conecte-se conosco

Economia

Produção de petróleo do pré-sal cresce 4,6% de setembro para outubro

Publicado

A produção de petróleo extraído da camada pré-sal cresceu 4,6% em outubro deste ano, na comparação com o mês anterior. Em relação a outubro de 2018, a alta chegou a 30,1%. No total, foram produzidos 2,39 milhões de barris de óleo equivalente (unidade de medida que inclui gás e petróleo), entre eles 1,9 milhão de barris de petróleo e 77,6 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia.

Essa produção diária corresponde a 63,1% do total de petróleo e gás produzidos no país. Os dados foram divulgados hoje (2) pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Considerando-se todos os campos de petróleo (pré-sal, pós-sal e terrestres), a produção nacional ficou em 3,79 milhões de barris de óleo equivalente, sendo 2,96 milhões de barris de petróleo e 132 milhões de metros cúbicos de gás natural.

A produção de petróleo registrou um aumento de 1,3% em relação ao mês anterior e de 13,4% em relação a outubro de 2018, enquanto a de gás natural registrou um aumento de 2,1% em relação ao mês anterior e de 12,4% na comparação com outubro de 2018.

Leia mais:  Tesouro capta US$ 3 bi no exterior com juros mais baixos em sete anos

Os campos operados pela Petrobras produziram 92,9% do petróleo e gás do país. O campo de Lula, na Bacia de Santos, foi o campo que mais produziu petróleo, uma média de 1,02 milhão de barris por dia, e gás natural, uma média diária de 43 milhões de metros cúbicos.

A plataforma FPSO Cidade de Itaguaí, do campo de Lula, foi a instalação com maior produção de petróleo no mês (145,6 mil barris por dia). A instalação Polo Arara, que produz nos campos de Arara Azul, Araracanga, Carapanaúba, Cupiúba, Rio Urucu e Sudoeste Urucu, produziu 8,4 milhões de metros cúbicos por dia, sendo a instalação com maior produção de gás natural.

Edição: Lílian Beraldo

Comentários Facebook
publicidade

Economia

Hub de Inovação Epicentro completa um ano nesta sexta-feira (06)

Publicado

por

O Epicentro, hub de inovação que funciona no Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), no Centro de Vitória, nasceu de um acordo de cooperação entre o Bandes e outras instituições do Estado para criar conexões e o desenvolvimento de negócios inovadores locais. Nessa sexta-feira (06), o hub completou 1 ano de funcionamento. Nesse período, o espaço sediou mais de cem atividades e recebeu mais de duas mil pessoas.

A programação relacionada ao fomento à cultura da inovação é bem diversificada. Foram diversas apresentações, palestras, seminários e diferentes treinamentos e workshops realizados no local, eventos responsáveis por impactar servidores públicos, empresários e comunidade em geral.

As diversas iniciativas realizadas tornam o Epicentro um lugar de impacto, referência para inovação da gestão pública no que diz respeito não só no fomento à cultura e empreendedorismo, como também na geração de novos negócios e abertura de novas possibilidades para a economia capixaba. “No Epicentro a inovação é promovida de inúmeras maneiras. Com ações que envolvem desde a difusão dos conceitos de metodologias ágeis para o Governo até conexões entre gestoras de fundos de investimentos com startups de tecnologia, gerando valor para todo o ecossistema capixaba”, reiterou a Coordenadora do Núcleo de Inovação, Marketing e Desenvolvimento do Bandes, Lorena Gladys.

Leia mais:  Balança comercial fecha novembro com menor superávit desde 2015

O sucesso das atividades é prova de eficácia das ações pensadas pelo Governo do Espírito Santo em prol do desenvolvimento da economia articulado com o fomento da cultura local. Além do Bandes, o acordo de cooperação do qual o hub surgiu é composto pelas Secretaria de Gestão e Recursos Humanos (Seger); da Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional (Secti); de Desenvolvimento e da Cultura. Conta ainda com a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) e o Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest).

Interessados em saber mais sobre o que acontece no cenário de inovação capixaba podem consultar o calendário do Epicentro nas redes sociais do Bandes, no Facebook (clique aqui), Instagram (clique aqui) ou linkedin (cliquei aqui).

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana