conecte-se conosco


Economia

Veja as 3 maiores dificuldades de abrir uma conta PJ no brasil

Publicados

em

Imagem: Divulgação

Quem empreende ou já teve um negócio sabe como pode ser difícil abrir uma conta pj. Com o objetivo de facilitar esse processo surgiu um novo tipo de instituição financeira: o banco digital para empreendedores.

Esse novo tipo de banco, que é totalmente baseado na tecnologia, vem ganhando cada vez mais adeptos ao longo dos anos.

Muita gente pensa que só existem contas digitais para pessoas físicas, o que não é verdade. Já tem algum tempo que é possível contar com uma conta totalmente online também para a sua empresa. E isso pode facilitar o acesso de micro e pequenos negócios a serviços bancários essenciais para o crescimento do negócio.

Mas afinal, por que é tão complicado abrir uma conta bancária para pessoas jurídicas? E como os bancos digitais podem ajudar a resolver esse problema?

Continue lendo esse artigo para entender os principais obstáculos para abrir contas jurídicas e como evitá-los.

Principais dificuldades para ter uma conta empresarial

Como dissemos acima, é comum que empreendedores tenham problemas ao abrir uma conta empresarial para suas empresas.

Embora existam muitos CNPJs abertos no Brasil, a burocracia e o custo de ter uma pj faz com que muitas empresas não contem com esse serviço. É o que costuma acontecer com as microempresas ou empresas individuais. Isso porque entre tantas tarefas e despesas, a abertura da conta fica sempre para depois.

No entanto, ter uma conta específica para a movimentação financeira do seu negócio é fundamental. Separar as contas da empresa das contas pessoais é um dos pontos mais importantes para garantir a organização financeira da empresa e não ter problemas contábeis no futuro.

Ao optar por um banco tradicional, ao invés de um banco digital para empresas, você pode se deparar com alguns obstáculos, como os que citamos abaixo.

1) Processo de abertura de conta

A primeira dificuldade está em abrir uma conta pj, que acaba sendo um processo burocrático mesmo nos melhores bancos tradicionais.

Faz sentido que as instituições financeiras se preocupem com a situação de seus clientes e faça uma análise antes abrir uma conta.

No entanto, no modelo engessado que ainda está vigente, os bancos solicitam a todas as empresas as mesmas informações. Sem considerar se a empresa é grande, média ou pequena.

Com isso, quem empreende se vê perdido em tantos documentos e dados necessários para abertura da conta.

2) Cobranças e valor de taxas

Outro fator importante que acaba afastando micro e pequenas empresas dos bancos é o custo benefício. Quem está começando sabe que não é fácil cobrir todas as despesas da empresa quando o faturamento é ainda baixo.

E na hora de abrir uma conta, surgem ainda mais custos para o negócio. Taxas de manutenção, anuidade de cartão de crédito, taxa da maquininha de cartão, tarifas para fazer transferências, emitir boleto grátis e até receber PIX.

Além disso, muitas instituições não consideram o tamanho e faturamento da empresa na hora de definir os valores. Isso faz com que essas taxas fiquem muito grandes para quem tem o porte pequeno.

Muitos clientes também reclamam da falta de transparência na cobrança de algumas tarifas. Isso porque nem sempre fica evidente para a companhia quais serviços são cobrados e os seus valores.

Assim, ao fazer os cálculos, o financeiro da empresa pode chegar a conclusão que não vale a pena ter uma conta.

3) Atendimento

Muitas companhias ainda preferem ter contas tradicionais pois se baseiam no atendimento de um gerente. No entanto, para ter atenção real do gerente da sua conta é preciso ser uma grande empresa.

E esse é mais um pouco que pequenas e médias empresas acabam tendo dificuldades com os bancos. O atendimento diferenciado do gerente acaba sendo entregue apenas para negócios grandes e já estabelecidos no mercado.

Isso pode causar muita dor de cabeça, já que os problemas e demandas do financeiro demoram a ser atendidos.

Diferente de um banco digital para empresas tem um suporte simplificado via internet, em bancos tradicionais muitas vezes é preciso se dirigir à agência para conseguir uma atenção especial do banco.

Vantagens de um banco digital para empreendedores

Todas essas dificuldades e burocracia muitas vezes fazem com que as empresas adiem a abertura de uma conta.

Mas, atualmente já tem uma forma de driblar esses problemas e contar com serviços bancários mesmo se você tem uma empresa pequena, é MEI ou está começando.

Reduzir a burocracia é o objetivo de um banco digital para empreendedores. As contas digitais pj são contas bancárias que funcionam de forma 100% online. Apenas esse fato já contribui para eliminar a necessidade de deslocamento ao precisar de um serviço, por exemplo.

Os bancos digitais são instituições que oferecem apenas opções de contas online e não tem agências bancárias. A maior parte dos serviços oferecidos é o mesmo, com a diferença de que eles podem ser contratados e acompanhados pela
internet.

Pensando nas maiores dificuldades ao abrir uma conta que citamos acima, podemos dizer que um banco digital para empreendedores consegue resolver bem essas questões com as seguintes vantagens.

1) Abertura de conta simples e rápida

Em um banco digital não é preciso se deslocar para abrir uma conta pj. Todo o processo é feito pela internet, no aplicativo ou internet banking.

É tudo muito simples, basta solicitar a abertura e enviar os documentos solicitados, que não costumam ser muitos. Após isso, é só esperar a rápida análise do banco e pronto.

2) Economia nas tarifas
Outra vantagem é que, por não terem custos com agências, os bancos digitais pj oferecem taxas bem mais atrativas.

Alguns deles chegam a oferecer conta digital pj totalmente gratuita. Esse é o caso da Conta Digital da Cora, que não cobra taxa de manutenção, nem para fazer transferências, ou na emissão de boletos ou enviar e receber PIX.

3) Atendimento rápido e fácil

Com uma conta jurídica online, o atendimento também fica muito mais prático. É possível conseguir respostas rápidas e assertivas pelo chat do aplicativo do banco, por exemplo.

As solicitações e contratações também costumam ser mais rápidas do que em um banco digital.

Além dessas vantagens, é importante lembrar que uma conta digital pj facilita a gestão financeira da empresa. Com todas as informações sobre as movimentações na palma da mão, fica muito mais fácil organizar o fluxo de caixa e as contas empresariais.

Balanço patrimonial.

Comentários Facebook
Propaganda

Economia

Servidores do BC manterão greve até segunda-feira

Publicados

em

Em greve há quase três meses, os servidores do Banco Central (BC) manterão o movimento até a próxima segunda-feira (4). Em assembleia, a categoria decidiu continuar parada até o último dia possível para a concessão de aumentos salariais determinado pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

De acordo com o Sindicato Nacional de Funcionários do BC (Sinal), os servidores farão um ato virtual pela valorização da carreira no dia 4, com protestos contra o que consideram intransigência na postura do presidente da instituição, Roberto Campos Neto. Na terça-feira (5), os funcionários farão nova assembleia para decidir os rumos do movimento.

Pela Lei de Responsabilidade Fiscal, o Congresso precisaria aprovar, até 30 de junho, reajustes que reponham perdas com a inflação, com a lei entrando em vigor em 4 de julho. Para cumprir esse prazo, no entanto, o governo precisaria ter enviado projeto de lei ou medida provisória ao Congresso no fim de maio ou na primeira semana de junho.

Reivindicações

Em greve desde 1º de abril, os funcionários do BC reivindicam a reposição das perdas inflacionárias nos últimos anos, que chegam a 27%. Eles também pedem a mudança da nomenclatura de analista para auditor e a exigência de nível superior para ingresso de técnicos no BC.

Em 19 de abril, a categoria suspendeu a greve, mas retomou o movimento por tempo indeterminado desde 3 de maio. Desde então, só serviços considerados essenciais estão sendo executados, como as reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom) e a divulgação do déficit primário no primeiro quadrimestre.

A divulgação de estatísticas, como o boletim Focus (pesquisa semanal com instituições financeiras), o fluxo cambial, o Relatório de Poupança e a taxa Ptax diária (taxa média de câmbio que serve de referência para algumas negociações), foi suspensa ou ocorre com bastante atraso. Projetos especiais, como a expansão do open banking e a segunda fase de consultas de saques de valores esquecidos, estão suspensos.

Desde o início do ano, diversas categorias do funcionalismo federal trabalham em esquema de operação padrão ou fazem greve porque o Orçamento de 2022 destinou R$ 1,7 bilhão para reajuste a forças federais de segurança. No fim de abril, o governo confirmou que estudava aumento linear de 5% para todo o funcionalismo, mas, no início do mês, o ministro da Economia, Paulo Guedes, descartou a concessão de reajustes em 2022.

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Economia

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana