conecte-se conosco


Grande Vitória

Quase metade dos cobradores do Sistema Transcol já foi requalificada ou aderiu ao Plano de Demissão Voluntária

Publicados

em

 

De um total de 3200 cobradores que integravam o Sistema Transcol no ano de 2019, quase a metade (47,5%) já foi contemplada pelo acordo que prevê a requalificação ou demissão voluntária dos colaboradores. Desses, a maioria (960) foi requalificada ou promovida e absorvida pelo próprio Sistema Transcol, em outras funções. Os demais (560) aderiram ao Plano de Demissão Voluntária.

A partir de 2019, o Sistema Transcol incorporou novas tecnologias de bilhetagem eletrônica e, com a chegada dos novos ônibus para o Sistema Transcol, com ar-condicionado e sem o posto de cobrador, um acordo firmado entre a categoria e os consórcios operadores, junto ao Governo do Estado, por meio da Secretaria de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi), e o Tribunal Regional do Trabalho (TRT), que estipulou regras para que o processo de renovação de frota e de incorporação das melhorias tecnológicas não gerassem demissões no Sistema. Dessa forma, nenhum cobrador que estava no sistema à época do acordo foi demitido.

O acordo firmado em 2019 foi estendido a todos os cobradores do Sistema Transcol e prevê que, em caso de requalificação, o colaborador passa a contar com 20 meses de estabilidade. Já aqueles que optarem pelo PDV têm direito a todas as verbas rescisórias, seis meses de plano de saúde e mais três meses de vale-refeição.

Entre os cobradores requalificados, cerca de 480 atualmente são motorista/manobrista; 160 atuam na área operacional; 105 são porteiros; 100 assumiram o posto de fiscal; 75 trabalham na manutenção; 22 estão atuando nas áreas administrativas e 18 em bilheteria.

“O acordo firmado em 2019 foi um marco na evolução do transporte coletivo da Grande Vitória, pois não só garantiu melhorias para os passageiros, como também preservou empregos e gerou oportunidade de requalificação e promoção dentro do próprio sistema. A categoria entendeu o processo e a prova disso é a forte adesão por parte dos trabalhadores a este acordo”, destacou o secretário de Estado de Mobilidade e Infraestrutura Fábio Damasceno.

Além das requalificações promovidas pelo Sistema Transcol e do PDV, o Governo do Estado, por meio da Semobi e do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES), lançou, este ano, o Programa CNH Requalifica. A iniciativa exclusiva para cobradores do Transcol permite que estes obtenham sua habilitação (Categoria A B ou AB). Serão concedidas 1500 CNHs até 2022, com investimento de R$ 2,3 milhões na requalificação desses profissionais. Com a CNH, os cobradores podem aproveitar novas oportunidade de requalificação dentro ou fora do Sistema.

Em 2022, os cobradores que ainda estão no sistema (que atualmente estão afastados e recebendo integralmente e em dia salários e benefícios) devem retornar ao trabalho no interior dos coletivos que possuem o posto de cobrador (ônibus sem ar condicionado, convencional ou articulado) a partir de janeiro.

Contudo, em função da pandemia, desde maio de 2020 e retirada do dinheiro a bordo e, a partir deste ano com as novas conexões nas cidades de Vitória e de Viana, o Cartão GV passou a ser fundamental para a operação do Sistema Transcol. Desta forma, a Semobi, em conjunto com a Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros (Ceturb-ES) precisou realizar adequações para a operação do Sistema a partir do próximo ano.

Assim, os cobradores remanescentes vão atuar efetuando recarga do CartãoGV de maneira embarcada, por meio de cartões de crédito ou débito, apenas de segunda a sexta-feira e em horários de pico.

Comentários Facebook
Propaganda

Grande Vitória

Vitória ganhará parque que vai reunir lazer, arte e convivência

Publicados

em

Por

Um espaço que une o verde da paisagem, a cultura e o azul do mar. O Parque Cultural Reserva de Vitória, que será construído na Enseada do Suá, entre a praia e o Shopping Vitória, será mais uma opção de área pública para a cidade, que completou 470 anos no último dia oito. O prefeito Lorenzo Pazolini e a vice-prefeita, Capitã Estéfane, estiveram no lançamento do Parque, na manhã desta quarta-feira (22).

Também participaram do lançamento os secretários municipais de Desenvolvimento da Cidade e Habitação, Marcelo de Oliveira, de Meio Ambiente, Tarcísio Foeger, de Obras, Gustavo Perin, de Fazenda, Aridelmo Teixeira, de Saúde, Thais Cohen, de Gestão e Planejamento, Régis Mattos Teixeira, além de autoridades e vereadores.

O Parque será totalmente construído pela iniciativa privada, sem nenhum recurso público, dentro da área de um loteamento que se encontra em fase de execução. O local é fruto de uma parceria da Prefeitura de Vitória, por meio das secretarias municipais de Desenvolvimento da Cidade e Habitação (Sedec) e Meio Ambiente (Semmam), e a Nova Cidade Empreendimentos.

O prefeito Lorenzo Pazolini lembrou que o lançamento do Parque acontece no mês de aniversário do município. “É um momento único para nós. Estamos quebrando barreiras, rompendo paradigmas em Vitória e no Espírito Santo. Fica claro, a partir de hoje, que é possível conciliar, sim, a preservação do meio ambiente com geração de emprego e renda. É possível ter um diálogo republicano, honesto, com regras claras, respeitando as diretrizes e leis ambientais. Conseguimos retomar o diálogo com o setor produtivo e a sociedade civil organizada”, disse.

O prefeito lembrou que só na construção serão gerados cerca de 200 postos de trabalho e que o Parque será integrado às intervenções de reurbanização da Curva da Jurema, que serão executadas pela PMV. “Esse é o papel do Poder Público: dialogar, ouvir e construir coletivamente. Para nós, é um orgulho estarmos nesse momento. Vitória, hoje, está aberta a quem ama à cidade, a quem quer investir nela”, completou.

O presidente do Grupo Buaiz, Americo Buaiz Filho, lembrou que o parque vai atender crianças, jovens e famílias inteiras. “Eu tenho certeza que o Parque Cultural Reserva de Vitória será um ícone do turismo de Vitória e do Espírito Santo. Ainda antes do natal, Vitória, que completou 470 anos, vai receber um presente, um espaço público e democrático”, afirmou.

“A proposta é que a área destinada ao uso público no projeto original, de 2004, priorizasse os pedestres em detrimento dos veículos motores, seguindo as tendências do urbanismo contemporâneo. O esforço da Prefeitura foi no sentido de se criar na cidade mais uma opção de área de convivência que atendesse a toda população, abrangendo lazer, cultura e contemplação do meio ambiente”, disse o secretário de Desenvolvimento da Cidade e Habitação, Marcelo de Oliveira.

O secretário de Meio Ambiente de Vitória, Tarcísio Foeger, lembrou que o espaço será aberto à toda população. “A ideia é oferecer à população de Vitória um novo espaço, com um conceito importante que une urbanidade, meio ambiente, cultura e lazer. O espaço será totalmente aberto ao público, todo mundo poderá vir e contemplar. Vitória ganha muito com a entrega desse novo Parque, uma parceira da PMV com o Grupo Buaiz”, disse.

Parque Cultural Reserva de Vitória

A área, de 16 mil m², será urbanizada e receberá iluminação, paisagismo, mobiliário, ruas de pedestres e obras de arte, como em uma galeria a céu aberto. Duas das vias que antes seriam usadas por veículos foram destinadas ao uso dos pedestres, que terão um parque público, com iluminação, paisagismo, mobiliário e ruas de pedestres.

O Parque terá, ainda, árvores, brinquedos e equipamentos de ginástica. Nesta quarta-feira (22), foi inaugurada a primeira das sete obras do local, uma escultura do artista Sandro Novaes.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana