conecte-se conosco

Nacional

Tratamento da água com carvão ativado no Rio começa na semana que vem

Publicado

source
Torneira caindo gota de água arrow-options
Agência Brasil/EBC

Equipamento para tratar a água será montado imediatamente

A Companhia Estadual de Águas e Esgotos ( Cedae ) informou nesta segunda-feira (13) que o carvão ativado pulverizado que será aplicado no início do tratamento da água distribuída pelo Reservatório do Guandu a grande parte da população do Rio de Janeiro passará a ser empregado a partir da próxima semana.

Segundo a companhia, o produto e o equipamento para sua aplicação foram comprados na sexta-feira (10). “O carvão chegará até esta quarta-feira (15), e o prazo de entrega do equipamento que fará a aplicação é até este fim de semana”, diz, em nota, a Cedae. De acordo com a companhia, o equipamento será montado imediatamente e passará a ser utilizado no início da próxima semana.

Leia também: Crivella vai proibir desfile de dois megablocos no mesmo dia no Rio

Na quinta-feira (9), a Cedae informou que vai adotar em caráter permanente a aplicação de carvão ativado. A medida será adotada pela companhia de distribuição de água para reter a substância geosmina, que tem causado cheiro forte turbidez na água distribuída. A iniciativa da Cedae veio depois que consumidores de vários bairros da capital e da Baixada Fluminense reclamaram da cor turva e do cheiro forte da água servida à população.

A empresa voltou a destacar que a geosmina, uma substância orgânica produzida por algas, não apresenta risco à saúde. “A substância não oferece riscos à saúde, mas altera o gosto e o cheiro da água. O fenômeno natural e raro de aumento de algas em mananciais, em função de variações de temperatura, luminosidade e índice pluviométrico, causa o aumento da presença desse composto orgânico, levando a água a apresentar gosto e cheiro de terra.”

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Jovem fica em coma após ser picado por cobra naja de estimação

Publicado


source
naja
WIKICOMMONs/REPRODUÇÃO

O réptil foi localizado na noite desta quarta-feira (08)


O estudante de veterinária Pedro Henrique Santos Krambeck Lehmkul, 22 anos, entrou em coma induzido após ser picado por uma cobra naja que seria de estimação. O incidente aconteceu na última terça-feira (08), em Brasília.


O rapaz sendo tratado com soro vindo do Instituto Butantan, de São Paulo, especializado nesse tipo de caso. Em estado considerado grave , Pedro está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Maria Auxiliadora.

Segundo o Batalhão de Polícia Militar Ambiental do Distrito Federal (BPMA), é possível que o animal tenha criado ilegalmente na casa do rapaz. 

De acordo com o UOL, a família não quis entregar a cobra aos policiais. Mas a serpente foi encontrada às 19h desta quarta, dentro de uma caixa colocada ao lado de um shopping da cidade. 

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana