conecte-se conosco


Polícia

Suspeita de matar filha bebê pode ter cometido crime somente para se vingar do pai da menina

A Polícia Civil investiga se uma dona de casa matou a filha de 1 ano para se vingar do ex-marido, pai do bebê, por não querer reatar o casamento com ela. A vítima foi encontra da carbonizada e com fissuras nos ossos dentro de uma banheira de plástico e sob entulhos, nesta quinta-feira (21), na casa […]

Publicados

em

A Polícia Civil investiga se uma dona de casa matou a filha de 1 ano para se vingar do ex-marido, pai do bebê, por não querer reatar o casamento com ela. A vítima foi encontra da carbonizada e com fissuras nos ossos dentro de uma banheira de plástico e sob entulhos, nesta quinta-feira (21), na casa em que morava no Parque Santa Rita, em Goiânia.

A mãe foi presa e negou ter cometido o crime em depoimento à Polícia Civil. Conforme a corporação, a mulher disse que foi dopada e que a filha foi vítima de magia negra feita pelo pai do bebê. A investigada também declarou que acordou com o fogão ligado e não viu nada.

A mãe da presa disse que ela passa por tratamento psiquiátrico. “Minha filha é uma boa pessoa. Ela é vendedora e trabalha de domingo a domingo. Ela começou a ter crise a dois anos. É triste, mas ela é inocente. Sempre cuidou muito bem dos filhos”, disse a mãe da presa, que preferiu não ter a identidade divulgada.

De acordo com a Polícia Civil, a presa e o ex-marido, pai da neném morta, foram casados por 12 anos, mas se separam há 2.

“Existe a versão de que ela quis a separação e que isso foi consensual na época. Quando foram formalizar ela quis voltar com o ex-marido e ele não aceitou. Existe uma hipótese de o crime ter sido por vingança ao pai da criança, mas isso ainda vai ser investigado”, disse a delegada Caroline Paim.

Ainda segundo a investigadora, existe a suspeita de que o filho mais velho, de 12 anos, estaria dopado. O adolescente tem sinais de agressão na cabeça e disse que só falaria com a delegada se não visse a mãe.

“Ele contou que estava na casa e que acordou muito assustado, pois estava dormindo desde segunda-feira (18), depois de tomar um copo d’água dado pela mãe. Ele contou que acordou sendo arrastado [pela mãe], conseguiu sair da casa e foi até uma vizinha, onde comeu”, completou a delegada.

A mãe foi indiciada por homicídio e vai ser encaminhada esta noite para o Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital.

O filho mais velho passou por atendimento em uma unidade de saúde e depois passou por exames psicológicos no Instituto Médico Legal (IML). Ele também está aos cuidados de parentes, conforme o Conselho Tutelar. As informações são do G1.

Comentários Facebook
Propaganda

Polícia

Força Tática do 4º BPM apreende drogas e detém suspeitos em Vila Velha

Publicados

em

Na noite de ontem (23), durante patrulhamento das equipes de Força Tática do 4º batalhão foram apreendidas drogas, no bairro Glória em Vila Velha. Os militares foram acionados pela Seção de Inteligência para averiguar uma situação de tráfico de entorpecente.

No local informado, um homem foi abordado e com ele localizadas 31 buchas de maconha. O homem assumiu que pegou as drogas com outra pessoa pra comercializar, o que gerou diligências complementares por parte da equipe para tentar achar mais drogas na região.

Posteriormente, um suspeito foi abordado na rua Agenor Barbato, também na Glória, onde foi localizada outra quantidade de drogas. Após consultar seu nome no sistema, foi constatado que havia dois mandados de prisão em aberto contra ele, sendo um pelo crime de homicídio e outro por tráfico de drogas.

No mesmo local, outra pessoa foi abordada com um pedaço de maconha, que relatou ter comprado do homem que havia sido abordado anteriormente.

Os três abordados e o material, sendo R$ 1.226,00 em espécie, duas balanças de precisão, quatro aparelhos celulares, 32 tabletes de maconha, 31 buchas de maconha, foram encaminhados ao DPJ de Vila Velha.

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da PMES:
Tenente-coronel GASTÃO DOS SANTOS ALVES JÚNIOR
Tels. (27) 3636-8717 / 3636-8718
E-mail: [email protected]

Subseção de Jornalismo PMES:
Tel. (27) 3636-8715
E-mail: [email protected]

Fonte: PM ES

Comentários Facebook

Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana