conecte-se conosco

Agronegócio & Turismo

Voo cancelado ou alteração de rota por mau tempo: conheça os seus direitos

Publicado

source

Existem coisas que não dão para controlar, entre elas estão as chuvas que atingem o Brasil todo início de ano, durante o verão. Nesta segunda-feira (10) São Paulo amanheceu debaixo d’água após um temporal , o mesmo já tinha acontecido algumas semanas atrás em Belo Horizonte e Espírito Santo.

aeroporto arrow-options
shutterstock

O mau tempo causa cancelamentos, atrasos e ate desvios de voos

E se você, infelizmente, precisa viajar durante esse período e acaba tendo seu voo cancelado ou sua rota alterada pelo mau tempo, saiba que você tem direitos como passageiro. A ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil, tem um manual que pode retirar todas as dúvidas dos viajantes, e o iG Turismo   foi atrás dos principais pontos para você não passar apuros.

De acordo com um documento publicado no site da Anac , o passageiro lesado por cancelamento de voo tem direito à assistência material, que envolve comunicação, alimentação e acomodação. “Essas medidas têm como objetivo minimizar o desconforto dos passageiros enquanto aguardam seu voo, atendendo as suas necessidades imediatas”, diz o texto.

O que será feito em relação a atrasos depende do tempo desse atraso: 

  • atrasos com uma hora – os passageiros devem ser comunicados sobre o problema via telefone ou internet;
  • atrasos com duas horas – a companhia deverá fornecer acesso à telefone e internet, bem como alimentação aos passageiros;
  • atrasos com mais de 4 horas – a companhia deverá fornecer hospedagem e transporte aos passageiros até o local da acomodação

Além disso, confira abaixo os direitos dos passageiros para cancelamento de voo :

Se estiver no aeroporto de partida:

  1.  Receber o reembolso integral, incluindo a tarifa de embarque. Nesse caso, a empresa poderá suspender a assistência material;
  2. Remarcar o voo, sem custo, para data e horário da sua conveniência. Nesse caso, a empresa poderá suspender a assistência material;
  3. Embarcar no próximo voo da mesma empresa ou de outra empresa aérea, para o mesmo destino, sem custo, se houver disponibilidade de lugares. A empresa deverá oferecer assistência material.

Se estiver em aeroporto de escala ou conexão:

  1. Receber o reembolso integral e retornar ao aeroporto de origem, sem nenhum custo. A empresa deverá oferecer assistência material;
  2. Permanecer na localidade onde ocorreu a interrupção e receber o reembolso do trecho não utilizado. Nesse caso, a empresa poderá suspender a assistência material;
  3. Remarcar o voo, sem custo, para data e horário de sua conveniência. Nesse caso, a empresa poderá suspender a assistência material;
  4. Embarcar no próximo voo da mesma empresa ou de outra empresa aérea, para o mesmo destino, sem custo, se houver disponibilidade de lugares. A empresa deverá oferecer assistência material;
  5. Concluir a viagem por outra modalidade de transporte (ônibus, van, táxi e etc). A empresa deverá oferecer assistência material.

O mesmo acontece com quem teve seu voo desviado da rota por causa do mau tempo antes da decolagem, segundo a Resolução nº 400 da ANAC. A companhia aérea só deixará de dar a assistência material ao passageiro que optar por reacomodação em outro voo .

Já em casos de desvio de rota por questões climáticas no pouso, geralmente a compahia áerea se responsabiliza pelo transporte dos passageiros até o aeroporto que seria o destino inicial. Por exemplo, voo deveria ter pousado em Congonhas, mas, por falta de teto, foi para Cumbica, em Guarulhos. A empresa fornece transporte de volta para Congonhas, seja para que o passegeiro siga em conexão ou volte para casa. 

Leia também: 10 atitudes que você deve ter em sua próxima viagem de avião

Atenção! Os reembolsos para passageiros que tiveram seu voo cancelado, atrasado a mais de quatro horas e preterição de embarque precisam ser realizados em até sete dias de acordo com a forma de pagamento utilizada na hora da compra. Se for do interesse do viajante, ao invés do dinheiro o reembolso pode ser feito em créditos em programas de milhagem.

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
publicidade

Agronegócio & Turismo

Você pode pegar vírus num cruzeiro? Entenda como é a limpeza dos navios

Publicado

source

A epidemia do novo coronavírus (COVID-2019) na China tem espantado o mundo. Casos foram diagnosticados em outros países e até em navios de cruzeiro. Um deles, o navio Diamond Princess, está atracado no Japão desde o dia 03 de fevereiro com 542 pessoas infectadas a bordo – até esta terça-feira (18).

Leia também: O planejamento faz viagem de cruzeiro sair 30% mais barata

limpeza arrow-options
shutterstock

A limpeza interna de navios de cruzeiro é bem rigorosa

O confinamento e a aglomeração de pessoas dentro de navios de cruzeiro pode ser um prato cheio para a proliferação de um vírus. Mas como evitar esse problema? Um ex-membro da tripulação de um cruzeiro fala ao Express como são feitas as limpezas no navio, e saber tais detalhes vai aliviar a mente de quem tem viagem marcada nos próximos meses.

“Trabalhei em um navio por dois verões e poderia responder a muitas perguntas, mas os padrões de limpeza são muito altos. Existe uma organização na qual não consigo lembrar o nome que visita os navios aleatoriamente para verificar a limpeza e, se o navio não atender aos padrões, não poderá navegar”, comenta o ex-tripulante.

“Eu trabalhava no centro de atividades infantis e, no último dia de cada cruzeiro, realizávamos uma limpeza especial de duas horas com uma certa solução de limpeza em literalmente todos os cantos. Os brinquedos são limpos a vapor, os que tem pequenos orifícios são lavados à mão, os com muitas fendas são limpos com cotonetes e etc”.

Quem também comenta sobre o assunto é Brain David Bruns, escritor do livro “Cruise a la Carte”. Em sua publicação, ele, que também já trabalhou em navios, conta que, apesar das regras rigorosas de limpeza, alguns hóspedes cuidam eles mesmos da “luta contra os germes”.

“Muitos convidados de cruzeiro entram em sua cabine e limpam prontamente todas as superfícies, como interruptores de luz, maçanetas, torneiras e telefone, com lenços desinfetantes; “, explica.

Brian ainda diz que o esforço é desnecessário “Todo porto doméstico, comissários de quarto desinfetam todos os itens de alto toque na cabine, especialmente no banheiro. Os banheiros têm cerca de 400 vezes menos bactérias do que a sua mesa de escritório”, finaliza.

Leia também: Quais são as melhores companhias de cruzeiro em 2020?

Com esses depoimentos, dá para ficar mais tranquilo em relação ao novo coronavírus em navios de cruzeiro.  Se evitar as áreas afetadas e tomar os cuidados pessoais de higiene, dentro de um navio você não irá pegar nenhum vírus.

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana