conecte-se conosco


Cidades

UTI sofre intervenção em meio a escândalo da Santa Casa de Guaçuí

ASanta Casa de Guaçui, sul do Espírito Santo, está em meio de escândalos não esclarecidos. A UTI terceirizada sofreu intervenção federal por motivos desconhecidos, mas relacionados a possíveis procedimentos ilícitos dos responsáveis por cobranças indevidas a pacientes e até maus tratos, além de sonegação de impostos, envolvendo o arrendatário, Carlos Almeida, conhecido como “Carlinho Boi”. […]

Publicados

em

ASanta Casa de Guaçui, sul do Espírito Santo, está em meio de escândalos não esclarecidos. A UTI terceirizada sofreu intervenção federal por motivos desconhecidos, mas relacionados a possíveis procedimentos ilícitos dos responsáveis por cobranças indevidas a pacientes e até maus tratos, além de sonegação de impostos, envolvendo o arrendatário, Carlos Almeida, conhecido como “Carlinho Boi”.

A redação da FOLHA tentou contato com a direção do hospital, às 10h20, hoje, mas não obteve sucesso, pelo telefone (28) 9991-4141 (Diretor Dênis. Com a intervenção, a UTI foi retirada da gestão do Carlos Almeida e a Santa Casa assumiu o controle. A situação é um tanto escabrosa possível enriquecimento ilícito do “Carlinho Boi” em cima de cobranças pelo serviço que deveria ser gratuito.

A reportagem da FOLHA vai buscar averiguar a extensão dessa denúncia – que pode indicar também mortes de pessoas, assunto que deixou a população local alarmada. O complexo de UTIs era de responsabilidade pelo empresário Carlos Almeida e dois filhos médicos.

O caso merece uma investigação, também, do Ministério Público, da Secretaria Estadual da Saúde, da Secretaria Municipal da Saúde e da Câmara de Vereadores, com emissão de nota oficial para dar transparência a este caso que, ainda, está por debaixo do tapete, obscuro e vergonhoso.

Comentários Facebook
Propaganda

Cidades

Defesa Civil Nacional repassa R$ 96,4 mil para o município de Alegre

Publicados

em

Por

Casa destruída após queda de muro em Alegre. Um homem morreu - Foto: Reprodução / Redes Sociais

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), autorizou o repasse de R$ 96,4 mil para ações de defesa civil na cidade de Alegre, no Espírito Santo. A portaria foi publicada nesta sexta-feira (24) no Diário Oficial da União. A cidade capixaba sofreu com chuvas intensas e usará o recurso para a reconstrução de uma ponte. A ação beneficiará cerca de 29,5 mil pessoas.

Em todo o País, estados e municípios atingidos por desastres e que já tenham obtido o reconhecimento federal de situação de emergência ou de estado de calamidade pública podem solicitar recursos do MDR para atendimento à população afetada. As ações envolvem restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de equipamentos de infraestrutura danificados.

A solicitação deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Com base nas informações enviadas, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com a especificação do montante a ser liberado.

Comentários Facebook

Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana