conecte-se conosco


Estado

Plataforma Midiateca Capixaba estará no ar nesta quinta-feira (30)

Publicados

em

Depois de muita expectativa, a plataforma on-line Midiateca Capixaba estará no ar para o acesso de todo o público, nesta quinta-feira (30). Como uma espécie de museu da imagem e do som, a Midiateca Capixaba vai reunir em uma plataforma digital gratuita um diversificado acervo de documentos, fotografias, vídeos, matérias de jornal, músicas, artes gráficas, livros e filmes produzidos no Espírito Santo.

Haverá no mesmo dia um lançamento especial no Palácio Anchieta, às 14 horas, com transmissão pelos canais da Secretaria da Cultura (Secult) no Youtube e da TV Educativa (TVE) no Youtube. No evento, haverá a apresentação de um vídeo produzido pela TVE sobre como acessar a plataforma.

Preservação

A Midiateca Capixaba é, para além de uma plataforma on-line, uma política de Estado visando à preservação das coleções e à difusão deste rico patrimônio que está salvaguardado nas instituições culturais do Espírito Santo. O projeto envolve parcerias, pesquisas, oferta de formações, interação com o público, abrangendo as demandas daqueles que realizam a gestão destes bens e daqueles para quem estes bens são preservados – a sociedade capixaba.

O acervo

Já na estreia da plataforma, será possível conhecer acervos dos espaços da Secult, como Biblioteca Pública do Espírito Santo (BPES), Galeria Homero Massena (GHM), Museu de Arte do Espírito Santo Dionísio Del Santo (MAES) e Museu do Colono, além de parte dos acervos do Palácio Anchieta e do Arquivo Público. Centenas de fitas em formato U-matic da TV Educativa já foram digitalizadas, e serão disponibilizadas no próximo mês.

Futuramente, serão incluídos acervos do instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Espírito Santo (Iphan/ES), da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), materiais como pesquisas contratadas ou realizadas pela Secult, os produtos de editais do Funcultura e um acervo de bens tombados e registrados no Espírito Santo.

Plano Estadual de Cultura

O projeto segue uma das ações previstas no Plano Estadual de Cultura, que indica a construção de um centro de documentação com um banco de dados e acervo da produção cultural no Estado, disponibilizando acesso a esses conteúdos em plataformas digitais. A plataforma reunirá, pela primeira vez, o máximo de informações sobre diferentes instituições no mesmo ambiente, patrimônio tombado e registrado, além dos trabalhos produzidos pelos Editais da Cultura em um local só.

A plataforma 

Como base tecnológica, a plataforma que irá abrigar os arquivos da Midiateca Capixaba será a Tainacan, um software livre de código aberto desenvolvido pela UnB. A plataforma é customizável, com a possibilidade de adaptação nos diferentes formatos de acervo.

O projeto Midiateca Capixaba conta com convênio celebrado entre a Secult, a Universidade de Brasília (UnB) e a Fundação de Apoio à Pesquisa (Funape), cooperação técnica com o Grupo de Usuários Wikimedia no Brasil e tem parceria com a Ufes, o Instituto Oi Futuro e o Iphan/ES.

Lançamento da plataforma Midiateca Capixaba 

Data: 30/06 (quinta-feira)

Horário: 14 h.

Transmissão: Pelos canais da Secult no Youtube. AQUI e da TVE AQUI

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook

Estado

Recursos da Lei Paulo Gustavo para setor cultural capixaba serão discutidos em Vitória nesta terça (16)

Publicados

em

Por

Evento acontece nesta terça-feira (16), na Casa da Música Sônia Cabral, no Centro de Vitória, a partir das 18h30. Estão previstos cerca de R$ 40 milhões de repasse ao Estado e R$ 35 milhões para os 78 municípios.

A Lei Paulo Gustavo vai destinar R$ 75 milhões ao fomento do setor cultural capixaba. Para apresentar e debater os impactos, benefícios e oportunidades dos recursos no Estado, a equipe da Secretaria da Cultura (Secult) realiza um encontro aberto ao público, que acontece nesta terça-feira (16), às 18h30, na Casa da Música Sônia Cabral, localizada no Centro de Vitória.

Estão previstos cerca de R$ 40 milhões de repasse ao Estado e R$ 35 milhões para os 78 municípios. Esta divisão decorre de um mecanismo que calcula a população de cada local perante ao fundo de participação dos estados e municípios. Deste valor, aproximadamente 75% serão direcionados ao setor audiovisual e 25% para os demais segmentos da arte e cultura.

“Além da  presença dos empreendedores e fazedores de cultura em geral,  será importante que entidades de todo o Estado conheçam sobre a mobilização em torno da Lei”, afirmou o secretário de Estado da Cultura e presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura, Fabrício Noronha.

Lei Paulo Gustavo

Com o objetivo de auxiliar o setor cultural prejudicado pela pandemia da Covid-19, o  Projeto de Lei Paulo Gustavo (PLP 73/21) foi apresentado como recurso de ação emergencial no mês de novembro de 2021 no Senado e em julho deste ano foi promulgada como Lei Complementar 195/22. O nome da Lei homenageia o ator Paulo Gustavo, que faleceu em maio de 2021, devido à Covid-19.

O recurso total de R$ 3,86 bilhões é proveniente do superávit financeiro do FNC (Fundo Nacional de Cultura), e do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), recursos financeiros estes que não seriam utilizados no cronograma de pagamento dentro do exercício fiscal e que poderiam ser empregados como fonte de recurso adicional a ser operado diretamente pelos estados e municípios.

Serviço:

Encontrão Capixaba – Lei Paulo Gustavo e seu impacto no ES

Data: 16/08 (terça-feira)

Horário: 18h30

Local: Casa da Música Sônia Cabral, Centro de Vitória.

Aberto ao público.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana