conecte-se conosco


Estado

Vice-governadora recebe embaixador de Cabo Verde

Publicados

em

 

A vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes, recebeu, nesta terça-feira (30), no Palácio da Fonte Grande, em Vitória, o embaixador da República de Cabo Verde no Brasil, José Pedro M. Chantre D’Oliveira. Com o objetivo de estreitar as relações e criar vínculos com povos que tenham cultura e potencial turístico semelhantes, o embaixador convidou a vice-governadora para ser a articuladora de um aprofundamento dos vínculos bilaterais nas áreas de comércio e turismo entre o Espírito Santo e Cabo Verde.

A possível parceria seria firmada com o Instituto do Turismo de Cabo Verde, órgão vinculado ao Ministério do Turismo e Transporte daquele país. Para o embaixador de Cabo Verde, é importante para ambos o fortalecimento das parcerias entre Cabo Verde e o Estado. “A nossa intenção é fazer com que o Espírito Santo se torne um parceiro, para agregar as pessoas da América do Sul para Cabo Verde, para que a gente seja uma porta de entrada para o turismo”, destacou.

O próximo encontro para definir as etapas seguintes do processo já está agendado com a Secretaria de Turismo (Setur), quando será analisada a integração do Governo do Estado à proposta. “Fiquei muito feliz pelo convite feito pelo embaixador. O turismo é um dos principais pontos de movimento da economia, além de ser um importante veículo da cultura entre países. Acredito que com essa parceria, toda a população sai ganhando”, afirmou Jacqueline Moraes.

Além disso, eles falaram sobre diversos assuntos, como as relações políticas entre os dois países, as culturas regionais, além da discriminação racial enfrentada pelos negros na sociedade. Também participou do encontro o cônsul honorário de Cabo Verde, Fred Rosalém Heliodoro.

Cabo Verde

Cabo Verde é uma nação localizada em um arquipélago vulcânico perto da costa noroeste da África. O país, que tem como idioma oficial o português, é conhecido por sua cultura crioula luso-africana, sua tradicional música morna e suas várias praias. A maior ilha do país, Santiago, abriga a atual capital, Praia. Em Santiago, também se encontra a antiga capital, Cidade Velha, com o Forte Real de São Filipe, que fica no topo de um penhasco.

Comentários Facebook
Propaganda

Estado

Estado suspende classificação de risco muito baixo

Publicados

em

 

Em virtude do aumento de casos pela Covid-19 no Espírito Santo, nas primeiras semanas de janeiro de 2022, o Governo do Estado, por meio da Portaria Nº 008-R, publicada no último sábado (15), no Diário Oficial do Estado, suspende o enquadramento dos municípios na classificação de risco muito baixo, na Gestão do Mapa de Risco.

A informação foi divulgada na última sexta-feira (14), pelo governador do Estado, Renato Casagrande, em pronunciamento ao vivo. A suspensão acontece enquanto não ocorrer a redução do número de casos ativos no Estado, conforme critérios epidemiológicos, considerando dados do portal https://coronavírus.es.gov.br.

“Como estamos num processo de ascendência no contágio, estamos suspendendo a classificação do risco muito baixo. Mas isso não é para desincentivar a vacinação, até porque quando a doença voltar a ter queda, voltaremos com a classificação. É bom que os municípios possam vacinar, chegar a esses percentuais, pois isso permitirá, quando estivermos em queda, que tenhamos total liberdade das atividades econômicas e sociais”, destacou o governador, durante a live.

A Portaria ressalta ainda que as medidas qualificadas específicas, correspondentes à classificação de risco muito baixo, continuam a ser aplicadas aos municípios, independentemente dos níveis de risco, como a apresentação do comprovante de esquema vacinal completo contra a Covid-19, para acessar determinados estabelecimentos e atividades e demais medidas disponibilizadas no Anexo I da Portaria N°013-R, de 23 de janeiro.

Mais de 25 mil casos confirmados nos primeiros 14 dias de janeiro

De acordo com os dados do Painel Covid-19, nos primeiros 14 dias de 2022, o Espírito Santo já soma 28.415 casos confirmados da doença em todo o território. Entre a primeira e a segunda semana epidemiológica de 2022, o aumento representa cerca de 85,3% no número de casos.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana