conecte-se conosco

Entretenimento

Pedra Azul será a capital do cinema de 22 a 25 de maio

Publicado

Essa semana será totalmente dedicada a filmes em Pedra Azul, Domingos Martins. Começa na próxima quarta-feira (22) a segunda edição do Festcine Pedra Azul. Sucesso em 2018, o festival de cinema traz para as montanhas filmes nacionais e internacionais. O evento será de 22 a 25 de maio, no Hotel Bristol Vista Azul, em Pedra Azul.

Foram mais de 800 filmes inscritos de todo o mundo e 85 foram selecionados, nas seguintes categorias: Longa-metragem, Curta-metragem, Documentário e Animação. Também serão premiados, em longa e curta-metragem, o melhor diretor, melhor roteiro, melhor ator, melhor atriz, melhor direção de fotografia e melhor trilha sonora. Este ano a homenagem será à atriz Tuna Dwek, que participará do evento.

Além dos filmes que participarão da competição, também serão exibidos filmes italianos, em uma homenagem especial. Entre os filmes que estarão em cartaz, destaque para os clássicos “Cinema Paradiso” e “Ladrões de Bicicleta”. As exibições serão no dia 24 de maio, com o nome de “Mostra Italiana de Cinema”.

“O objetivo é promover a cultura italiana e divulgar o cinema italiano na região, através de alguns dos diretores e atores mais importantes da cena cinematográfica italiana contemporânea, já que o cinema também representa uma importante oportunidade para o diálogo entre as culturas italiana e brasileira”, comenta o organizador do festival, o cineasta Marcoz Gomez.

ESCOLAS – Outra novidade deste ano é um projeto que vai interagir com estudantes da região. Segundo organizadores, a ideia é inserir a arte do cinema no processo de ensino-aprendizagem, por meio de uma visão multidisciplinar como um meio de aproximar o público estudantil da narrativa audiovisual.

Entre os objetivos, destacam-se: apresentar o cinema aos estudantes como sendo uma fonte de cultura e agente transmissor de conhecimento; desenvolver o senso crítico, estético e cultural sobre a região, o país e o mundo de modo geral; estimular que os alunos da rede pública municipal criem o hábito de frequentar o cinema, estimulando o aprendizado cultural e artístico e promover a integração e o desenvolvimento social, além de oferecer momentos de lazer aos alunos da rede municipal de ensino.

Pensando na acessibilidade e na inclusão social, o 2º Festcine Pedra Azul levará aos surdos exibições com recursos de legendagem. “Também teremos exibições para grupos da terceira idade, a fim de incentivar cada vez mais a presença da sociedade em nosso festival”, contou Marcoz.

PROGRAMAÇÃO – Durante os quatro dias de programação, que contará com uma estrutura temática e divulgação nacional, haverá a presença de atores, diretores, críticos de cinema renomados e outras personalidades. Durante o festival, haverá palestras, debates e oficinas para visitantes e inscritos, além das exibições dos filmes selecionados, nas salas climatizadas do Bristol Vista Azul.

No dia 23, além das exibições e demais atividades, haverá a apresentação da Orquestra Sinfônica Sul do Espírito Santo. Na sexta-feira (24/05), será o dia da Mostra Italiana de Cinema. Também haverá uma coletiva de imprensa no mirante do Bristol Vista Azul, onde diretores, atores, atrizes, produtores e organizadores do festival estarão à disposição dos jornalistas.


No último dia, as atividades serão intensas, com exibições dos filmes selecionados para os convidados e para o público em geral, premiação, coquetel, apresentações culturais, pocket show e outras atividades de encerramento do Festival. As exibições ao público serão gratuitas. Confira a programação completa n o site: www.festcinepedraazul.com.br.

O Festcine Pedra Azul nasceu da parceria entre a Tower Filmes e Galpão Produções, com o apoio do Grupo Bristol Hotels, Marlim Azul, Associação Turística de Pedra Azul (ATPA), Montanhas Capixabas Convention & Visitors Bureau e Secretaria de Cultura e Turismo de Domingos Martins.

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Maitê Proença critica Bolsonaro e Ricardo Salles: “Só há plano para destruir”

Publicado


source

Maitê Proença compartilhou as opiniões dela sobre o governo Bolsonaro . A atriz e ativista ambiental criticou em entrevista ao jornal O Globo  a insuficiência do presidente para resolver os problemas do Brasil e falta de agenda do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles

Maitê Proença e Ricardo Salles
Reprodução/Instagram

Maitê Pronça critica Ricardo Salles


“Temos um ministro anti-meio ambiente, que trabalha contra a própria pasta. Pensa em aproveitar que ninguém está olhando para derrubar a Amazônia , flexibilizar as leis, anistiar as pessoas que cometeram crimes ambientais”, critica Maitê .

A atriz ainda desabafa sobre as ações do ministério do Meio Ambiente  de  desmontar estruturas e leis de proteção ambiental e fala que Salles e sua equipe aproveitam a desinformação sobre a Amazônia para fazer isso. “As pessoas são desinformadas sobre a Amazônia, acham que manter a mata de pé é um capricho. Aliás, parece que tudo nesse governo virou um capricho: a floresta, a cultura”.

Maitê critica Bolsonaro e diz que ele é um líder atrasado. A artista disse que  presidente “pensa com a cabeça do avô dele” e se declara perplexa com o Brasil ter escolhido Bolsonaro para o cargo de presidente . “Não há plano para a saúde, para miséria, só plano para destruir. Chamar esse governo de ultra direita é até uma ofensa para a direita”. 

A atriz também critica a quantidade de militares em cargos públicos. “Nós já vimos esse filme e não queremos ele de novo. Quando as instituições democráticas estão sendo ameaçadas, todo mundo fica num medo profundo . O que vai acontecer com as liberdades individuais? Será que as pessoas que ainda apoiam esses descalabros querem, de fato, calar as instituições? Acham que deve ser todo mundo armado na rua fazendo a lei com suas próprias mãos?”, reflete Maitê.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook


Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana