conecte-se conosco

Nacional

Resposta sobre lockdown em SP sai na quarta, diz Covas

Publicado


source
o prefeito bruno covas
Agência Brasil/Rovena Rosa

Covas afirmou que, caso população não fique em casa, o vírus não será vencido


Na última quinta-feira, 21, o prefeito Bruno Covas (PSDB), da cidade de São Paulo, afirmou que fala sobre possível lockdown na capital paulista acontecerá na próxima quarta-feira, 27. Covas afirma ainda que população tem papel importante no combate contra a pandemia do novo coronavírus e precisa colaborar.

Foi decretado nesta semana que feriados fossem adiantados para que empresas não abrissem e circulação de pessoas diminuísse. A taxa de isolamento ontem foi de 51%, sendo que na terça-feira, 18, estava em 48%.

Leia também: Dimas Covas defende lockdown em SP e diz que decisão deve ser tomada rapidamente

A estratégia do governo é de que maiores níveis de isolamento consigam evitar o decreto de lockdown na capital. Covas procurou não antecipar a resposta e afirmou que decisão será divulgada na próxima semana.

O prefeito vai anunciar destino da cidade após o dia 1 º de junho ao lado do governador do estado, João Doria (PSDB).

Para que consigam reabrir a cidade, é preciso que haja queda de infectados pela Covid-19 por 14 dias, o que não aconteceu ainda.

Órgãos internacionais afirmam que a medida de restrição total são recomendadas em locais onde a ocupação de UTIs ultrapassar 90%. No caso da capital paulista, esse número é de 92%.

“Nós estamos muito tranquilos porque todas as medidas até agora foram respaldadas e foram orientadas pelo comitê de saúde. Vai ser a mesma coisa na quarta-feira que vem”, afirmou Covas após dizer que seguem recomendações científicas.

Covas também afirmou que população precisa colaborar para que situação seja abrandada. O prefeito tentou implementar bloqueio de vias e  rodízios diferenciados, que foram medidas pouco respeitadas.

“Podem me xingar de tudo, só não podem dizer que eu sou um omisso”, diz Covas. “A prefeitura está tentando tudo que está ao alcance de suas mãos para poder mostrar para a população a importância de ficar em casa. Todas as ações foram bem implementadas, mas elas dependem também da participação das pessoas”.

Ele afirmou ainda que não será possível vencer o vírus se pessoas não ficarem em casa. .

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Em meio a atrasos com dados, site do Ministério da Saúde fica fora do ar

Publicado

 

 

O site do Ministério da Saúde ficou fora do ar na noite da última sexta-feira (05), no endereço onde os dados de caso e óbitos ocnfirmados da Covid-19 é divulgado. Durante um longo tempo, o endereço ficou com a mensagem: “Site em manutenção”. A medida acontece após pronunciamento de Bolsonado, exigindo reformulações na forma como são divulgados os dados.

Leia também: Covid-19: Pelo 4º dia consecutivo, Brasil registra mais de mil mortes em 24h

Ministério da Saúde
Reprodução

Site do Ministério da Saúde ficou fora do ar

Nos últimos dias, o Ministério da Saúde começou a atrasar a divulgação dos dados diários sobre o coronavírus no Brasil. Na sexta, Bolsonaro confirmou que os atrasos partiram dele. “Ninguém tem de correr para atender a Globo”, afirmou.

Leia também: Por que a OMS agora recomenda uso de máscara em público contra covid-19?

Os dados de casos e óbtos eram atualizados às 19h, mas desde o último dia 3, passou a ser divulgado por volta das 22h, quando o “Jornal Nacional” já estava encerrado. “Acabou matéria no Jornal Nacional”, havia dito Bolsonaro ao destacar os atrasos. O Ministério da Saúde, por sua vez, negou que os dados estavam sendo retidos propositalmente, mas não comentou sobre a suspensão dos serviços do site até então utilizado.

Na noite de sexta, a Globo interrompeu a novela para fazer plantão e anunciar as 1.005 mortes por coronavírus no Brasil nas últimas 24h.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana