conecte-se conosco


Estado

Prodest e Iema desenvolvem sistema que apresenta dados sobre qualidade do ar

Publicados

em

O Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest) desenvolveu um sistema que permite aos internautas consultarem a qualidade do ar em municípios da Grande Vitória. A ferramenta disponibiliza os dados que estão no site do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema).

Na página www.iema.es.gov.br/qualidadedoar, é necessário clicar no ícone “Índice de Qualidade do Ar” para ter acesso ao mapa com informações sobre como está o nível de poluição atmosférica em Cariacica, Serra, Vila Velha e Vitória.

No mapa, a qualidade do ar pode ser classificada em cinco parâmetros (boa, moderada, ruim, muito ruim e péssima). As informações fornecidas consideram as últimas 48 horas e são enviadas pelo Iema, responsável pelas estações de medição do nível do ar.

“É um serviço muito interessante para o cidadão, porque está diretamente ligado à qualidade de vida. Tornar esses dados mais acessíveis à população é uma prova de que ajudamos os órgãos estaduais a prestar um serviço cada vez melhor e transparente”, afirmou o presidente do Prodest, Tasso Lugon.

Para o diretor-presidente do Iema, Alaimar Fiuza, a gestão da qualidade do ar visa a garantir o desenvolvimento socioeconômico, de forma sustentável, em um ambiente seguro e saudável. Dessa forma, torna-se necessário o aprimoramento da gestão, com ações preventivas e de acompanhamento para o combate e redução das emissões de poluentes e dos efeitos da degradação do ambiente atmosférico.

“Ao mesmo tempo, conseguimos dar mais transparência de informações à sociedade capixaba, que é o grande feito desse aplicativo”, observou o diretor-presidente.

Fiuza destacou ainda que o Iema tem uma ferramenta de gestão e acompanhamento, que é a Rede Automática de Monitoramento da Qualidade do Ar (RAMQAr) que, junto ao Inventário de Fontes, fornece subsídios para implantação ou reorientação de programas voltados para a melhoria da qualidade do ar.   

Informações à Imprensa:
Eric Lopes Menequini
(27) 3636-7159
[email protected]

Assessoria de Comunicação do Iema
Flávia Fernandes / Paulo Sena
(27) 3636-2592 / (27) 99977-1012
[email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Propaganda

Estado

Sefaz participa de workshop nacional sobre auditoria contábil

Publicados

em


Representantes da Secretaria da Fazenda (Sefaz) participaram, nessa quarta-feira (04), de um workshop promovido pelo Encontro Nacional de Coordenadores e Administradores Tributários (Encat). Este mês, o tema da reunião foi Auditoria Contábil.

O assunto vem sendo discutido amplamente nos últimos anos, principalmente a partir de 2017, quando foi criado o Grupo de Trabalho Nacional “GT Auditoria Fisco-Contábil”, grupo do qual a Sefaz participa desde 2018. Hoje, praticamente todos os Fiscos Estaduais têm representantes para os debates de alinhamento, aprimoramento e, principalmente, troca de experiências.

Segundo a auditora fiscal e subgerente Fiscal de Grandes Contribuintes e Gestão de Auditorias, Layse Tavares, que participou do encontro, o debate nacional realizado destacou a atuação de sete Estados: Espírito Santo, Alagoas, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte – os únicos da Federação que formalizaram uma unidade organizacional para trabalhos de Auditoria baseada na contabilidade.

“O debate abordou os diferentes níveis de atuação em que os Estados se encontram, as limitações na esfera estrutural, normativa e operacional das Receitas Estaduais, a importância crescente de especialização nessa área e os bons resultados na detecção de casos de omissão de receitas, base para o imposto estadual ICMS, entre outros pontos”, disse Layse Tavares, que foi convidada a integrar a liderança nacional do Grupo de Trabalho, com quatro representantes de Secretarias da Fazenda de outros estados.

Na Sefaz, a partir da reestruturação organizacional realizada pelo Decreto 4766-R, de 26 de novembro de 2020, foi criada a Supervisão de Auditoria Contábil (Supac), da Gerência de Fiscalização – uma unidade dedicada à análise da Escrituração Contábil Digital (ECD) remetida pelos contribuintes.

As ECDs são disponibilizadas para as Receitas Estaduais, por meio de convênio, pela Receita Federal do Brasil. Atualmente, com ferramentas eficientes de Auditoria Contábil, o Fisco Estadual consegue resgatar as auditorias antes realizadas em livros contábeis físicos. A contabilidade é o cerne das informações referentes a uma organização empresarial. O confronto dessas informações contábeis com informações oriundas de bancos, fornecedores, cartórios e outros, propicia aos fiscos avaliar o patrimônio, o lucro, receitas, despesas e muito mais.

“Com a implantação crescente de obrigações acessórias específicas para atendimento a obrigações fiscais, a Escrituração Contábil passou a ficar em segundo plano e os documentos fiscais passaram a servir de base para a maioria das auditorias, surgindo, assim, vários problemas recorrentes, como por exemplo, operações ‘ocorridas’ sem lastro financeiro, o que normalmente é caracterizado por fraudes, crimes contra a ordem tributária ou indícios de lavagem de dinheiro. Por esse motivo, torna-se imprescindível o trabalho tempestivo do Fisco Estadual no que se refere à auditoria contábil”, frisou o auditor fiscal e supervisor Fiscal de Auditoria Contábil, Júlio César Cardozo.

Por meio de um trabalho de auditoria contábil desenvolvido pelos auditores fiscais da Receita Estadual a partir de dados financeiros compartilhados judicialmente e documentos apreendidos, foi possível a constatação de ativos ocultos, saídas financeiras constantes em extrato bancário não contabilizadas e gastos em dinheiro não contabilizados, resultando em autuações de mais de 4 milhões de reais.

“A Receita Estadual vem desenvolvendo estudos, trabalhos conjuntos com outros órgãos, ampliando critérios, adaptando legislações e se estruturando para aprimorar cada vez mais a auditoria com enfoque contábil”, ressaltou o auditor fiscal e gerente Fiscal Arthur Carlos Nunes.

Curso

No workshop promovido pelo Encat também foi feito o lançamento do curso nacional à distância do Contágil Lite, que é a principal ferramenta de auditoria contábil disponibilizada pela Receita Federal aos Estados. “Essa ferramenta tende a otimizar ainda mais os trabalhos que estamos desenvolvendo”, garantiu Júlio César Cardozo.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sefaz
Alexandre Lemos / Giordany Bozzato
(27) 3347-5511 / 3347-5128
[email protected] / [email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana