conecte-se conosco


Cidades

Samu já realizou mais de 1.400 atendimentos em Cachoeiro

Publicados

em

Em Cachoeiro, a base é instalada junto à Central de Ambulâncias da Secretaria Municipal de Saúde - Foto: Márcia Leal

Em quase quatro meses de operação em Cachoeiro, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) realizou mais de 1.400 atendimentos aos moradores do município, entre envios de ambulância e orientações remotas.

Cerca de 383 vezes o serviço foi prestado via telefone. Nessas chamadas, os atendimentos eram referentes a quadros clínicos como febre e casos hipoglicêmicos (tontura, tremores, confusão mental e outros sintomas causados pela baixa taxa de glicose no sangue), em que os médicos do Samu fizeram as orientações necessárias.

Já os envios de ambulância somaram 1.126. Cachoeiro respondeu por 42% dos 2.684 envios de viatura para atendimentos feitos pelo Samu nos 16 municípios do Sul do Espírito Santo atendidos pelo serviço, desde o início das atividades.

Segundo informações do Samu referentes a todos os 16 municípios, os incidentes que provocaram maior número de chamados no último mês incluem: acidente de moto (133); queda (73); mal súbito (69); surto psiquiátrico (59); Covid-19 (57); convulsão (52); dispneia (43); acidente de automóvel (32); dor abdominal (31); queda de altura superior a 6 metros (31) e dor torácica (28).

Em Cachoeiro, a base do serviço está instalada junto à Central de Ambulâncias da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), que fica no bairro Baiminas.

“O Samu é importante serviço especializado, que veio trazer mais eficiência e segurança no atendimento pré-hospitalar para toda a população da região”, salienta o secretário de Saúde de Cachoeiro, Alex Winlger.

O Samu

O Samu é um serviço de atendimento pré-hospitalar. O objetivo é fazer com que profissionais de saúde iniciem, da forma mais precoce possível, os procedimentos de salvamento de pacientes em situações de urgência e emergência, aumentando as possibilidades de recuperação das vítimas. Sendo assim, as ambulâncias funcionam como unidades móveis de saúde.

O serviço será operado por uma empresa contratada pelo Consórcio Público da Região Polo Sul (CIM Polo Sul) por meio de processo licitatório. O financiamento é tripartite, com divisão entre União, Estado e Município.

Veja quando chamar o Samu 192:

– Na ocorrência de problemas cardiorrespiratórios;
– Intoxicação exógena e envenenamento;
– Queimaduras graves;
– Na ocorrência de maus tratos;
– Trabalhos de parto em que haja risco de morte da mãe ou do feto;
– Em tentativas de suicídio;
– Crises hipertensivas e dores no peito de aparecimento súbito;
– Quando houver acidentes/traumas com vítimas;
– Afogamentos;
– Choque elétrico;

– Acidentes com produtos perigosos;
– Suspeita de Infarto ou AVC (alteração súbita na fala, perda de força em um lado do corpo e desvio da comissura labial são os sintomas mais comuns);
– Agressão por arma de fogo ou arma branca;
– Soterramento, desabamento;
– Crises convulsivas;
– Transferência inter-hospitalar de doentes graves;
– Outras situações consideradas de urgência ou emergência, com risco de morte, sequela ou sofrimento intenso.

Quando não chamar o Samu 192:
– Febre prolongada;
– Dores crônicas;
– Vômito e diarreia;
– Levar pacientes para consulta médica ou para realizar exames;
– Transporte de óbito;
– Dor de dente;
– Transferência sem regulação médica prévia;
– Trocas de sonda;
– Corte com pouco sangramento;
– Entorses;
– Cólicas renais;
– Transportes inter-hospitalares de pacientes de convênio;
– Todas as outras situações onde não se caracterize urgência ou emergência médica.

ATENÇÃO: Nesses casos e em todos os casos sem caracterização de urgência ou emergência, o paciente poderá ser encaminhado ao posto de saúde ou, então, às Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) mais próximas.

Comentários Facebook
Propaganda

Cidades

Torneio do game League of Legends segue neste domingo (25) em Cachoeiro

Publicados

em

Por

Neste domingo (25), tem mais Taça Cachoeiro de League of Legends (TCLOL), jogo virtual de estratégia consagrado em todo o mundo. Será o segundo dia de disputas da fase de grupos dessa que é a primeira competição de esporte eletrônico (eSport) do município.

As batalhas, que começam às 13h, são on-line, com cada jogador em sua própria casa. Luiz Antonio Picoli, de 22 anos, do time Harém do Lang, tem boas expectativas.

“Espero o cronograma bem feito do primeiro dia para fechar mais uma semana com vitória e representar Cachoeiro. Ver minha cidade com um projeto que fomenta o eSport é muito bom, temos que valorizar. A transmissão está sendo boa e os jogos mantiveram um tempo bom no torneio”, afirma.

O torneio é promovido pela Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Qualidade de Vida (Semesp) e tem transmissão on-line em tempo real. Na estreia, no último domingo (18), mais de 1,5 mil pessoas assistiram.

“Gostei bastante da estreia, tem muita gente legal jogando. Para o segundo dia, espero que minha equipe tenha um desempenho melhor. Bom demais um torneio para movimentar a comunidade que gosta de eSports. A iniciativa foi um grande passo”, afirma Ryan Brambilla, de 24 anos, jogador da equipe Impostores.

As equipes vencedoras do primeiro dia foram Black Mamba, Feed Blinders, Impact e-sports, Inquisition e-sports, Harem do Lang e Oh My God.

A fase de grupos termina no dia 1 de agosto. A semifinal está marcada para o dia 8 de agosto e a final será decidida no dia 15 do mesmo mês.

São 12 equipes inscritas, dividas em três grupos. Há participantes de outras cidades da região, mas os capitães das equipes precisam ser moradores de Cachoeiro.

Os jogadores que conquistarem o 1º e o 2º lugares no campeonato e o melhor jogador, escolhido pelos narradores do torneio, ganharão troféus.

Para assistir à competição em tempo real, basta acessar o site twitch.com/semespcachoeiro, a partir das 13h. Em média, são seis jogos por dia.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana