conecte-se conosco

Economia

Volume de serviços teve queda de 0,1% em novembro

Publicado

O volume de serviços no país caiu 0,1% em novembro de 2019 na comparação com o mês anterior. A queda veio depois de uma alta acumulada de 2,2% nos meses de setembro e outubro, segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada hoje (14), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na comparação com novembro de 2018, no entanto, o volume cresceu 1,8%. Também houve altas de 0,9% no acumulado de janeiro a novembro de 2019 e no acumulado de 12 meses.

Na passagem de outubro para novembro, três das cinco atividades do setor de serviços tiveram queda no volume: transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-0,7%), serviços prestados às famílias (-1,5%) e serviços de informação e comunicação (-0,4%).

Por outro lado, duas atividades tiveram alta: outros serviços (1,7%) e serviços profissionais, administrativos e complementares (0,1%).

Em relação à receita nominal, os serviços tiveram queda de 0,5% na comparação com outubro. Na comparação com novembro do ano anterior foi observada uma alta de 5%. Já nos acumulados de janeiro a novembro de 2019 e de 12 meses, foram registradas altas de 4,4%.

Leia mais:  IPC-S tem queda de preços de 0,09% em outubro

Saiba mais

Edição: Fernando Fraga

Comentários Facebook
publicidade

Economia

Inflação dos aluguéis acumula taxa de 7,91% em 12 meses, diz FGV

Publicado

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel, registrou inflação de 0,57% na segunda prévia de janeiro deste ano. A taxa é inferior aos 2,06% observados em dezembro de 2019, segundo dados divulgados hoje (21) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Com o resultado da segunda prévia de janeiro, o IGP-M acumula taxa inflação de 7,91% em 12 meses.

Segundo a FGV,  a queda da taxa de dezembro para janeiro foi puxada pelos preços no atacado e no varejo. A inflação do Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, recuou de 2,85% na segunda prévia de dezembro para 0,67% na segunda prévia de janeiro.

A inflação do Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, caiu de 0,74% em dezembro para 0,45% em janeiro.

Por outro lado, o Índice Nacional de Custo da Construção teve taxa de inflação de 0,17% na segunda prévia de janeiro, taxa superior à registrada no mesmo período em dezembro, quando não houve variação de preços.

Edição: Valéria Aguiar

Comentários Facebook
Leia mais:  Balança comercial fecha novembro com menor superávit desde 2015
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana