conecte-se conosco


Cidades

Quatro crianças vítimas de cárcere privado e maus-tratos são resgatadas em Barra de São Francisco

Publicados

em

Quatro crianças, uma delas autista, foram resgatadas sob condições de maus-tratos dentro de casa na cidade de Barra de São Francisco, região Noroeste do Estado.

Os pais foram autuados em flagrante por maus-tratos e cárcere privado, mas receberam alvará de soltura após audiência de custódia. As crianças possuem 12, 10, 6 e 4 anos.

O caso aconteceu no último dia 29 de agosto. A Polícia Militar (PM) foi acionada pelo Conselho Tutelar do município para fazer o acompanhamento até uma residência do bairro Irmãos Fernandes, após a denúncia de que um casal estaria mantendo crianças em condições sub-humanas e em cárcere privado.

No local, verificaram que havia muita sujeira e fezes de animais dentro da casa. As crianças informaram aos militares que estavam sem se alimentar há vários dias e que só ficavam dentro de casa.

Conforme consta no termo de audiência de custódia, um dos conselheiros relatou que as crianças aparentavam não tomar banho há muito tempo, estavam muito magras e com piolhos.

Relatou também que uma das crianças mais novas não conseguia andar de tanta fraqueza.

Diante disso, foi prestado socorro médico às crianças, que depois foram levadas para um abrigo, e os pais conduzidos à delegacia do município.

Escola: “Criança mal parava em pé de fraqueza”

A denúncia chegou ao Conselho Tutelar por meio da diretora da escola em que uma das crianças estuda. Ela teria feito contato com o pai da criança informando a necessidade de realizar uma prova de forma presencial.

De acordo com a diretora, o pai apresentou resistência, mas levou a criança para a escola depois de muita insistência. Ainda segundo a diretora, o pai ficou a todo momento ao lado da criança, que aparentava ter medo dele.

Ainda segundo o termo, os professores fizeram algumas perguntas e a criança apresentou algumas respostas prontas. Diante disso, os docentes conseguiram uma reunião reservada com a criança.

Durante o encontro, a diretora observou que a criança parecia estar sofrendo pressão psicológica e “mal parava em pé de fraqueza”. Após isso, a diretora entrou em contato com o conselho.

Uma das conselheiras foi até a residência para tentar conversar com as crianças. Três delas foram levadas até a sede do conselho tutelar para serem ouvidas. Apenas a mais nova, que é autista, não foi levada.

PM flagrou criança autista comendo fezes de cachorro

Após o depoimento das crianças, a PM foi acionada para ir até a casa e levar a criança mais nova também. Os militares informaram que ao chegarem no local, encontraram a criança comendo um pedaço de fezes de cachorro.

A médica que atendeu as crianças informou que elas apresentavam características de cativeiro com unhas grandes e sujas, muita sujeira pelo corpo, piolho e dentes podres.

Fonte: Folha Vitória
Fotos: Divulgação

Comentários Facebook
Propaganda

Cidades

Chuvas: mais de 280 toneladas de lixo são recolhidos após limpeza nos bairros de Linhares

Publicados

em

Por

Após as fortes chuvas registradas em Linhares no último domingo, dia 28, as equipes da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos (Semob) têm realizado um intenso trabalho de limpeza de via urbanas a fim de desobstruir bueiros e galerias e evitar novos pontos de alagamento.

Durante a operação realizada na segunda-feira (29), em todos os bairros da sede, mais de 280 toneladas de resíduos foram removidos das vias públicas, bueiros e galerias.  Conforme a secretaria, em consequência da chuva, havia muito lixo espalhado, além de areia e material proveniente da construção civil, que impediam o escoamento da água até os bueiros.

“Infelizmente, as pessoas não se dão conta da importância de mantermos uma rede de drenagem eficiente. E para isso, dependemos único e exclusivamente da cooperação dos moradores, no que diz respeito ao descarte correto do lixo”, aponta o secretário de Obras e Serviços Urbanos, João Cleber Bianchi.

Apoio da população

Para que o trabalho de limpeza urbana seja eficiente, é preciso que os cidadãos acompanhem o cronograma de recolhimento e façam o depósito dos materiais em locais adequados, seja em caçambas (resíduos da construção civil), em lixeiras e sacos plásticos (lixo domiciliar) e acondicionado no dia anterior à data de coleta, no caso de entulho – observando para evitar calçadas e ciclovias.

Outra forma de destinação correta de resíduos são os Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) para o recolhimento de materiais recicláveis, instalados nos bairros da sede e no interior. Ao todo são 180 equipamentos instalados nas unidades de ensino, unidades de saúde, supermercados, hospitais e empresas privadas do município.

De acordo com João Cléber, a destinação incorreta de lixo é o principal fator para ocorrência de enchentes. “Caso não haja uma mudança cultural na forma de encararmos os resíduos e o lixo que geramos, de modo geral, os problemas como entupimento de bocas de lobo, assoreamento de galerias e, sobretudo, a ocorrência de alagamentos, irão se agravar cada vez mais”, aponta o secretário.

As demandas de limpeza e manutenção no sistema de drenagem, além de reparos na pavimentação de ruas e avenidas, podem ser registradas por meio do telefone (27) 3372 2117.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana