conecte-se conosco

Economia

Petrobras pode arrecadar até R$9 com privatização de subsidiária

Publicado

Uma oferta pública para privatização da BR Distribuidora, maior empresa do ramo em combustíveis do Brasil, pode render à Petrobras até R$9,28 bilhões. A subsidiária deverá ser privatizada ainda neste mês, a partir de oferta secundária de ações.

A precificação da proposta deve ocorrer em 23 de julho, pela venda de até 33,75% do capital social da BR Distribuidora. A venda deve ser concluída até 28 de agosto.

Em 2017, a Petrobras ofertou parte das ações da subsidiária e reduziu sua participação a 71,25%. A nova venda deverá reduzir esta participação para menos de 50%, o que classificará a BR como empresa privada.

A nova transação simboliza os esforços do governo brasileiro nos últimos anos, intensificada durante a gestão de Jair Bolsonaro, para diminuir os investimentos estatais na Petrobras.

A atual presidência da empresa, liderada pelo economista liberal Roberto Castello Branco, têm buscado vender ativos não essenciais paa gerar recursos, enquanto mantém a exploração de águas profundas e ultraprofundas para produção de petróleo e gás natural.

Comentários Facebook
publicidade

Economia

Empresas inadimplentes não serão excluídas do Simples em 2020

Publicado


.

As micro e pequenas empresas inadimplentes com o Simples Nacional não serão excluídas do regime especial em 2020, informou hoje (27) a Receita Federal. O Fisco atendeu a pedido do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e decidiu suspender o processo de notificação e de expulsão do regime como forma de ajudar os pequenos negócios afetados pela pandemia do novo coronavírus.

Em 2019, mais de 730 mil empresas foram notificadas para exclusão do Simples por débitos tributários. Desse total, cerca de 224 mil quitaram os débitos e 506 mil empresas acabaram excluídas do regime.

De acordo com o Sebrae, a manutenção das empresas no Simples Nacional, regime que unifica a cobrança de tributos federais, estaduais e municipais num único boleto, representa uma ação importante para impulsionar a recuperação dos negócios de menor porte, que tiveram prejuízos com a paralisação das atividades.

Segundo levantamento do Sebrae e da Fundação Getulio Vargas (FGV), os pequenos negócios começam a recuperar-se da crise provocada pela pandemia de covid-19. O percentual de perda média do faturamento, que chegou a 70% na primeira semana de abril, estava em 51% na pesquisa mais recente, realizada entre 25 e 30 de junho. Foram ouvidos 6.470 proprietários de negócios em todo o país, entre microempreendedores individuais, micro empresas e empresas de pequeno porte.

Edição: Wellton Máximo

Comentários Facebook




Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana