conecte-se conosco


Cidades

Prefeitura do Rio interdita o Ninho do Urubu, na Zona Oeste

A prefeitura do Rio de Janeiro interditou hoje (27) o Centro de Treinamento (CT) do Flamengo. No dia 8 de fevereiro, um incêndio atingiu o alojamento de atletas da base do Fla, no CT George Helal, também conhecido como Ninho do Urubu, na zona oeste da cidade. Na tragédia, dez atletas morreram e três ficaram […]

Publicados

em

A prefeitura do Rio de Janeiro interditou hoje (27) o Centro de Treinamento (CT) do Flamengo.

No dia 8 de fevereiro, um incêndio atingiu o alojamento de atletas da base do Fla, no CT George Helal, também conhecido como Ninho do Urubu, na zona oeste da cidade.

Na tragédia, dez atletas morreram e três ficaram feridos, todos eles entre 14 e 16 anos de idade, que jogavam nas categorias de base do Flamengo.
 
A prefeitura já tinha determinado o fechamento do CT em 2017, por pendências com documentos e autorizações.

Na semana passada, foi a vez do Ministério Público Estadual e da Defensoria Pública pedirem a interdição do CT.

A Justiça estadual deu, no entanto, um prazo de cinco dias para que o Flamengo apresentasse sua defesa.
 
Em nota divulgada no dia 17 de fevereiro, o Flamengo alegou que estava tentando cumprir todas as exigências da prefeitura.

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, disse esperar que o clube cumpra todas as exigências. “Esperamos que tanto as exigências para o alvará como também para o habite-se sejam cumpridas e ele retorne logo ao funcionamento”,  afirmou. As informações são da Agência Brasil

Comentários Facebook
Propaganda

Cidades

Prêmio Anchieta Arte e Cultura será retomado com apoio da Secult

Publicados

em

Por

Anchieta foi um dos primeiros municípios capixabas a receber recursos do Programa de Coinvestimento da Cultura – Fundo a Fundo, do governo do Estado. O plano de ação do município prevê a retomada do Prêmio Anchieta Arte e Cultura, que teve apenas duas edições nos anos de 2010 e 2011.

Em 2022 a ideia será revista e pretende premiar 14 fazedores de cultura, com prêmios que variam de R$ 5 mil a 20 mil. O edital, que será a terceira edição do Prêmio Anchieta Arte e Cultura, está previsto para ser lançado em julho, exclusivo para os artistas de Anchieta.

Segundo a gerente de Cultura e Patrimônio Histórico de Anchieta, Maria Fernanda Barros, o prêmio foi uma ferramenta de grande incentivo às artes e cultura na cidade. “Na época, eu como artista participei do prêmio e pude executar importantes passos em minha carreira. A retomada será importante para a cultura local e também uma homenagem ao ex-prefeito Edival Petri, que abriu as portas para apoiar as artes locais com essa iniciativa”, declarou a gerente.

Barros, que faz parte da comunicação na Mesa Diretora do Fórum de Secretários e Dirigentes Municipais de Cultura do Espírito Santo, explica que o Estado disponibilizou para Anchieta o valor de R$ 89 mil no Programa Fundo a Fundo e o município, em contrapartida, adicionou o valor de R$ 60 mil, totalizando R$ 149 mil para investimento no Prêmio Anchieta Arte e Cultura.

O edital do Prêmio Anchieta Arte e Cultura está previsto para ser lançado em julho para todos os artistas. A decisão para utilizar o recurso estadual para execução do Prêmio Anchieta Arte e Cultura partiu da gerência com aprovação do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Anchieta.

Comentários Facebook

Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana