conecte-se conosco

Polícia

Suspeito de ser um dos principais fornecedores de armas da Grande Vitória é preso

Publicado

 

.

A equipe da Delegacia Especializada de Armas, Munições e Explosivos (Desarme) prendeu, nessa quinta-feira (30), um homem de 41 anos, apontado como um dos maiores fornecedores de armas de grosso calibre para a Grande Vitória. A operação foi integrada com a Superintendência de Inteligência e Ações Estratégicas (Siae), Serviço de inteligência do 7º Batalhão da Polícia Militar (PMES) e do Ministério Público (MPES) que cumpriu três mandados de prisão e oito mandados de busca e apreensão. A prisão aconteceu em uma residência de luxo em Santa Mônica, Vila Velha.

Segundo o titular da Desarme, delegado Christhian Waichert, os policiais cumpriram o mandado de busca e apreensão na casa do detido onde foi apreendido uma pistola calibre 380 e R$ 20 mil, em espécie. “Ele foi preso pela equipe da Desarme há, aproximadamente, três meses, com uma arma de fogo. Novamente cumprimos um mandado de busca e apreensão e encontramos mais armas com ele. Isso demonstra que ele tem facilidade em conseguir essas armas”, disse.

Além do cumprimento de mandado de prisão preventiva, ele foi autuado em flagrante delito por posse ilegal de arma de fogo. “As investigações mostraram que ele trazia esse armamento de outros Estados para o Espírito Santo. Ele é apontado como um dos maiores fornecedores de armas do Estado e tinha como público alvo traficantes da Grande Vitória”, afirmou Christhian Waichert.

O detido também tem envolvimento no trafico de drogas na Serra e em Cariacica. “ Por ser  considerado um dos maiores fornecedores de arma do Estado acreditamos que, a partir da prisão dele, acabamos com uma linha de venda de arma. As investigações continuam para saber se ele tem mais arma e o caminho que ele usa para trazer  essas armas para o Estado”, destacou o responsável  pelo caso.

No decorrer das buscas, os policiais receberam informações anônimas de que um veículo teria abandonado uma sacola com armas de fogo na  Rodovia do Contorno, em Cariacica. “Fomos ao local e encontramos um fuzil calibre 556 e um kit Roni com uma pistola calibre .40 adaptada para efetuar disparos em rajadas como uma submetralhadora”, disse o delegado.

Um homem de 31 anos também foi preso em flagrante, no bairro Guaranhuns em Vila Velha. “Com ele foram encontrados um revólver calibre 38 especial e 750 pontos de LSD, o que nos leva a crer que ele também teria envolvimento com o tráfico de drogas. Os dois suspeitos pertenciam a uma mesma organização criminosa. Durante a operação, dois simulacros também foram apreendidos”, relatou o titular da Desarme.

Também nessa operação, os policiais cumpriram um mandado de busca e apreensão na casa de um jovem de 19 anos onde foi encontrada pequena quantidade de munições. “No momento da abordagem, ele conseguiu desligar o computador e se negou a dar mais detalhes, o que leva a crer que ele tem envolvimento com a organização criminosa. Por enquanto, ele foi autuado em flagrante,  por portar as munições, pagou fiança e por enquanto, responderá o processo em liberdade”, disse o delegado.

O trabalho de investigações continuará para apurar a origem desse armamento. “São armas caras, de difícil acesso e que eram utilizadas pelos detidos para ostentar nas redes sociais e demonstrar poder. O Inquérito está em andamento e, em breve, será concluído”, relatou o responsável pelo caso.

Os suspeitos de foram encaminhados ao Centro de Triagem de Viana (CTV) e permanecem à disposição da Justiça.

Fonte: Polícia Civil ES

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

BPMA apreende arma de fogo e animais silvestres durante fiscalizações pelo Estado

Publicado

 

.

Na manhã da última quinta-feira (30), policiais Batalhão da Polícia Militar Ambiental – BPMA durante fiscalização de denúncia em Córrego da Concordia, distrito de Piaçú, município de Muniz Freire, detiveram um homem com espingarda de carregamento manual, juntamente com um estojo de espoletas e um recipiente com pólvora. Ainda no local, foi encontrado um pássaro silvestre conhecido como “catatau” mantido em cativeiro em uma gaiola de madeira. O responsável foi conduzido juntamente com os materiais apreendidos até a delegacia de Muniz Freire e apresentado para autoridade policial competente para providências cabíveis.

Ainda na área de atuação da 4ªCia/BPMA, na última quarta-feira (29), policiais constataram a degradação de uma área de 2.799 m² de vegetação nativa da Mata Atlântica na região de Córrego do Perdido, zona rural de Ibatiba. As árvores derrubadas possuíam diâmetro de tronco entre 10 e 50 cm. Um homem de 30 anos foi responsabilizado pelo fato e vai responder por “impedir ou dificultar a regeneração natural de florestas e demais formas de vegetação”.

Já na região de Ibatiba, também na quarta-feira (29), militares do BPMA flagraram em uma residência na localidade de Água Limpa, diversas gaiolas de madeira, sendo constatados nove pássaros silvestres mantidos em cativeiro de forma irregular. Entre eles estavam cinco “trinca-ferros”, um “bigodinho”, um “coleiro”, um “tico-tico” e um “catatau”, este último considerado animal em risco de extinção. Foram apreendidas ainda quatro armadilhas para captura de pássaros: dois alçapões e duas redes batedeiras.  Uma pessoa foi responsabilizada pelo crime de ter em cativeiro pássaros da fauna silvestre sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente.

Neste mesmo dia, houve ainda duas ocorrências do BPMA envolvendo pássaros silvestres. Uma ao norte do estado, no município de Linhares/ES, onde policiais da 2ªCia/BPMA apreenderam 11 pássaros silvestres, sendo oito “coleiros”, uma “jandaia”, um “gaturamo” e um “papagaio”. Todo material apreendido foi encaminhado ao CEREIAS – Centro de Reintrodução de Animais Silvestres, em Aracruz, onde passarão por tratamento e posteriormente serão devolvidos a natureza. Foram lavrados cinco termos circunstanciados em desfavor dos responsáveis para que sejam tomadas as medidas judiciais cabíveis. A outra ocorrência foi na Grande Vitória, no município da Serra, onde os policias da 1ªCia/BPMA, durante patrulhamento pelo bairro porto Canoa, apreenderam 11 pássaros silvestres, dentre estes sete “coleiros”, mantidos em cativeiro sem autorização do órgão competente. Foram lavrados quatro termos circunstanciados em favor dos responsáveis nessa ocasião.

O BPMA adverte que manter animais silvestres em cativeiro sem a devida autorização dos órgãos competentes é crime, previsto no artigo 29 da lei de crimes ambientais (9605/98). Qualquer denúncia de crime ambiental pode ser feita através do número 181, ou pelo site https://disquedenuncia181.es.gov.br/.

Fonte: PM ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana