conecte-se conosco

Nacional

Sobreviventes da queda de monomotor em SC recebem alta

Publicado

 

 

Monomotor
Divulgação/Corpo de Bombeiros

Monomotor caiu no centro da cidade, atingindo casas e assustando transeuntes

Os dois ocupantes do avião monomotor que caiu na cidade de Guabiruba, em Santa Catarina, no último sábado (25), tiveram alta hoje. Eles estavam internados no Hospital Azambuja, em Brusque.

De acordo com a unidade de saúde, nenhum dos dois precisou passar por cirurgias depois do acidente. O piloto, Fábio Juliano Reis, recebeu alta às 10h e Alessandro Cunhago às 12h.

A aeronave caiu por volta das 10h30 de sábado e o acidente foi captado pelas câmeras de segurança de uma casa. O avião bate em um muro durante a queda. Segundo os bombeiros, a rua foi liberada por volta das 22h e os destroços da aeronave foram enviados ao aeródromo de Brusque.

As autoridades suspeitam que tenha ocorrido uma pane no motor do avião. Segundo o irmão do piloto, a dupla tentou fazer um pouso de emergência na estrada mas acabou atingindo um fio da rede elétrica da cidade.

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Bolsonaro é denunciado mais uma vez em Haia por descaso com pandemia

Publicado


source
Jair Bolsonaro publicou foto em seu Twitter
Foto: Reprodução/Internet

Jair Bolsonaro publicou foto em seu Twitter


O presidente Jair Bolsonaro foi mais uma vez denunciado ao Tribunal Penal Internacional, de Haia, por crimes contra a humanidade. A denúncia, desta vez, é pela  maneira com que ele vem enfrentando a pandemia da Covid-19 no Brasil, segundo informações do UOL. Protocolada na noite deste domingo (26), a iniciativa está sendo liderada por uma coalizão que representa mais de um milhão de trabalhadores da saúde no Brasil e e sendo apoiada por entidades internacionais.

A Rede Sindical Brasileira UNISaúde acusa o presidente de “falhas graves e mortais” na condução da resposta à pandemia de Covid-19. “No entendimento da coalizão, há indícios de que Bolsonaro tenha cometido crime contra a humanidade durante sua gestão frente à pandemia, ao adotar  ações negligentes e irresponsáveis, que contribuíram para as mais de 80 mil mortes pela doença no país”, destacam.

No documento de 64 páginas, representados por sindicatos, os profissionais da saúde consideram que existe “dolo” e “intenção na postura do presidente, quando adota medidas que ferem os direitos humanos e desprotegem a população, colocando-a em situação de risco em larga escala, especialmente os grupos étnicos vulneráveis”.

“É urgente a abertura de procedimento investigatório junto a esse Tribunal Penal Internacional, para evitar que dos 210 milhões de brasileiros, uma parcela possa se salvar das consequências desastrosas dos atos irresponsáveis do senhor Presidente da República”, apontam no texto.

Vale lembrar que Bolsonaro já foi alvo de uma outra denúncia no mesmo tribunal,  envolvendo a situação dos indígenas. Na ocasião, a acusação era de risco de genocídio.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana