conecte-se conosco

Nacional

São Paulo: 25% das pessoas que não praticaram isolamento social foram infectadas

Publicado


source
Inquérito mostra que 1,3 milhão de pessoas podem estar imunes ao vírus em SP. Incidência do vírus é maior em pessoas que não praticaram isolamento social
Rovena Rosa/Agência Brasil

Inquérito mostra que 1,3 milhão de pessoas podem estar imunes ao vírus em SP. Incidência do vírus é maior em pessoas que não praticaram isolamento social

A nova fase do inquérito sorológico apresentado hoje (28) pela Prefeitura de São Paulo mostra a influência do isolamento social na diminuição da possibilidade de contrair o vírus. O levantamento aponta que 25% das pessoas que não fizeram nenhum isolamento social apresentaram o vírus. Entre os que aderiram parcialmente, o índice de infecção foi 18,4%, enquanto a possibilidade de contrair o vírus entre os que se isolaram foi de 8,5%.

Segundo o inquérito, 1,32 milhão de pessoas já foram contaminadas pela Covid-19 na cidade de São Paulo até o dia 20 de julho. A pesquisa indica ainda que 39,7% das pessoas que testaram positivo não apresentaram nenhum sintoma.

A pesquisa mostra também a relação entre o uso da máscara e a redução de contágio. “A prevalência de infecção da covid-19 entre os indíviduos que usaram ou não máscara: a testagem foi positiva de 9% para aqueles que usaram sempre. Aqueles que usaram na maioria das vezes foi de 21,8% e aqueles que usaram de vez em quando, 30,5%”, mostrou o secretário Edson Aparecido.

É possível observar, ainda, que a incidência é maior entre pardos e pretos: 14,1%.  O levantamento mostra também uma alta de incidência em idosos acima de 65 anos: 13,9%.

Outros grupos que também apresentaram maior incidência da doença foram pessoas com o ensino fundamental (16,4%); das classes E, D e C e indivíduos que residem em domicílios com mais de 5 pessoas.

A pesquisa ainda terá uma quarta fase. “Continuará até que possamos ter mais dados para embasar a decisão da prefeitura para a volta às aulas, o impacto da transmissibilidade do vírus feita pelas crianças, como as crianças se comportam em famílias sintomáticas, então faremos um inquérito específico”, afirmou o prefeito Bruno Covas (PSDB).

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Em São Paulo, contágio pelo novo coronavírus foi maior entre pardos e pretos

Publicado


source
Prefeitura de SP apresentou resultado da nova fase do novo inquérito sorológico
Governo do Estado de São Paulo

Prefeitura de SP apresentou resultado da nova fase do novo inquérito sorológico

O prefeito Bruno Covas (PSDB) apresentou hoje (28), em entrevista coletiva, os resultados do novo inquérito sorológico realizado na capital paulista. De acordo com o resultado, 11,1%, dos moradores da cidade contraíram o vírus, o que representa mais de 1.320.000 milhão de pessoas . Os pretos e pardos são os mais atingidos: 14,4%.

O levantamento mostra também uma alta de incidência em idosos acima de 65 anos: 13,9%. Outros grupos que também apresentaram maior incidência da doença foram pessoas com o ensino fundamental (16,4%); das classes E, D e C e indivíduos que residem em domicílios com mais de 5 pessoas.

“Na questão de raça e de cor, nós tivemos também, no comparativo das três etapas, na primeira uma incidência maior em pessoas de cor parda e branca, depois tivemos a prevalência em pessoas pardas e pretas, e, agora, novamente, em pessoas com cor parda e preta. Esse números aumentaram neste segmento”, disse o secretário Edson Aparecido.

“O vírus está jogando luz na desigualdade. Os pardos têm 60% mais chance de pegar o vírus na cidade de quem é de cor branca”, declarou o prefeito Bruno Covas.

Segundo o secretário Edson Aparecido, o aumento da prevalência em idosos aponta que que membros da família que saíram para trabalhar podem ter contaminado os idosos que ficaram em casa.

O inquérito divulgado hoje corresponde à 3ª fase do levantamento. Segundo Covas, o inquérito terá uma quarta fase. “Continuará até que possamos ter mais dados para embasar a decisão da prefeitura para a volta às aulas, o impacto da transmissibilidade do vírus feita pelas crianças, como as crianças se comportam em famílias sintomáticas, então faremos um inquérito específico.”

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana