conecte-se conosco

Mundo

Pela primeira vez, Brasil vota a favor de embargos dos EUA contra Cuba

Publicado

source
Donald Trump e Jair Bolsonaro arrow-options
Presidência da República/ Alan Santos

Mudança de posição do Brasil visa aproximação com os EUA

Durante a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), realizada nesta quinta-feira (7), o Brasil votou a favor do embargo econômico e comercial que os Estados Unidos promovem contra  Cuba  desde 1962. Medida segue a linha de ações planejadas pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) para aproximar o Brasil dos EUA.

Leia também: Homem desaparecido tem morte confirmada após mão dele ser encontrada em tubarão

A medida é votada durante a Assembleia Geral da ONU há 28 anos. E, mais uma vez, foi aprovada pela maioria dos votantes: 187 votos a favor e apenas três contra. Colômbia e Ucrânia se abstiveram na decisão. Além do Brasil e dos EUA, apenas Israel votou a favor da manutenção dos embargos.

Apesar do peso político da votação, os efeitos práticos da decisão são poucos, já que apenas o Congresso dos EUA tem o poder de revogar o embargo.

Leia também: Homem mata, esquarteja e enterra corpo de mochileira que conheceu por aplicativo

Além da votação a favor dos embargos, Bolsonaro  já insinuou que planejava seguir os passos do presidente Donald Trump e deixar o Acordo de Paris, além de mudar a embaixada brasileira em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém, medida que não foi pra frente.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
publicidade

Mundo

“Vírus é um truque”: manifestação na Itália critica governo por impor regras

Publicado

 

 

Itália
Reprodução

Pelo menos 200 pessoas se reuniram na piazza Venezia, em Roma, em um protesto para defender que a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) não existe e é um “truque” do governo para impor regras sociais na Itália.

“O vírus é um truque para inventar a crise”, dizem os manifestantes em frente ao Palácio do Montecitorio, sede da Câmara dos Deputados da Itália, contidos por barreiras policiais. O evento foi organizado pelo grupo “Marcha em Roma”, criado nas redes sociais, com o slogan “liberdade, liberdade”.

O ato transcorreu de forma pacífica, mas houve registros de tensão entre os organizadores e as autoridades. Agentes da polícia de Roma se posicionaram no início da Via del Corso, onde há representantes do partido neofascista italiano Casapound, e alguns acabaram entrando em confronto.

“Para o governo, queremos dizer que o vírus é um cavalo de Tróia, ele não existe e por esse motivo muitos hoje não usam máscara. Eles estão nos fazendo falhar, não sei qual é o design político deles, eles querem refazer as regras sociais. Eles querem nos limitar e registrar todos nós”, ressaltou um dos porta-vozes que fala no megafone.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana