conecte-se conosco

Política Nacional

“Queremos que Lula volte para a cadeia”, diz João Doria

Publicado

source

IstoÉ

Governador de São Paulo João Doria arrow-options
Roberto Casimiro / Agência O Globo

Governador de São Paulo João Doria

O governador de São Paulo, João Doria , divulgou uma mensagem em sua rede social pedindo que os congressistas aprovem a mudança constitucional para que a prisão em segunda instância volte a ser restabelecida, como era antes da alteração feita pelos ministros do STF de só permitiram a prisão após trânsito em julgado, ou seja, depois do último recurso no STF, o que permitirá a impunidade e prejudicará o combate à corrupção.

Leia também: Moro rebate Lula e diz que “não responde a criminosos”

Para o governador, “agora é hora de lutarmos pela mudança constitucional e que todos os condenados em segunda instância voltem para a cadeia”, como é o caso do ex-presidente Lula e do ex-ministro José Dirceu , soltos ontem após medida judicial, tomada com base na decisão de parte dos ministros do STF.

Leia também: Manifestantes pedem volta de prisão em 2ª instância em ato na avenida Paulista

Doria disse que sua luta sempre foi para derrotar o PT , que mergulhou o País em uma de suas mais graves crises políticas, com a corrupção dominando a máquina pública. “Lutei ao lado do povo para vencermos o PT e a esquerda e livramos São Paulo desse mal. Também apoiei a campanha do presidente Bolsonaro para o PT não voltar ao governo federal”, disse o governador em sua mensagem nas redes sociais.

Leia mais:  Renan Calheiros vira réu da Lava Jato pela primeira vez

Leia também: Lula solto pode gerar união do antipetismo, avalia Eduardo Bolsonaro

Ao final, Doria ainda reafirmou seu compromisso com seus eleitores de não permitir o retorno do PT ao governo. “Eles não voltarão ao poder! Viva o Brasil! O povo quer justiça.”

Comentários Facebook
publicidade

Política Nacional

Médicos cancelam reuniões de Bruno Covas no hospital

Publicado

source
Bruno Covas arrow-options
Reprodução / TV Globo

O prefeito de São Paulo Bruno Covas (PSDB) em entrevista no Hospital Sírio Libanês

O prefeito de São Paulo , Bruno Covas , teve suas reuniões desta sexta-feira (13) canceladas pela equipe médica do hospital Sírio-Libanês . Ele está internado na UTI desde a tarde desta quarta para tratar um sangramento no fígado que ocorreu durante um procedimento de marcação da lesão tumoral que atinge o órgão.

Para evitar esforços, os médicos autorizaram o prefeito a fazer duas reuniões, mas cancelaram outras duas com o secretário Mauro Ricardo, de Governo, e Vitor Sampaio, chefe de gabinete.

Leia também: Bruno Covas passa bem após sangramento no fígado

Apesar das precauções, o boletim médico de Covas diz que ele está em excelente estado clínico e não apresenta mais sinais de sangramento. Ele só continua no hospital para manter seu estado de saúde monitorado.

O prefeito está no hospital desde domingo (8) para passar por exames e fazer a quarta sessão de quimioterapia do tratamento contra um câncer na região do estômago. Na segunda, foram instalados clipes para monitorarem a evolução metastática da lesão que atinge o fígado do prefeito.

Leia mais:  Ambientalistas e gestores públicos discutem contratação de banco para gerir multas ambientais

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana