conecte-se conosco


Estado

Sesa implanta Sistema de Gestão Acadêmica

Publicados

em


A Secretaria da Saúde (Sesa), por meio do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi), está implantando o Sistema de Gestão Acadêmica (SGA). O sistema automatizado tem como objetivo fortalecer a estrutura tecnológica da gestão da Educação em Saúde e da gestão da Inovação em Saúde da Sesa, sob a responsabilidade do ICEPi, com modernização, agilidade e acesso às informações em tempo real.

O Sistema de Gestão Acadêmica é um sistema tecnológico desenvolvido com a finalidade de gerenciar e controlar as ações de qualificação, formação e educação permanente do Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado.

Para a instituição do sistema, o ICEPi conta com o apoio científico e tecnológico do Laboratório de Inovação em Saúde (Lais), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), e da Escola de Saúde Pública do Paraná (ESPP), na discussão, desenho, implantação e treinamento para a utilização do sistema.

De acordo com o gerente de Ensino do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde, Luiz Cláudio Silva, o treinamento para uso do Sistema de Gestão Acadêmica teve início nessa quinta-feira (21), na Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp), para as equipes administrativas da Secretaria Acadêmica do ICEPi. Em seguida, será para os supervisores do Programa de Qualificação da Atenção Primária à Saúde (Qualifica-APS), para as equipes de preceptores, tutores e docentes do Programa em Residência em Saúde e também para uso dos demais projetos do ICEPi.

“Todas as áreas da Sesa que desenvolvem programas de qualificação e capacitação serão beneficiadas com o acesso ao Sistema de Gestão Acadêmica. A nossa expectativa é de que até março todos estejam aptos a utilizarem o sistema”, informou Luiz Cláudio Silva.

Benefícios do uso do Sistema de Gestão Acadêmica (SGA)

– Automatização dos processos internos do Instituto Capixaba de Ensino Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi), facilitando o monitoramento e a avaliação do dia a dia acadêmico;

– Melhoria dos serviços de atendimento aos servidores e à sociedade capixaba;

– Redução dos custos operacionais, já que substitui fluxos impressos e manuais por funções automáticas;

– Agilidade na comunicação, padronização e automação dos processos e minimização de erros e perdas de informações no que se refere à gestão acadêmica;

– Monitoramento e avaliação, com indicadores e gráficos mostrando o desempenho de cada qualificação, formação e educação permanente oferecidas;

– Gerenciamento escolar: inscrição, acompanhamento e certificação das qualificações, formações e educações permanente;

– Compartilhamento de conhecimento e experiências dos profissionais envolvidos neste projeto e os interessados, entre outros.

ICEPi

O Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi) é responsável pela gestão da Educação em Saúde e da gestão da Inovação em Saúde da Secretaria da Saúde (Sesa). Com ele, a Sesa passa a investir de maneira robusta na qualificação e modernização das práticas de cuidado da rede própria e no apoio aos municípios, criando um amplo movimento de formação de serviço de Médicos de Família e Comunidade, de especialistas em saúde, e projetos de Inovação em Saúde.

O Instituto tem como objetivo reestruturar e fortalecer as gestões estaduais e municipais que compõe o Sistema Único de Saúde (SUS), atuando na resolução e na qualificação do cuidado em saúde, para ampliar o acesso da população. Um dos pilares do ICEPi é a Educação Popular em Saúde.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sesa
Syria Luppi / Kárita Iana / Paula Lima / Luciana Almeida / Thaísa Côrtes / Danielly Schulthais
[email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Propaganda

Estado

Serra é o primeiro município da Grande Vitória a aderir ao Programa Agenda Mulher

Publicados

em

 

A Prefeitura Municipal da Serra firmou, junto ao Governo do Estado, o termo de adesão ao Programa Agenda Mulher, nesta terça-feira (02). A solenidade contou com a participação da vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes, e do prefeito da Serra, Sérgio Vidigal.

Jacqueline Moraes explicou que o objetivo do programa é tirar mulheres da invisibilidade e criar condições mais igualitárias na sociedade. “O Programa Agenda Mulher é coordenado pela Vice-Governadoria, mas é transversal, buscando em toda a estrutura do Governo do Estado ações que valorizam o empreendedorismo feminino como primeiro passo para que mais e mais mulheres se dediquem a essa atividade e transformem não só a sua realidade, mas também a de muitas pessoas ao seu redor”.

O prefeito Sergio Vidigal destacou a necessidade de fortalecimento de políticas públicas para mulheres. “O Brasil tem uma história triste de opressão da mulher. Temos que fortalecer as oportunidades para reabrir os caminhos paras as mulheres”, afirmou.

Também presente à solenidade, a secretária de Políticas Públicas para as Mulheres da Serra, Gracimeri Gaviorno, falou sobre as agendas do município voltadas para as mulheres: “é preciso entender a importância do olhar feminino nas decisões públicas. Então, vamos fazer uma agenda nesse sentido, além de abordar as questões do empreendedorismo, da saúde, principalmente da mulher trans, além do desenvolvimento através do esporte. É um diálogo intersetorial”, disse.

Agenda Mulher

O programa Agenda Mulher tem o objetivo de empoderar e dar visibilidade às mulheres, por meio do empreendedorismo, oferecendo e customizando cursos que incluem qualificações diversificadas e até mesmo ferramentas emocionais, envolvendo diversas áreas do Governo do Estado e instituições parceiras. Durante o ano de 2020, foram desenvolvidos 22 projetos por meio do Agenda Mulher, entre os quais, destacam-se:

  • “Elas no Campo e na Pesca”, desenvolvido pela Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), beneficiou mais de 2.000 mulheres com atendimentos, reuniões e visitas técnicas;
  • “Corte de Lovelace”, desenvolvido pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (IFES), certificou 50 meninas, residentes em bairros atendidos pelo Programa Estado Presente em Defesa da Vida, em programação e robótica;
  • Parceria Ela Pode/IRME (Instituto Rede Mulher Empreendedora) capacitou mais de 2.000 mulheres em 16 municípios do Estado;
  • “Oficinas Pense Grande” realizou 175 edições distribuídas em 125 escolas qualificando, ao todo, 5.600 jovens fomentando a cultura do empreendedorismo de impacto social;
  • “Delas”, promovido pela Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e Empreendedorismo (Aderes), levou cursos de capacitação para mais de 1.300 mulheres microempreendedoras e empreendedoras individuais;
  • “Qualificar Mulher ES”, desenvolvido pela Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Trabalho (Secti), oferece diversos cursos de qualificação profissional e teve mais de 8.600 inscritas na modalidade presencial e 25.000 inscritas na modalidade on-line.
  • Em parceria com a Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp), a qualificação “Gestão Estratégia de Pessoas” treinou servidores dentro do mapeamento de perfil e elaboração do Plano de Desenvolvimento Individual, curso de autoliderança e mentorias individuais.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana