conecte-se conosco

Nacional

Três pessoas são baleadas na Região Metropolitana do Rio em menos de 10 horas

Publicado

source
Pessoa segurando arma arrow-options
Fotos públicas/reprodução

Imagem ilustrativa



Por | Thuany Dossares, do O Dia.

Três pessoas foram baleadas em assaltos na Região Metropolitana do Rio, em um período de menos de dez horas, entre a tarde e a noite de terça-feira. Uma das vítimas, um policial militar, morreu.

O cabo Leandro Jorge Cardoso Salomão, de 31 anos, estava de moto quando foi abordado por bandidos na Rua 24 de Maio, no bairro do Engenho Novo, Zona Norte do Rio, por volta das 20h. Segundo a Polícia Militar, o agente não estava armado e tentou fugir do local, na altura da estação Silva Freire da SuperVia, e os criminosos atiraram contra ele. O PM foi atingido nas costas e morreu na hora.

Leia também: Rio é a cidade do Brasil em que se perde mais tempo no transporte público

Leandro foi o primeiro agente de segurança pública assassinado no Rio de Janeiro em 2020. Ele estava na corporação desde 2012, era casado e deixa uma filha.

O Disque Denúncia divulgou um cartaz pedindo informações que ajudem a polícia a identificar os envolvidos no crime.

Leia mais:  Governo cria grupo para atuação imediata em situações de desastres

As outras duas vítimas foram baleadas em São Gonçalo: o empresário Paulo Alves Cardoso, de 67 anos, e uma senhora, que não teve o nome revelado. A idosa foi atingida na perna, no bairro Coelho.

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Policial de folga saca arma durante discussão e agride motoboy no DF

Publicado

source

IstoÉ

Policial sacou arma enquanto discutia com motoboy arrow-options
Reprodução

Policial sacou arma enquanto discutia com motoboy


Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um policial militar agredindo um motoboy  após desentendimento. O incidente aconteceu no útlimo domingo (19), em frente ao prédio de um condomínio na região de Taguatinga, em Brasília. No vídeo, o entregador  se recusa a retirar sua moto da porta do edifício e é agredido.

Morador do prédio, o policial , que não estava a serviço no instante da discussão, exigiu que o entregador tirasse a moto, por conta do local ser uma área particular. Em dado momento mais acalorado do vídeo, o policial intima o motoqueiro para briga.

Após o entregador tentar filmar a ação com seu celular, o policial empurra o motoboy que estava sentado e tira a arma do bolso e manda, “Tira essa moto daqui”, disse o agente de segurança.

Leia também: Polícia paulista prende homem procurado por roubos a banco no Nordeste

Indignado com o tratamento, o entregador relata em um vídeo feito por ele que só estava ali para entregar uma encomenda, mas que estava sendo ofendido.

Leia mais:  "Pode tirar o cavalo da chuva", diz Major Olímpio sobre chapa com Covas e Joice

” A portaria desse prédio está me tratando mal. O policial ali (aponta para o PM) chegou me batendo, arrastando um revólver e dizendo que era um bosta, que sou um lixo”, afirmou no vídeo divulgado pelo Correio Braziliense.

“Atitude suspeita”

A Policia Militar do Distrito Federal relatou em nota oficial que foi chamada pelo próprio policial e pelo síndico do prédio “devido à atitude agressiva e suspeita de um homem que, segundo eles, estava com um volume na cintura em frente ao prédio. Tratava-se de um entregador que já havia finalizado seu serviço e se recusava a ir embora e retirar sua motocicleta da entrada do edifício, local impróprio para estacionamento”.

A nota ainda explica que a polícia vai analisar o caso e que o entregador possui várias passagens pela polícia. O registro da ocorrência foi feito pelo próprio policial, na 12ª Delegacia de Polícia, em Taquaritinga. O motoboy também prestou depoimento na delegacia, além de testemunhas envolvidas no ocorrido.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana