conecte-se conosco

MPES

Prefeitura de Marataízes emite nota sobre a Operação Rubi

Publicado

A Prefeitura de Marataízes publicou em seu site um comunicado sobre a Operação Rubi onde diz ser prematuro fazer qualquer manifestação no momento e que se abstém de emitir qualquer declaração sobre a Operação.

Na sequência, a nota informa que, por determinação do prefeito Robertino Batista da Silva (Tininho), vem colaborando de forma plena e espontânea com a investigação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO).

A Prefeitura informa ainda que vem fazendo protocolos de elementos e documentos pertinentes junto ao Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES). No entanto vale ressaltar que no comunicado foram citados os números dos protocolos 2019.0032.3216-62 e 2019.0032.0907-42.

A Operação Rubi foi deflagrada em 8 de maio deste ano e tem como objetivo desarticular uma organização criminosa constituída para lesar os cofres dos municípios de Presidente Kennedy, Marataízes, Jaguaré e Piúma por direcionamento licitatório em favor de empresas contratadas, pagamento de propinas a agentes públicos e superfaturamento de contratos de prestação de serviço público.

Leia mais:  Processo eleitoral do Conselho Tutelar em São Mateus é suspenso

No âmbito da Operação Rubi, o MPES requereu o afastamento do prefeito de Marataízes. Na ação, o MPES sustenta que o prefeito solicitou e recebeu vantagens indevidas e aceitou promessa de vantagem em contrapartida. Os empresários, donos de uma empresa de limpeza urbana, foram denunciados por oferecer ou prometer a vantagem indevida a funcionário público que, por sua vez, determinou a prática, omitiu ou retardou ato de ofício.

Confira o comunicado abaixo:

Comentários Facebook
publicidade

MPES

MPES divulga edital para seleção de prestador de serviço voluntário

Publicado

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) está com inscrições abertas para o processo seletivo de prestador de serviço voluntário. Para concorrer à vaga, é necessário ser graduado em Direito e ter experiência na área.

As inscrições devem ser realizadas até dia 15/02/2020, por meio do Serviço de Protocolo da Procuradoria-Geral de Justiça, localizada na Rua Procurador Antônio Benedicto Amancio Pereira, nº 121, Edifício Procurador Edson Machado, Santa Helena, em Vitória. Ou, também, na 1ª Promotoria de Justiça da Infância e Juventude de Vitória, via SEI.

Saiba mais no edital

Link do edital

Comentários Facebook
Leia mais:  MPES participará da 9ª Reunião Técnica do Fórum Estadual de Controle Interno do Estado
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana