conecte-se conosco

Nacional

Secretário da Pesca diz que pescados do Nordeste ‘não apresentam contaminação’

Publicado

source
Seif ao lado de Bolsonaro arrow-options
Reprodução/redes sociais

Secretário da Pesca declarou em transmissão ao vivo, ao lado de Bolsonaro, que o peixe é um animal inteligente e foge quando vê o óleo.

Os pescados do Nordeste  – que incluem os peixes e os frutos do mar -, não apresentam níveis de contaminação, segundo afirmou o secretário da Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura (MAPA), Jorge Seif .

A declaração foi feita nesta quinta-feira (7), na Câmara dos Deputados, durante a participação em uma audiência formada para debater o incidente ambiental que atingiu o litoral nordestino. 

Os produtos que saem do serviço de inspeção federal são testados e garantidos para consumo, segundo Seif. O secretário afirmou ainda que os protocolos aplicados em testes foram reforçados e que o sistema de inspeção nacional é reconhecido pela seriedade metodológica. 

Leia mais: Manchas de óleo no Nordeste: mineiro piora e é internado após banho de mar

“Até o momento, os pescados recepcionados, sejam peixes ou frutos do mar, não apresentaram níveis de contaminação”, afirmou o secretário, segundo informações apuradas pelo G1.

Leia mais:  Quase 30% das crianças indígenas com menos de 5 anos sofrem de desnutrição

O medo de consumir produtos da região Nordeste após o incidente ambiental é considerado como normal pelo secretário. Mas Seif reforçou que não há contaminação. 

Durante uma transmissão ao vivo, realizada ao lado do presidente Jair Bolsonaro , o secretário disse que “o peixe é um bicho inteligente: quando ele vê uma manta de óleo, ele foge, tem medo. Então você pode consumir seu peixinho sem problema nenhum, lagosta, camarão, tudo. É perfeitamente seguro”, disse. Na contramão, especialistas alertam para o potencial cancerígeno de algumas substâncias presentes no óleo. 

Leia também: Pesquisador contraria secretário de Pesca e diz que peixes são afetados por óleo

O governo está elaborando uma medida provisória para liberar recursos emergenciais para as pessoas que foram afetadas pelo derramamento. O secretário afirmou que a medida deve ser finalizada em novembro e vai atender marisqueiros e catadores de caranguejos.

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Peixe do Nordeste pode ser consumido, segundo estudo do governo

Publicado

source
Nordeste arrow-options
Agência Pública

Depois do incidente, a pescadora Marinalva, de Pernambuco, percebeu que os camarões do mangue ficaram escuros

Um estudo encomendado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento afirma que os pescados do litoral nordestino afetado pelo derramamento de óleo está apto para o consumo humano. O estudo avaliou peixes e lagostas, mas não trouxe mais informações sobre demais frutos do mar.

O laudo da pesquisa aponta que amostras de Pernambuco, Ceará, Bahia e Rio Grande do Norte não contém níveis de contaminação por petróleo que sejam prejudiciais ao consumidor. 

Leia mais: Óleo chega a primeira praia na região Sudeste, diz Marinha

A nota divulgada pelo ministério aponta que a reavaliação dos pescados segue ativa e que resultados atualizados estarão à disposição da população. 

As coletas presentes no estudo foram realizadas nos dias 29 e 30 de outubro em estabelecimentos registrados no Serviço de Inspeção Federal (SIF). O teste buscou 37 diferentes compostos de Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos (HPA), referentes à contaminação por derivados de petróleo

Leia mais:  David Miranda repudia agressão de Augusto Nunes a Glenn: "Covarde e sem ética"

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana