conecte-se conosco


Polícia

Teve um surto! Mulher esfaqueia cunhado, corre atrás do marido com faca e ainda agride PM

Uma mulher de 23 anos foi presa na noite desse sábado (23), em Rondonópolis (200 km de Cuiabá), após esfaquear o cunhado, ser flagrada por um policial militar correndo atrás do marido com a faca na mão e o ameaçando de morte e, supostamente, agredir o oficial. De acordo com boletim de ocorrência, o policial […]

Publicados

em

Uma mulher de 23 anos foi presa na noite desse sábado (23), em Rondonópolis (200 km de Cuiabá), após esfaquear o cunhado, ser flagrada por um policial militar correndo atrás do marido com a faca na mão e o ameaçando de morte e, supostamente, agredir o oficial.

De acordo com boletim de ocorrência, o policial estava indo para casa depois do serviço quando viu a mulher perseguindo a vítima. O oficial teria ordenado que ela parasse, mas a acusada teria passado a agredi-lo com socos e chutes.

Sendo assim, conforme o registro, o policial deu um golpe na testa da mulher, que teria sido contida por familiares.

O cunhado deu entrada numa Unidade de Pronto Atendimento (UPA) com um ferimento no braço.

A Polícia Civil vai investigar o caso.

Comentários Facebook
Propaganda

Polícia

PCES prende homem suspeito de agredir esposa na frente da filha em Nova Venécia

Publicados

em

Por

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) de Nova Venécia, realizou, nesta sexta-feira (24), uma operação policial com o objetivo de cumprir um mandado de prisão preventiva em desfavor de um homem de 42 anos, suspeito de agredir a companheira, de 26 anos. O acusado foi encontrado no bairro Rúbia, em Nova Venécia, onde foi detido pelas equipes da Polícia Civil.

O mandado de prisão preventiva foi expedido após uma ocorrência de violência doméstica, datada no dia 18 de junho de 2022, em que o suspeito teria espancado e, posteriormente, tentado atropelar a companheira de 26 anos enquanto empreendia fuga do local do crime. O homem agrediu a esposa na frente da filha do casal, e só cessou as agressões quando os vizinhos começaram a gritar.

“No dia do ocorrido, equipes da Polícia Militar tentaram localizar o suspeito, mas este não pôde ser encontrado naquele momento. Diante disso, as equipes da Polícia Civil tomaram ciência dos fatos e iniciaram as investigações para chegar até o suspeito. Durante o andamento do inquérito policial, também foi descoberto que o suspeito seria reincidente no crime de violência doméstica, com registro de ocorrência feito pela mesma vítima no ano de 2018”, disse o delegado Douglas Trevizani Sperandio, da Delegacia Regional de Nova Venécia

O suspeito foi conduzido até a 17ª Delegacia Regional de Nova Venécia, onde posteriormente foi encaminhado até o sistema prisional. Ele permanecerá à disposição da Justiça.

O que fazer em casos de violência doméstica?

O delegado Douglas Trevizani Sperandio, da Delegacia Regional de Nova Venécia, orienta as mulheres que forem vítimas de violência doméstica e familiar, ou que vivam um relacionamento abusivo, que denunciem o caso à Polícia.  “Orientamos que as vítimas procurem a delegacia para registrar o boletim de ocorrência, para que os autores dos fatos sejam devidamente investigados e responsabilizados por seus atos. Além disso, se o agressor estiver cometendo o crime naquele momento, a Polícia Militar deve ser acionada por meio do 190”, disse.

Vale ressaltar que as denúncias sobre casos de violência doméstica e familiar também podem ser feitas por meios do Disque-Denúncia 181 e do Disque 180 que é a central de atendimento à mulher do Governo Federal.

Comentários Facebook

Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana