conecte-se conosco


Estado

Prodest desenvolve site com informações sobre teletrabalho no Governo do Estado

Publicados

em


.

O Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest), em parceria com a Secretaria de Gestão e Recursos Humanos (Seger), desenvolveu o site (www.teletrabalho.es.gov.br).

Na página há uma definição de teletrabalho no âmbito da Administração Pública Estadual. Além disso, estão disponíveis legislações sobre o trabalho remoto no Poder Executivo Estadual, como a Lei Complementar Nº 874, que institui essa modalidade de atuação para os servidores da administração direta e autarquias.

Os internautas podem ter acesso ao Decreto 4712-R, que estabelece diretrizes e prazos para implementação de novas medidas de transformação digital e métodos de trabalho. Também pode ser encontrada a Portaria 042-R, que normatiza as atividades em regime de teletrabalho no Poder Executivo Estadual.

O site disponibiliza o download de documentos importantes para a adoção do trabalho remoto, como os modelos de Requerimento de Servidor, de Plano de Implementação e Termo de Compromisso.

Desenvolvido na plataforma Orchard, o site segue o padrão adotado para as páginas governamentais na Internet apresentarem um layout que facilite o cidadão a encontrar as informações de forma rápida e prática.

“É bastante positivo contribuir com a montagem de um site que vai fornecer úteis para os servidores públicos estaduais sobre um assunto tão importante como o teletrabalho”, afirmou o presidente do Prodest, Tasso Lugon.

Para a secretária de Estado de Gestão e Recursos Humanos, Lenise Loureiro, além de facilitar a busca por informações referentes ao teletrabalho, o site contribui para a transparência dessas ações. “A plataforma também será espaço para os órgãos divulgarem, de forma transparente, quais servidores e áreas desempenharão suas atividades na modalidade teletrabalho. Possibilitando, assim, o acompanhamento das ações pelos cidadãos”, destacou.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Prodest
Eric Lopes Menequini / Vanessa Dias
(27) 3636-7159
[email protected]

 

Assessoria de Comunicação da Seger
Vitor Possatti Rodrigues / Simone Espindula Batista
[email protected] / [email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Propaganda

Estado

O Sebrae/ES traz algumas dicas para quem deseja ser dono do próprio negócio em 2021

Publicados

em

Por

Novo ano, novas metas. Muitos pensam dessa forma, e já começaram 2021 querendo realizar o sonho de ser dono do seu próprio negócio. Apesar de 2020 ter sido muito difícil, sendo um ano em que pessoas do mundo inteiro tiveram que adiar seus sonhos por causa da pandemia da Covid-19, 2021 aponta uma possibilidade de recomeço. Mesmo com a pandemia, a expectativa é que muitas novas micro e pequenas empresas possam surgir em 2021, tendo em vista que o empreendedorismo é uma das alternativas encontradas como fonte de trabalho e renda em momentos de crise.

Durante o ano passado, mesmo com todas as adversidades, o país registrou aumento no número de novos negócios. Foram 84 mil novas formalizações realizadas em 2020, quando comparado com 2019. E, somente o Espírito Santo, chegou à marca de 68.813 mil novos empreendedores, com quase 8 mil a mais que no ano anterior.

“Vimos muitas pessoas apostarem no empreendedorismo como alternativa de renda, principalmente nos períodos mais críticos da pandemia, quando o número de desemprego aumentou. O Microempreendedor Individual (MEI) se tornou uma boa alternativa de formalização de atividades para as pessoas que optaram por empreender, em especial para aquelas que começaram a empreender por necessidade. Mas é importante destacar que para empreender não basta apenas ter vontade, e alguma habilidade, é preciso buscar por boa formação e capacitação. É preciso também estudar, conhecer e buscar por informações corretas que possam amparar as decisões do empreendedor, para que essas sejam feitas com base na ciência, e não no achismo.

Quanto mais empreendedores estiverem capacitados, maior o potencial do empreendedorismo para contribuir com o desenvolvimento econômico, em especial na geração de ocupação, emprego e renda”, destaca o diretor técnico do Sebrae/ES, Luiz Toniato.

Online

Um caminho encontrado por muitos desses novos negócios, e também para os que já estavam no mercado, foi a inclusão das vendas pela internet. Se antes da pandemia apenas 42% usavam de plataformas online e redes sociais para potencializar as vendas, no final de 2020, aproximadamente 80% dos empreendedores já tinham adotado os aplicativos como meio de venda.

“Adotar o meio online acaba sendo primordial para quem deseja iniciar seu caminho no empreendedorismo. Cada vez mais as pessoas estão comprando pela internet. Na hora de abrir o negócio, será crucial ter um planejamento estratégico do negócio que contemple um plano de marketing com destaque especial para a atuação no marketing digital”, reforça Rafael Botelho, analista do Sebrae/ES.

Opções

O Sebrae ainda disponibiliza, por meio do canal “Ideias de Negócios (https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ideias), mais de 400 ideias de negócios, com conteúdo voltado para quem planeja abrir uma Micro ou Pequena Empresa (MPE) ou tornar-se um Microempreendedor Individual (MEI), neste ano. São sugestões que ajudam e apoiam os potenciais empresários.

Nesse canal, dentro do Portal Sebrae, foram identificados 26 negócios que são mais pesquisados na página. Entre eles estão: distribuidora de bebidas, pet shop, escritório de consultoria, frete e transporte de pequenas cargas, loja de produtos naturais, centro de estética, loja de cosméticos e perfumaria, hamburgueria, produção de alimentos congelados, além de padaria e fornecedor de refeições em marmita.

Para Botelho, esses negócios mais procurados, no site, apontam ainda um caminho possível de investimentos para 2021, visto que são áreas que sofreram menos impactos da pandemia provocada pela Covid-19. “Esses setores, no geral, conseguiram manter certa regularidade, em 2020, tanto por serem serviços com mais facilidade para atender às demandas online, com entrega residencial, como alimentos e bebidas; quanto pela possibilidade de ser um trabalho remoto, a exemplo do escritório de consultoria”, explicou.

Quem sabe uma dessas sugestões não pode te ajudar a realizar o seu sonho? Esse site traz conteúdos especiais para o futuro empreendedor, que pode facilmente encontrar diversas informações organizadas por tópicos, como: visão geral do mercado, estrutura necessária, dicas, investimentos e custos, equipamentos, pessoal, exigências legais e específicas, localização, entre outras.

Mais dicas

Outro site que também pode ajudar a quem deseja abrir um negócio próprio, em 2021, é do Sebrae/ES (confira aqui: https://cutt.ly/kjRP5Q5), que traz um espaço especial, destinado para apresentar algumasideias aos futuros empreendedores. Trata-se de um material informativo, cujos dados são extraídos de publicações técnicas.

O Oportunidades de Negócios não tem a pretensão de ser um guia para a implementação dos respectivos negócios, mas é uma boa apresentação de um panorama da atividade ao futuro empresário, que depois precisará desenvolver um estudo mais detalhado e específico para a implementação de sua empresa.

Mulheres

O melhor é que o sonho de abrir o próprio negócio pode ser tanto para homens quanto para mulheres. E no Espírito Santo essa questão é ainda mais visível: 47,8% dos novos negócios, abertos em 2020, são geridos por uma mulher.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana