conecte-se conosco


Nacional

RJ: MPRJ abre denúncia contra motoboy por agredir porteiro com barra de ferro

Publicados

em


source
Momento do vídeo feito pelo motoboy no momento da agressão
Reprodução/ Redes Sociais

Momento do vídeo feito pelo motoboy no momento da agressão

No Rio de Janeiro , o Ministério Público local (MPRJ), enviou uma denúncia contra Marcos Vinícios Gomes Correira , motoboy envolvido na morte do porteiro Jorge José Ferreira . As informações foram apuradas pelo Metrópoles.

Porteiro foi morto após ser agredido com uma barra de ferro depois de uma discussão com o entregador em um condomínio na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Segundo testemunhas, briga teria iniciado após Jorge José impedir a entrada de Marcos Vinícius pela saída principal do prédio.

O corpo de Jorge José, de 58 anos, foi enterrado no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, também zona oeste da cidade, no último dia 05. Ele foi encaminhado para o Hospital Miguel Couto, no bairro do Leblon, na zona sul do Rio, desde a noite do desentendimento, 29 de março.

Caso é investigado pela 16ª DP (Barra da Tijuca), que instaurou um inquérito para apurar morte de porteiro. Testemunhas e imagens de câmeras de segurança também está sendo ouvidas e analisadas. De acordo com o Instituto Médico Legal (IML), a causa da morte é apontada por traumatismo craniano .

Comentários Facebook
Propaganda

Nacional

‘Queiroga com certeza será reconvocado à CPI’, diz Omar Aziz

Publicados

em


source
 'Queiroga com certeza será reconvocado à CPI', diz Omar Aziz
Reprodução

‘Queiroga com certeza será reconvocado à CPI’, diz Omar Aziz

O senador e presidente da CPI da Covid , Omar Aziz (PSD-AM), se posicionou sobre o depoimento do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, como a “grande decepção” da comissão até o momento. Em relação as falas pouco objetivas, Aziz reiterou que Queiroga “com certeza” será reconvocado. As falas foram reproduzidas em uma entrevista no YouTube para o canal do historiador Marco Antônio Villa.

O motivo que levou o presidente da comissão em buscar uma nova audiência para ouvir Queiroga é a constante contradição entre as diretrizes do Ministério da Saúde e as políticas públicas do governo Bolsonaro .

Queiroga declarou inúmeras vezes que não se pronunciaria em seu depoimento pois não havia um protocolo de tratamento para a covid-19 elaborado pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec).

Renan Calheiros declarou no último sábado (08) que a estratégia adotada pelo cardiologista comandante do Ministério da Saúde de não responder objetivamente as perguntas é uma outra maneira de “não falar a verdade”.

Aziz ratificou o posicionamento de Calheiros ao declarar que “a gente perguntava se ele era a favor da cloroquina – e ele não citava a palavra cloroquina, falava em ‘fármacos’ -, ele jogava para a Conitec”.


O presidente da CPI argumentou que o posicionamento de Queiroga visa “não magoar o chefe” e que as contradições existentes dão base para que o ministro seja reconcado”.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana