-in.  A iniciativa terá parecer das comissões de Justiça, Cultura e Finanças. Emenda apresentada pelo autor incluiu também os eventos religiosos. 

Outras urgências

PL 357/2020, de Bruno Lamas: dispõe sobre a criação do cadastro online na área rural. Situação: aguarda parecer das comissões de Justiça, Agricultura e Finanças. 
PL 417/2020, de Enivaldo dos Anjos (PSD), que obriga estabecimentos comerciais de produtos de uso pessoal orgânicos, naturais ou veganos, como comésticos e itens de higiene, a prestarem informações sobre composição, modo de aplicação e efeitos para saúde. Situação: passará pelas comissões de Justiça, Defesa do Consumidor, Meio Ambiente e Finanças.  
PL 363/2020, do Delegado Danilo Bahiense (PSL): declara a essencialidade dos cursos de formação profissional para ingresso nas carreiras vinculadas à segurança pública no Estado. Situação: aguarda parecer das comissões de Justiça, Cidadania, Segurança e Finanças
PL 402/2020, do Executivo: abre crédito especial no valor de R$ 7,3 milhões em favor da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social. Situação: terá análise da Comissão de Finanças. 

Ao vivo

A sessão virtual pode ser assistida na Grande Vitória pela TV Assembleia nos seguintes canais: 19.2 aberto e digital, 319.2 da GVT, 12 da NET, 23 da RCA e 519.2 da Sky. Também terá transmissão online pelo YouTube, Facebook e site da Casa.

Comentários Facebook
publicidade

Política Estadual

Covidkiller: Comissão de Saúde da Ales conhece câmara de desinfecção da Ufes

Publicado

 

.

Uma invenção da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) poderá ajudar na desinfecção do novo coronavírus em equipamentos hospitalares e interiores de ambientes como ônibus e avião. Trata-se de uma câmara à base de radiação ultravioleta denominada de Covidkiller. O funcionamento do protótipo da máquina foi explicado por professores da universidade aos deputados da Comissão de Saúde.

Durante reunião virtual realizada nesta terça-feira (28), o professor Celso José Munaro, do Departamento de Engenharia Elétrica da Ufes, destacou que, além do novo coronavírus, o invento pode exterminar outros tipos de vírus, além de fungos e bactérias.

“Não se trata de algo inédito, pois equipamentos para desinfecção de ambientes já são importados há algum tempo; o que estamos fazendo é aperfeiçoar esses dispositivos, criando novas opções de desinfecção de ambientes internos”, explicou o professor em entrevista à Web Ales.

Entre as novidades ele citou estudos que estão sendo realizados de forma avançada pelo Centro Tecnológico da Ufes. Segundo ele, essas pesquisas vão além do Covidkiller, usado no momento apenas para desinfectar equipamentos da universidade.

Luminárias de esterilização 

Sobre isso, Munaro citou pesquisas para instalar dispositivos em sistemas de ar-condicionado para matar microorganismo dentro do aparelho, além de luminárias de UV com tempo programado para esterilizar interiores de ambientes.

O professor explicou que a programação de tempo para o funcionamento das luminárias é importante, pois ainda não é seguro esterilizar ambientes com a presença humana, devido ao grau de carga UV necessário para matar vírus e bactérias.

“Você pode, por exemplo, esterilizar uma ala de hospital programando tempos de luminárias que sejam suficientes para a saída e retorno de funcionários”, afirmou.

Ele citou que o mesmo procedimento pode ser usado para desinfecção de ambientes escolares e de trabalho, além de meios de transporte público, que atualmente dependem de dispositivos ultravioletas segurados pelas mãos.

Uso imediato 

Conforme Munaro, as pesquisas realizadas pela Ufes já são suficientes para garantir o fornecimento de luminárias para corporações e órgãos públicos interessados no uso do equipamento.

A fabricação já está viabilizada por meio de parceria com empresa do segmento que se interessou pelo projeto, dependendo apenas de demanda para iniciar o processo de fornecimento.

No caso específico do Covidkiller, o professor disse que essa parceria resultou também no desenvolvimento de outros protótipos do aparelho, estendendo a sua utilidade para a desinfecção de vários objetos, inclusive de ventiladores eletrônicos.

Covidkiller

De acordo com Celso Munaro, os equipamentos que chegam para desinfecção no Covidkiller levam em média cinco minutos para terem os microorganismos exterminados. O equipamento, que dispõe de luzes para emissão de raios ultravioletas, tem 1,8 metro de altura.

Ele acrescentou que o desafio maior da pandemia, enquanto não há vacina, é reduzir a propagação do novo coronavírus, contribuindo para não saturar o sistema de saúde.

Nesse sentido, pontuou, tanto o Covidkiller como as luminárias e as adaptações para uso de dispositivos UV em ar-condicionado se somam no enfrentamento da Covid 19 e de outras doenças provocadas por microorganismos.

Os deputados Doutor Hércules (MDB) e Dr. Emílio Mameri (PSDB) – presidente e vice da Comissão de Saúde, aprovaram encaminhamento para realização de reunião com o secretário de Estado de Saúde, Nésio Fernandes, com o objetivo de apresentar os estudos da Ufes expostos no colegiado.

O encontro, com data a ser agendada, terá a participação de Munaro e de todos os outros professores que compõem a equipe envolvida no projeto do Covidkiller, desenvolvido no Centro de Tecnologia da Ufes.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana