conecte-se conosco


Estado

Últimos dias para concorrer a uma vaga de Agente Local de Inovação

Publicados

em

O encerramento do edital é no dia 29 de junho. O Sebrae/ES vai selecionar 50 vagas imediatas

Esta é a última oportunidade para que pessoas interessadas em participarem deste edital de Agente Local de Inovação concorram a uma vaga, com bolsas de até R$ 5 mil. Ao todo, são 50 vagas imediatas para atuarem junto a micro e pequenas empresas nas áreas de Produtividade, Transformação Digital, Rural, e na articulação e apoio dos Ecossistemas de Inovação e Indicação Geográfica.

O Natan Sarria, atuou como ALI de Produtividade em 2021 e compartilha a experiência de assumir esta função. “O ALI é o responsável por aplicar uma metodologia que tem como objetivo melhorar a produtividade das empresas e reduzir o custo delas. Então essas micro e pequenas empresas que buscam se destacar no mercado terão vocês com um ponto de apoio responsável por organizar as atividades desses gestores que acabarem se inscrevendo no programa”, conta.

Segundo ele, esta é uma oportunidade de fortalecer o networking e ampliar a rede de conhecimentos. “Eu entendo que o maior benefício, além da bolsa, é o contato com essas empresas e a compreensão das reais necessidades e problemas desses pequenos empreendimentos. Então, para quem quer empreender ou expandir sua rede de contatos, vale a pena aproveitar essa oportunidade”, orienta o ex ALI.

As inscrições ficam abertas até o dia 29 de junho. Para se inscrever, basta acessar: bit.ly/ALI_2022. No mesmo link, o candidato pode ter acesso a todas as informações do edital. As capacitações começam logo após a seleção dos agentes.

Vagas

Ao todo, são 50 vagas imediatas para Agentes Locais de Inovação (ALI), sendo 10 delas para graduandos, com remuneração de até R$ 1.500 mil, e as demais para profissionais com ensino superior completo e pelo menos 6 meses de experiência na área desejada, com remuneração de até R$ 5 mil. Além disso, também serão selecionadas outras 113 vagas para cadastro de reserva.

“Esta é a primeira vez que novas áreas de atuação, além da produtividade, são inseridas em processos seletivos de Agentes Locais de Inovação para o Espírito Santo. Os profissionais selecionados vão atuar em diferentes regiões do estado e alguns dos projetos têm como objetivo serem facilitadores da implantação da inovação nos pequenos negócios atendidos, e outros têm objetivo de apoiar os ecossistemas de inovação e o desenvolvimento das Indicações Geográficas selecionadas”, ressalta a analista do Sebrae/ES, Carine Thomazi.

Seleção

Os candidatos à ALI passarão por três etapas de seleção: avaliação de conhecimento, análise curricular e documental e avaliação de habilidades e perfil. Todo o processo acontecerá de maneira remota.

Os agentes selecionados para vagas imediatas, se tornarão bolsistas do Sebrae, serão capacitados e atuarão em campo, acompanhando um conjunto de empresas com a função de propor melhorias e oferecer respostas às demandas do negócio.

Programa Agentes Locais de Inovação

O programa Agente Local de Inovação (ALI) é uma iniciativa do Sebrae que tem o objetivo de promover a prática continuada de ações de inovação junto às micro e pequenas empresas, por meio de orientação proativa, gratuita e personalizada.

Comentários Facebook

Estado

Recursos da Lei Paulo Gustavo para setor cultural capixaba serão discutidos em Vitória nesta terça (16)

Publicados

em

Por

Evento acontece nesta terça-feira (16), na Casa da Música Sônia Cabral, no Centro de Vitória, a partir das 18h30. Estão previstos cerca de R$ 40 milhões de repasse ao Estado e R$ 35 milhões para os 78 municípios.

A Lei Paulo Gustavo vai destinar R$ 75 milhões ao fomento do setor cultural capixaba. Para apresentar e debater os impactos, benefícios e oportunidades dos recursos no Estado, a equipe da Secretaria da Cultura (Secult) realiza um encontro aberto ao público, que acontece nesta terça-feira (16), às 18h30, na Casa da Música Sônia Cabral, localizada no Centro de Vitória.

Estão previstos cerca de R$ 40 milhões de repasse ao Estado e R$ 35 milhões para os 78 municípios. Esta divisão decorre de um mecanismo que calcula a população de cada local perante ao fundo de participação dos estados e municípios. Deste valor, aproximadamente 75% serão direcionados ao setor audiovisual e 25% para os demais segmentos da arte e cultura.

“Além da  presença dos empreendedores e fazedores de cultura em geral,  será importante que entidades de todo o Estado conheçam sobre a mobilização em torno da Lei”, afirmou o secretário de Estado da Cultura e presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura, Fabrício Noronha.

Lei Paulo Gustavo

Com o objetivo de auxiliar o setor cultural prejudicado pela pandemia da Covid-19, o  Projeto de Lei Paulo Gustavo (PLP 73/21) foi apresentado como recurso de ação emergencial no mês de novembro de 2021 no Senado e em julho deste ano foi promulgada como Lei Complementar 195/22. O nome da Lei homenageia o ator Paulo Gustavo, que faleceu em maio de 2021, devido à Covid-19.

O recurso total de R$ 3,86 bilhões é proveniente do superávit financeiro do FNC (Fundo Nacional de Cultura), e do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), recursos financeiros estes que não seriam utilizados no cronograma de pagamento dentro do exercício fiscal e que poderiam ser empregados como fonte de recurso adicional a ser operado diretamente pelos estados e municípios.

Serviço:

Encontrão Capixaba – Lei Paulo Gustavo e seu impacto no ES

Data: 16/08 (terça-feira)

Horário: 18h30

Local: Casa da Música Sônia Cabral, Centro de Vitória.

Aberto ao público.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana