conecte-se conosco

Estado

Prazo para registro de propostas ao Orçamento 2021 termina nesta sexta-feira (31)

Publicado


.

Até esta quarta-feira (29), as áreas estratégicas Infraestrutura para Crescer, Segurança em Defesa da Vida e Agricultura e Meio Ambiente foram as que receberam o maior número de destaques dos cidadãos nas audiências públicas para a elaboração do Projeto de Lei do Orçamento 2021, do Governo do Espírito Santo. O prazo para o registro de propostas termina nesta sexta-feira (31).

Ao todo, aproximadamente 3.200 destaques já foram registrados no site orcamento.es.gov.br, que entrou no ar no dia 06 deste mês. Acessando o site, após escolher a microrregião, o cidadão clica na área estratégica para a qual deseja contribuir, destaca o desafio que considera de maior relevância e registra a proposta. Dessa forma, a população de todas as dez microrregiões capixabas auxilia a administração estadual na elaboração da peça orçamentária para o próximo ano.

O Governo do Estado trabalha com nove áreas estratégicas: Segurança em Defesa da Vida, Educação para o Futuro, Saúde Integral, Infraestrutura para Crescer, Gestão Pública Inovadora, Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Meio Ambiente,  Desenvolvimento Social e Direitos Humanos.

Do total de destaques até agora apresentados no site orcamento.es.gov.br, 19,02% foram para a área de Infraestrutura para Crescer. Em seguida vêm as áreas de Segurança em Defesa da Vida, com 17,08%; e de Agricultura e Meio Ambiente, com 11,48%.

Ao longo das audiências públicas, iniciadas no dia 6 de julho, o Governo do Estado vem dialogando com a população. Além de disponibilizar um site específico para que o cidadão possa destacar as áreas prioritárias de atuação governamental na sua microrregião e registrar suas propostas para o orçamento, dois encontros virtuais com os cidadãos capixabas foram realizados.

Esses encontros tiveram participação do governador Renato Casagrande, da vice-governadora do Estado, Jaqueline Moraes, de secretários de Estado e dirigentes de órgãos. Os debates foram transmitidos, simultaneamente, pelo canal do Governo do Estado no YouTube, pela TVE e pela Rádio Espírito Santo. No chat do YouTube, a população registrou suas propostas e perguntas, que foram respondidas, on-line, pelos gestores das áreas estratégicas.

Caberá à Secretaria de Economia e Planejamento (SEP), órgão responsável por coordenar e integrar o planejamento governamental, depois de analisar as propostas apresentadas pela população ao longo das audiências públicas, em conjunto com os órgãos responsáveis, elaborar o Projeto de Lei do Orçamento Anual (PLOA) a ser enviado à Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales), para ser submetido à análise e votação dos deputados estaduais.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da SEP
Claudia Feliz
[email protected]
(27) 99507.4258

  

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
publicidade

Estado

Governo do Espírito Santo divulga 34º Mapa de Risco Covid-19

Publicado


O Governo do Estado anunciou, nesta sexta-feira (04), o 34º Mapa de Risco Covid-19, que terá vigência entre a próxima segunda-feira (07) e o domingo (13). Dos 78 municípios capixabas, 28 estão classificados em Risco Baixo e 49 estão em Risco Moderado. Somente o município de Mantenópolis está classificado como Risco Alto.

A Matriz de Risco de Convivência considera no eixo de ameaça: o coeficiente de casos ativos por município dos últimos 28 dias, além da quantidade de testes realizados por grupo de mil habitantes e a média móvel de óbitos dos últimos 14 dias. Já o eixo de vulnerabilidade considera a taxa de ocupação de leitos potenciais de UTI exclusivos para tratamento da Covid-19, isto é, a disponibilidade máxima de leitos para tratamento da doença. A estratégia de mapeamento de risco teve início no dia 20 de abril.

O Mapa de Risco segue as orientações dos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde e recomendações da equipe de especialistas do Centro de Comando e Controle (CCC) Covid-19 no Espírito Santo, que é composto pelo Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil, Secretaria da Saúde (Sesa), Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes). As decisões adotadas pelo Governo do Estado seguem parâmetros técnicos.

Confira a classificação de todos os municípios capixabas:

RISCO ALTO: Mantenópolis.

RISCO MODERADO: Afonso Cláudio, Água Doce do Norte, Águia Branca, Alfredo Chaves, Alto Rio Novo, Anchieta, Atílio Vivacqua, Baixo Guandu, Barra de São Francisco, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Castelo, Colatina, Conceição da Barra, Divino de São Lourenço, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Ecoporanga, Fundão, Governador Lindenberg, Guaçuí, Guarapari, Ibatiba, Ibitirama, Iconha, Irupi, Itaguaçu, Itapemirim, Itarana, Iúna, Linhares, Marataízes, Marechal Floriano, Marilândia, Mimoso do Sul, Muniz Freire, Nova Venécia, Presidente Kennedy, Rio Bananal, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, São Roque do Canaã, Serra, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante, Viana, Vila Valério, Vila Velha e Vitória.

RISCO BAIXO: Alegre, Apiacá, Aracruz, Boa Esperança, Bom Jesus do Norte, Brejetuba, Conceição do Castelo, Ibiraçu, Jaguaré, Jerônimo Monteiro, João Neiva, Laranja da Terra, Montanha, Mucurici, Muqui, Pancas, Pedro Canário, Pinheiros, Piúma, Ponto Belo, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São José do Calçado, São Mateus, Sooretama e Vila Pavão.

 

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana