conecte-se conosco


Grande Vitória

Serra inaugura primeiro Ecoponto do Estado

Publicados

em

A Prefeitura da Serra inaugurou nesta terça-feira (21), o primeiro Ecoponto do Estado. A novidade sustentável vai auxiliar moradores com o descarte voluntário de resíduos de vários tipos e tamanhos, além de contar com o Ecoponto Quintal, uma área de lazer e educação ambiental, para se divertir e se conscientizar.

O espaço Ecoponto foi pensado para que o morador possa ter um local ecológico para descartar de forma consciente resíduos, com acesso controlado e organizado com caixas estacionárias separadas e identificadas para cada tipo de resíduo.

Como por exemplo entulho de obras, TVs, micro-ondas, sofás e colchões, lâmpadas, móveis, madeira, óleo de cozinha, pilhas, baterias, restos de poda em geral, pneus, entre outros.

O serviço será completo, além da estrutura para gerenciamento de resíduos, o Ecoponto Quintal também foi inaugurado hoje, uma área de lazer que vai proporcionar diversão com aprendizado. O intuito é que além de promover ações concretas socioambientais, também seja construído diariamente a ideia de que a preservação do meio ambiente depende de ações, atitudes, hábitos, costumes e valores tomadas em prol da sustentabilidade no cotidiano.

O espaço é feito de materiais reaproveitados, e as atividades ofertadas têm viés educativo ambiental que incentiva os usuários a adotar uma postura mais sustentável a respeito do lixo produzido no dia a dia e medidas de preservação do planeta. Uma maneira lúdica de aprender sobre a importância da destinação correta do lixo e os cuidados com o meio ambiente.

Sergio Vidigal, prefeito da Serra, explicou a escolha da localização e ressaltou a gratificação de inaugurar o primeiro EcoPonto do Estado em uma área que até então era conhecida por ter pontos inapropriados para descartes de resíduos.

“Vila de Colares agora será conhecida pelo primeiro lugar no estado a ser referência de descarte eficiente de resíduos, com uma estrutura moderna, que recicla e orienta diariamente hábitos que precisamos ter para cuidar do nosso planeta”.

O secretário de Serviços da Serra, Enio Bergoli, esteve presente para inauguração e explicou as vantagens das duas ações, reciclar e disciplinar juntas em prol de um bem comum.

“O Ecoponto que inauguramos na Serra tem como intuito principal, reduzir significativamente o volume de lixo e aumentar a quantidade de materiais que geram valor, por meio do reuso e da reciclagem. Será um trabalho em conjunto com a população e a comunidade escolar, que receberá constante orientação sobre descarte e destinação de resíduos, além da educação ambiental”, ressaltou.

Moradora a 32 anos de Vila Nova de Colares, Carla Paloma foi prestigiar a inauguração do Ecoponto e disse estar feliz com as mudanças para melhorar o bairro.

“É gratificante ver esse espaço bacana, com um objetivo de preservar o meio ambiente e lazer que as crianças podem brincar em segurança e aprender, pensando no futuro.

Serviços

Localização:Rua Floriano Peixoto, s/nº, no bairro Vila Nova de Colares.

Horário:Segunda a Sábado, das 6 às 18 horas

Tipos de resíduos

Caixas estacionárias individuais para o descarte de podas, móveis e madeiras; entulho da construção civil até 1,5m³ (quinze sacos de rafe), eletroeletrônicos e pneus.

Contêineres para lâmpadas, pilhas e baterias, bem como materiais recicláveis.

Bombona para óleo de cozinha.

O serviço é gratuito e disponível para toda a população.

Comentários Facebook
Propaganda

Grande Vitória

Experimentos estimulam o interesse de alunos por fazer Ciência

Publicados

em

Por

A partir da elaboração de hipóteses, da execução de experiências e do registro e da análise de resultados, estudantes do 5º ano conhecem o processo científico - Fotos: Divulgação

Qual substância que misturada com a água conduz melhor a eletricidade? Essas e outras hipóteses estão sendo levantadas, testadas e analisadas por alunos do 5º ano do Ensino Fundamental do Centro Educacional Leonardo da Vinci com a intenção de despertar neles o desejo por fazer Ciência.

De acordo com o coordenador do Ensino Fundamental I, Alexandre Zanotelli, a iniciativa, que está sendo chamada de Feira de Ciências, vai muito além de executar um experimento já descrito em livros ou na internet.

“Os alunos receberam uma lista com perguntas e escolheram com qual cada um iria trabalhar. A partir daí, eles elaboraram hipóteses para responder à questão escolhida e pensaram em que tipo de experimento deveriam fazer para testar as hipóteses, apontando os materiais necessários. Depois realizaram os testes e registraram os resultados. Nas próximas semanas, eles vão produzir gráficos, fazer comparações e analisar se as hipóteses foram comprovadas ou não”, explica Alexandre.

O objetivo, segundo o coordenador, é apresentar o passo a passo do processo científico, colocando, entretanto, o aluno como protagonista de todo o procedimento. “Queremos mostrar como a Ciência é feita, que ela não é um produto pronto e acabado, mas construído ao longo do tempo e alterado de acordo com as novas descobertas. O fato de algumas hipóteses serem confirmadas e outras não é intencional para mostrar que é uma construção”, esclarece o coordenador.

Para isso, Alexandre garante que o segredo é lançar mão de algo já natural nas crianças. “Exploramos a curiosidade delas e a levamos a um nível organizado e estruturado, que é o que embasa o processo científico”, finaliza Alexandre.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana